EDITAL SMA N� 124 , DE 30 DE JUNHO DE 2008 by cs49KdsJ

VIEWS: 14 PAGES: 4

									                          EDITAL SMA Nº 124 , DE 01 DE JULHO DE 2008.


O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO , no uso das atribuições que lhe são
conferidas pela legislação em vigor e, tendo em vista a autorização exarada no processo
07/205257/2008, divulga o Conteúdo Programático do Concurso Público para provimento de
cargo de Professor I - Ciências, do Quadro Permanente de Pessoal do Município do Rio de
Janeiro, no âmbito da Secretaria Municipal de Educação e retifica o inciso I, item 1 do edital
regulamentador SMA nº. 108 de 17 de junho de 2008, publicado no D.O. Rio de 18 de junho de
2008.

1. DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ESPECÍFICO DA DISCIPLINA
1. Educação em ciências: conteúdo e metodologia. Questões sócio-científicas e as implicações
éticas. Alfabetização científica. 2. Origem da vida. Principais teorias do processo evolutivo. 3.
Seres vivos. Origem das espécies. Biodiversidade. Caracterização geral dos filos. Funções vitais.
Sistemas de classificação. 4. Biologia celular. Principais diferenças entre procariotas e
eucariotas. Processos bioenergéticos: fundamentos, respiração e fotossíntese, biossíntese de
proteínas. Reprodução celular: mitose e meiose. Desenvolvimento embrionário. Reprodução
humana. 5. Genética. Fundamentos de citogenética. Código genético. Caracterização geral das
biotecnologias e seus impactos sociais. Organismos geneticamente modificados. Terapia gênica.
6. Ecologia. Conceitos fundamentais. Relações tróficas entre os seres vivos. O ecossistema e
seus componentes. Os principais biomas. Educação ambiental: princípios gerais. Ocupação
histórica do meio ambiente pelo homem. Poluição e desequilíbrios ecológicos. 7. Ser humano e
Saúde. Educação para a promoção da saúde. Conceitos de saúde. Sistemas do corpo humano.
Sexualidade. Doenças transmissíveis, meio ambiente e qualidade de vida. Implicações no
contexto atual. 8. Universo, Sistema Solar e Planeta Terra. Teoria do Big Bang. Energia e suas
transformações. Sol como fonte básica de energia. Elementos da natureza: ar, água e solo. Ciclos
biogeoquímicos e a vida na Terra. Importância e propriedades da água. 9. Matéria. Teoria
atômica-molecular: evolução do conceito de átomo. Estados físicos da matéria. Mudanças de
estado. Aspectos macroscópicos: substâncias simples e compostas; misturas homogêneas e
heterogêneas. Processos físicos de fracionamento das misturas. Soluções. Funções químicas
inorgânicas: conceitos, classificações e nomenclaturas de óxidos, ácidos, hidróxidos e sais. 10.
Vida: Movimentos e Fenômenos. Transformações mecânicas, térmicas e eletromagnéticas.
Fenômenos ondulatórios: acústicos e ópticos.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
AMABIS, J. M; MARTHO, G. R. (2001) Conceitos de Biologia. São Paulo: Moderna (vol. 1, vol. 2 e
vol. 3).
BIZZO, N. (1998) Ciências: fácil ou difícil? São Paulo: Ática.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental (1997) Parâmetros Curriculares Nacionais –
Ciências Naturais. Brasília. MEC/SEF.
CANIATO, R. (1984) A Terra em que vivemos. Campinas/SP: Papirus.
CARVALHO, A. M. P.; GIL-PÉREZ, D. (1993) Formação de professores de Ciências: tendências e
inovações. São Paulo: Cortez.
CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação Ambiental a formação do sujeito ecológico. São
Paulo: Cortez, 2004.
CHASSOT, A. I. (1994) Ciência através dos tempos. São Paulo: Moderna.
CHASSOT, A; OLIVEIRA, R. J. de (orgs.) (1998) CIÊNCIA, ÉTICA E CULTURA NA EDUCAÇÃO.
São Leopoldo: UNISINOS.
DELIZOICOV, D. ; ANGOTTI, J. A. (1990) Metodologia de Ensino de Ciências. São Paulo: Cortez.
DELIZOICOV, D. ; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e
métodos. São Paulo: Cortez, 2002.
FELTRE, R. [s/d.] Fundamentos da Química. São Paulo: Moderna (volume único).
GROPPA, JULIO. Sexualidade na escola. Rio de Janeiro: Ed. Summus, 1997.
GRÜN, M. (1996) ÉTICA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A conexão necessária. Campinas/SP:
Papirus.
GUIMARÃES, M. (1995) A DIMENSÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO. Campinas/SP: Papirus.
HOCHMAN, G. (1998) A ERA DO SANEAMENTO. As bases da política de Saúde Pública no
Brasil. São Paulo: Hucitec.
LINHARES, S.; GEWNDSZNAJDER, F. (2005) BIOLOGIA. São Paulo: Ática (volume único).
LOPES, A.; MACEDO, E. (orgs.) (2004) Currículo de Ciências em debate. São Paulo: Papirus.
LOUREIRO, C. F. B. (2004) Trajetória e Fundamentos da Educação Ambiental. São Paulo: Cortez.
MAST (1996) Brincando com a Ciência. Construção de Módulos de Atividades. Rio de Janeiro
MÁXIMO, A. & ALVARENGA. Curso de física. São Paulo: Scipione.
MORIN, Edgard. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.
RAW, I.; MENNUCCI, L.; KRASILCHIK, M. (2001) A biologia e o homem. São Paulo: EDUSP.
RIBEIRO, M. (org.) (1993) Educação Sexual: novas idéias, novas conquistas. Rio de Janeiro: Ed.
Rosa dosTempos.
Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (1986) MULTIEDUCAÇÃO: Núcleo Curricular
Básico. Rio de Janeiro.
STOPPARD, M. (1998) Sexo – Um guia para adolescentes. São Paulo: Marco Zero.

