RELA��O DOS PROJETOS DE EXTENS�O ANO 2002 by Xm80sS

VIEWS: 52 PAGES: 26

									                                                                                                                                                               1
                                                     RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

nº    ID                          PROJETO                          ÁREA                        COORDENADOR                             DEPTº          PROC.
                                                                  TEM. 1
           Física através do Teatro                               Cultura      Prof. Dr. Francisco Carlos Lavarda                     Física    757/09
1    6140
Resumo: Física e Teatro: "GALILEU" Roteiro para teatro adaptado por Paulo Noronha Lisboa Filho e Francisco Carlos Lavarda a partir da tradução para o
português por Roberto Schwarz da peça “A Vida de Galileu” (Leben des Galilei) escrita em 1938-1939 por Bertolt Brecht e publicada no volume 06 (pp. 51-170) da
obra “Teatro Completo de Bertolt Brecht”, Ed. Paz e Terra, 1991, Rio de Janeiro. Este Projeto tem como objetivo a discussão de idéias de física e ciência usando
como tema a obra de Galileu, que se presta sobremaneira para mostrar os principais aspectos da ciência como a conhecemos hoje. A motivação é criada pela
apresentação da peça e a discussão se dá logo depois, envolvendo o público e os atores, que são físicos do Departamento de Física da UNESP/Bauru.

             PSICOPAPO (Contribuições da Psicologia do TRAB.                   Prof. Dr. Luiz Carlos Canêo                           Psic.        1612/09
  2 6242 Trabalho para os indivíduos e as organizações)
Resumo: -Trata-se de um projeto que tem dois principais objetivos, sendo o primeiro- desenvolver nos alunos do Curso de Psicologia, estagiários da Área de
Psicologia Organizacional e do Trabalho, competências relacionadas as atividades de planejamento, execução e avaliação de programas de treinamento,
desenvolvimento e educação de adultos. Como segundo objetivo, fomentar reflexões com os participantes sobre diferentes temas relacionados ao mundo do
trabalho, considerando-se a ótica da Psicologia. Foi por essa razão que denominamos o projeto de PSICOPAPO.
Os temas são selecionados considerando-se as necessidades registradas no ADP - Acompanhamento do Desenvolvimento Profissional, assim como por meio de
entrevistas com chefias e funcionários.
O público alvo são funcionários da Faculdade de Ciências e demais Unidades do campus de Bauru, assim como alunos do Curso de Psicologia e outros interessados.
Diferentes estratégias de divulgação são utilizadas, tais como "folder", "mailing" e "home page" da FC, além de contato pessoal com chefes de departamentos e
seções.
Além da PROEX - Pró- Reitoria de Extensão Universitária o projeto conta com o apoio da STDARH - Seção Técnica de Administração de Recursos Humanos da
FC, Departamento de Psicologia, Centro de Psicologia Aplicada (CPA) e Interage - Empresa Junior do Curso de Psicologia.
Como forma de extensão à comunidade externa, o projeto é disponibilizado para organizações públicas e privadas que tenham interesse nos temas desenvolvidos,
bastando, para tanto, entrar em contato com o professor coordenador.
             Lazer e Cultura                                        Educ.      Profª Drª Luciene Ferreira da Silva                   Educ.        1864/09
  3 6250
Resumo: O Lazer e Cultura se manifestam nestes eventos enquanto propositura educacional que atua de forma lúdica, estética e prazerosa em conexão com as
temáticas centrais e outras, com valorização do desenvolvimento humano, afetivo e social de todos os participantes. Há grande participação dos discentes e de todos
os participantes, demais membros da comunidade acadêmica e não acadêmica, num processo que visa a interdisciplinaridade, a troca de cultura, bem como a difusão
dos conhecimentos sobre o lazer, que o GEPLE produz.

            Ginástica Artística: Prática de Atividades SAÚDE               Profª Ms. Cleusa Medina Custódio Alves e Profª Drª Ed. Fís.           1615/09
 4 6259 Psicomotoras                                                       Lílian Aparecida Ferreira
Resumo: “GINÁSTICA ARTÍSTICA: PRÁTICA DE ATIVIDADES PSICOMOTORAS”. Projeto de extensão universitária de Ginástica Olímpica (Artística)
oferecido pelo Departamento de Educação Física e coordenado pelas professoras Cleusa Medina Custódio Alves e Lilian Aparecida Ferreira, e atende crianças de 6
a 10 anos. O presente projeto propõe-se a desenvolver um programa contemplando os elementos básicos da ginástica artística, utilizando-se de suas formas naturais,
                                                                                                                                                                               2
                                                           RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                                   CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

visando a educação global através do movimento. Esse esporte coloca a criança em relação ao próprio corpo, permite descobrir diversos segmentos e exerce o jogo
das articulações. Consiste em uma conscientização geral da existência do corpo, dos deslocamentos em um espaço onde as distancias, os intervalos, as direções e os
sentidos são avaliados e controlados. Pretende-se enfatizar, primeiramente, que a criança explore o material posto à sua disposição, apossando-se dele, adaptando
corpo e gestos a ele, de modo a transforma-lo em um instrumento de sua própria habilidade. Desta forma, entende-se que surgirão idéias e maneiras de utilização.
Assim concebida, a ginástica artística tornará um instrumento da educação total da criança, um processo que permite adquirir o conhecimento e domínio melhores
do mundo e de si mesma. Para realização do presente, são utilizados os aparelhos: espaldar, banco sueco, plintom, cordas e colchões tipo Sarneige, onde cada um
dos aparelhos oferece uma grande variedade de situações, e sua exploração é muito interessante. Nesse sentido o esporte será entendido como uma prática
educacional inserida um projeto pedagógico global, conjugado à formação intelectual, social,moral, psicológica e motora, visando cultuar e não cultivar as energias
físicas, contribuindo para a formação da criança, tendo seus conteúdos desenvolvidos respeitando-se as fases do desenvolvimento das crianças.


          Formação continuada das educadoras do CCI - Gente EDUC.                     Profª Drª Rita Melissa Lepre                                Educ.         1669/09
 5   6335 Miúda - da Unesp (Bauru)
O projeto de extensão "Formação continuada das educadoras do CCI - Gente Miúda - da Unesp (Bauru)", aliado ao ensino e à pesquisa, é desenvolvido há três anos com resultados
positivos aos envolvidos. O objetivo central do projeto é a promoção da formação continuada da equipe de educadoras do CCI Gente Miúda da Unesp (Bauru), com vistas a uma
prática reflexiva e o conhecimento crítico dos conteúdos pertinentes a uma ação docente de qualidade na Educação Infantil. O projeto busca possibilitar um espaço de trocas para a
construção coletiva de uma consciência profissional crítica que vise a formação de pessoas reflexivas, autônomas e transformadoras. Para tanto, são realizados encontros periódicos
com as educadoras, a coordenação pedagógica e a equipe extensionista nos quais são debatidas questões relacionadas ao cotidiano do CCI e temas pertinentes ao trabalho do
educador infantil, tais como: desenvolvimento infantil, aprendizagem, importância do lúdico, relação escola-família, formação docente e outros. Julgamos importante destacar que
nossa concepção de Educação Infantil entende o educar e o cuidar como ações indissociáveis na busca do objetivo maior desta modalidade de ensino: o desenvolvimento integral da
criança de 0 a 5 anos de idade nos seus aspectos cognitivos, afetivos, sociais e físicos, complementando a ação da família e da comunidade (LDB). O direito constitucional das
crianças brasileiras de uma Educação de qualidade, aliado ao direito dos educadores, garantido pela LDB 9394/96 em seu artigo 61, incisos I e II, de receberem formação
continuada, inclusive, mediante a capacitação em serviço, impelem a continuidade do presente projeto e reforçam o nosso compromisso com a tríade que sustenta a Universidade
Pública Brasileira: o ensino, a pesquisa e a extensão.


            Apoio pedagógico colaborativo para alunos com         EDUC.        Profª Drª Vera Lúcia M. F. Capellini e Profª Drª      Educ.      1749/09
 6 6386 dificuldade de aprendizagem                                            Olga Maria P. Rolim Rodrigues
Resumo: Num país com imensas desigualdades e contradições, a educação se apresenta como um fator de esperança e transformação para a sociedade, não apenas
permitindo o acesso ao conhecimento, à participação, mas propiciando condições para que o indivíduo construa a sua cidadania. Neste sentido, é importante que a
universidade desenvolva programas que incentivem a melhoria da qualidade da educação, que atuem preventivamente visando minimizar o fracasso escolar. No
entanto, faz se necessário, também, ações emergenciais concretas que atendam as crianças com atraso escolar, vítimas já existentes, frutos do nosso ineficiente
sistema educacional brasileiro. Este projeto de extensão nasceu em 2007 a partir da necessidade de ampliar as possibilidades de atuação do Pedagogo como futuros
pesquisadores e dirigentes de processos educacionais em espaços de educação formal e informal, além de atender a uma demanda já existente no CPA – Centro de
Psicologia Aplicada, da Faculdade de Ciências, da UNESP, de Bauru, de alunos com dificuldade no processo ensino aprendizagem. O projeto possibilita às
coordenadoras à possibilidade de um trabalho colaborativo interdepartamental, visto que a colaboração se constitui o mote de trabalhos educativos na atualidade.
Nesta modalidade, a colaboração acontece entre quem aprende e quem ensina, pois numa via de mão dupla o apoio pedagógico minimiza as dificuldades de
aprendizagem dos alunos envolvidos e, ao mesmo tempo, aos futuros pedagogos oferece a oportunidade de planejar e desenvolver práticas educativas em ambientes
não formais. A primeira etapa se constitui de uma avaliação pedagógica de cada cliente em atendimento e, em seguida, os alunos com a supervisão das
                                                                                                                                                               3
                                                     RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

coordenadoras planejam a intervenção que é desenvolvida durante o ano. Ademais, os alunos ao término da avaliação elaboram um relatório com o desempenho do
aluno e sugestões de atividades para a família a para a escola, reforçando a idéia de que a colaboração família-escola pode contribuir para o sucesso do aluno.