LÍNGUA PORTUGUESA
Compreensão de texto contemporâneo. Coerência e coesão textual. Linguagem, língua, discurso
e estilo. Variação lingüística. Gêneros de texto. Discurso direto, discurso indireto e discurso
indireto livre. O sistema ortográfico da língua portuguesa. Pontuação. Classe, estrutura e formação
de palavras. Emprego e valor das classes gramaticais. Significação das palavras. Valor semântico
e emprego dos conectivos. Sintaxe de concordância: concordância gramatical, atrativa e
ideológica. Sintaxe de regência; crase. Sintaxe de colocação: deslocamento e valor semântico-
gramatical; posição do pronome átono. Frase, oração e período. A frase e sua constituição. A
oração e seus termos essenciais e integrantes. O período e sua construção: período simples e
composto. Valores da coordenação e subordinação.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
Nova Gramática Contemporânea. Celso Cunha, Luís F. Lindley Cintra. Rio de Janeiro: Lexikon
Editora Digital, 4ª. ed. 2007.
Gramática Normativa da Língua Portuguesa. Rocha Lima. RJ: José Olympio Editora, 20ª. ed. ,
1979
BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.
Novo Dicionário Aurélio da língua Portuguesa. Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. RJ: Editora
Positivo, 3ª. Ed., 2004.
HOUAISS, A. & VILLAR, M. S. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora
Objetiva, 2001.
FUNDAMENTOS TEÓRICOS- METODOLÓGICOS E POLÍTICO - FILOSÓFICOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS LEGAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: 1. Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Brasileira - Lei 9.394/96. 2. Diretrizes Curriculares Nacionais: Parecer 04 CNE/SEB/98 e
Resoluções 02 CNE/SEB/98 e 01 CNE/SEB/06.
FUNDAMENTOS TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO: 1. Perspectiva Histórica da Educação. 2. Concepção da
Psicologia sobre desenvolvimento humano na perspectiva histórico cultural. 3. Teorias de
Currículo, na perspectiva pós-crítica de currículo. 4. Concepções de aprendizagem na perspectiva
histórico-cultural.
INSTRUMENTOS PEDAGÓGICOS DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM: 1. Projeto Político Pedagógico. 2.
Planejamento. 3. Avaliação: função, objetivos e modalidades. 4. Projeto didático. 5. Metodologias
de Ensino.
LETRAMENTO  COMO PROCESSO DE APROPRIAÇÃO DA LEITURA E DA ESCRITA PRESENTE EM TODAS AS
ÁREAS DE ENSINO: 1. Conceitos de letramento. 2. O ensino de Ciências da Natureza e a formação
de leitores.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
BRASIL. Lei 9.394/96. Diretrizes e bases da educação nacional.
BRASIL / CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes curriculares nacionais. Parecer
04 CNE/SEB/98
BRASIL / CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes curriculares nacionais.
Resolução 02 CNE/SEB/98
BRASIL / CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes curriculares nacionais.
Resolução 01 CNE/SEB/2006
BRASIL / SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais:
Introdução aos parâmetros curriculares nacionais (vol. 1). BRASÍLIA: MEC/SEF, 1997.
BRASIL / SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais:
terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental:Introdução aos parâmetros curriculares nacionais.
BRASÍLIA: MEC/SEF, 1998.
BAQUERO, Ricardo. Vygotsky e a aprendizagem escolar. Rio Grande do Sul: Artmed, 1998.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia; saberes necessários à prática educativa.Rio: Paz e
Terra ,1998.
GROSSI, Esther Pillar e BORDIN, Jussara (orgs.). Construtivismo Pós-Piagetiano. Rio de
Janeiro, Vozes, 1999.
KOHL, Marta, Vygotsky : Aprendizado e Desenvolvimento - um processo socio-histórico.
  São Paulo, Scipione, 1993.
LEITE, Luci Banks (org.). Piaget e a escola de Genebra. S. Paulo, Cortez, 1992.
MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa (org). Currículo: políticas e práticas. S. Paulo: Papirus,
  1999.
NEVES, Iara Conceição Bitencourt e outros (orgs.) Ler e escrever; compromisso de todas as
áreas. Porto Alegre: UFRGS Editora, 2007.
Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (1986) MULTIEDUCAÇÃO: Núcleo Curricular
Básico. Rio de Janeiro.
2. Retifica o inciso I, item 1 do edital regulamentador SMA nº. 108 de 17 de junho de 2008,
publicado no D.O. Rio de 18 de junho de 2008.

I      Das Disposições Preliminares
1.   DO VENCIMENTO, DA CARGA HORÁRIA, DA TAXA DE INSCRIÇÃO E DA QUALIFICAÇÃO EXIGIDA.


                             CARGA HORÁRIA         TAXA DE
        VENCIMENTO                                               QUALIFICAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA
                               SEMANAL            INSCRIÇÃO



        R$ 1.156,49                16h                        Licenciatura Plena em Ciências,
                                                 R$ 60,00     Ciências Biológicas ou História Natural,
                                                              com habilitação apostilada no diploma




                          RIO DE JANEIRO, 01      DE JULHO DE 2008.




                                      WAGNER SIQUEIRA
                           SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO

								
To top