             Análise e discussão dos erros apresentados pelos      Educ.       Prof. Dr. Luiz Francisco da Cruz                       Matem.       1764/09
             participantes da Olimpíada Regional de Matemática
  7 6422 da Unesp Bauru - ORMUB/2009
Resumo: O Departamento de Matemática da Unesp, campus de Bauru, vem realizando desde 1993, a Olimpíada Regional de Matemática da Unesp Bauru -
ORMUB, com o objetivo de despertar e estimular os talentos e vocações para a matemática dos alunos dos cursos do ensino médio das redes estadual, municipal e
particular. Nos anos de 2007 e 2008, em suas 15ª e 16ª edições, participaram 63 escolas, sendo 14 de Bauru e 49 de cidades da região, das quais 34 de escolas
particulares e 29 da rede pública. Dos 204 participantes, 105 eram oriundos de escolas particulares e os demais de escolas públicas. Em média, esses números foram
verificados também nas edições anteriores. Ao longo desses 16 anos, observou-se uma queda no desempenho dos participantes, levando em conta os resultados
obtidos nessas provas, tendo sido encontrados erros graves de conteúdo, conceitos mal assimilados, aplicações inadequadas, total descuido com a linguagem
matemática e erros de distração e compreensão, comprometendo o desenvolvimento das questões apresentadas. Sem levar em consideração a péssima “caligrafia” o
que torna, muitas vezes, impossível o entendimento da resolução apresentada pelo participante. Constatando-se ainda que os mesmos erros, deficiências e
dificuldades estão sendo apresentados também pelos alunos ingressantes na universidade. Num processo que se agrava dia-a-dia, arbitramos os ensinos fundamental
e médio como campos propícios para a intervenção proposta nesse projeto. Nos anos de 2008 e 2009 foram realizados os Projetos de Iniciação Científica sob o
mesmo título: Análise e discussão dos erros apresentados pelos participantes da Olimpíada Regional de Matemática da Unesp Bauru - ORMUB. Estes projetos
tiveram como objetivos, numa primeira etapa, fazer um levantamento dos erros cometidos pelos participantes da olimpíada do ano de 2007 e 2008, catalogá-los e
foram gerados gráficos comparativos, os quais mostram o desempenho dos alunos. Numa segunda fase, foram analisados e discutidos esses erros e finalmente, foi
elaborado um relatório contendo os gráficos comparativos e encaminhado a cada escola participante, através do qual as escolas poderiam analisar o desempenho dos
alunos participantes da olimpíada e o desempenho dos alunos da sua escola. Uma vez que a ORMUB terá sua 17ª edição no ano de 2009 e o Departamento de
Matemática pretende continuar realizando-a, estamos propondo a continuidade do Projeto de Iniciação Científica sob o título: "Análise e discussão dos erros
apresentados pelos participantes da Olimpíada Regional de Matemática da Unesp Bauru - ORMUB/2009", para este ano de 2010, o qual dará a oportunidade de
continuarmos analisando o desempenho dos alunos, comparativamente com os resultados obtidos nos anos anteriores e apresentá-los às escolas em forma de
relatório, para que as mesmas possam acompanhar o desempenho, ano a ano, dos seus alunos.

             Pedagogia e Psicologia Social: em busca de uma EDUC.               Profª Drª Vera Lúcia Messias Fialho Capellini e     Educ.        1816/09
 8 6435 ação emancipadora no Bairro Ferradura Mirim                             Profª Drª Rita Melissa Lepre
Resumo: O Projeto Pedagogia e Psicologia Social: em busca de uma ação emancipadora no Bairro Ferradura Mirim tem como base o projeto desenvolvido em
parceria pela Fundação Odebrecht e o Serviço Social do Mosteiro de São Bento da Bahia, iniciou-se em 10 de Março de 2007 no Bairro Ferradura Mirim. O espaço
para o desenvolvimento do trabalho foi cedido pelo Projeto Caná dirigido por voluntários em geral da Igreja Católica. O objetivo principal do projeto é propiciar a
construção da capacidade de resolução de problemas num grupo de jovens e adultos, que se encontram numa faixa etária entre treze e dezoito de idade, enfatizando
a inserção social e intelectual dos mesmos, visando a formação crítica-reflexiva. Os encontros ocorrem aos sábados e tem duração média de três horas, onde são
aplicadas atividades como dinâmica em grupo que trabalham a identidade grupal, educação em direitos humanos, a integração e a cidadania ativa, sempre
considerando a realidade cultural em que estão inseridos, atividades que são finalizadas com abertura de plenários, nos quais cada um tem oportunidade de fazer
críticas e comentários a respeito do que foi proposto, visando a socialização e o desenvolvimento do pensamento crítico de cada participante. Os extensionistas se
                                                                                                                                                                4
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

reúnem semanalmente antes dos encontros para discutir as atividades que foram e que serão aplicadas, numa proposta de ação-reflexão-ação, que resulta na análise
do que foi aplicado e com base nesta, a organização de atividades futuras. A Pedagogia e a Psicologia comunitária aplicada não visa apenas a formação dos jovens
do Bairro Ferradura Mirim, como também contribuir na formação dos futuros pedagogos e psicólogos postos como agentes potenciais de transformação da realidade
social

            Cinema e Terapia Comportamental                      Educ.        Profª Drª Alessandra Turini Bolsoni Silva                Psic.       1774/09
 9 6440
Resumo: Professoras do curso de psicologia da Unesp, juntamente com psicólogas clínicas oferecem a atuais e futuros profissionais da área o projeto: Cinema e
Terapia Comportamental. Utilizando uma estratégia dinâmica e cultural, são realizados encontros em que cenas e comportamentos de personagens de filmes são
analisados a partir do referencial da Análise do Comportamento. A partir da análise discutem-se diretrizes para terapia e estratégias de intervenção para cada caso,
promovendo condições para o desenvolvimento de habilidades terapêuticas nos alunos.

            A educação da criança na Família : a formação de       EDUC.       Profª Drª Márcia Cristina Argenti Perez                Educ.       1813/09
            pais
 10 6448
Resumo: O projeto de extensão universitária “ A educação da criança na família: a formação de pais”, desenvolvido desde 2007 apresenta como objetivo principal, o
desenvolvimento de um trabalho de intervenção com orientação, discussão e sensibilização da família dos escolares em relação a educação da criança na atualidade.
Para a realização de tal meta o projeto é organizado para: 1) criar um espaço aos educadores para o debate sobre as práticas educativas no grupo familiar e os
desafios da educação da criança na atualidade, 2) desenvolver um campo efetivo de docência, pesquisa e extensão para discentes dos cursos de Pedagogia e
Educação Física e professores da universidade e profissionais da escola em questão, 3) Sistematizar conhecimentos renovadores para a sistematização de palestras e
discussões com os educadores da criança, pais/responsáveis e professores, 4) Oportunizar espaços para o resgate da relação família-escola e para o enfrentamento
dos problemas e desafios na educação das crianças, 5) Oportunizar atividades de sensibilização de educadores acerca dos valores e princípios essenciais para a
valorização da educação da criança na atualidade, 6) criar um espaço de pesquisas, intervenções e aplicações de estudos por discentes e professores dos cursos de
graduação da Unesp-Bauru, 7) Sistematizar a caracterização de dados quantitativos e qualitativos para pesquisas científicas, bem como para a agilização de
importantes informações para a comunidade e unidades escolares, 8) Divulgação da importância da temática do projeto, suas atividades e principais resultados em
eventos científicos e meios de comunicação, 9) desenvolver um material didático-visual para ampliar a execução do projeto, na forma de um trabalho itinerante em
várias instituições escolares na cidade de Bauru e região.

            “Centro de Estudos Geográficos e Educacionais EDUC.                Profª Drª Maria da Graça Mello Magnoni                 Educ.         1814/09
 11 6449 Professor Álvaro José de Souza”.
Resumo: O Centro de Estudos Educacionais e Geográficos Professor Álvaro José de Souza disponibiliza rica biblioteca doada pelo Geógrafo e Educador Álvaro
José de Souza (in Memoriam)e recursos didáticos nas áreas da Educação, Geografia, História e Arquitetura às comunidades acadêmicas e não acadêmicas. O Centro
possui espaço para pesquisas, estudos e orientação. O atendimento acontece de terça à sexta-feira, no horário das quatorze às dezessete horas. As diversas linhas de
pesquisa crítica e conteúdos contemporâneos da Geografia e da História brasileira e mundial geram conteúdos indispensáveis para os estudantes e profissionais das
áreas citadas. A organização e disposição do espaço com biblioteca e recursos materiais, especialmente sobre a conjuntura geográfica brasileira e da América Latina,
com conteúdos e informações gerais, torna-se ferramenta indispensável na formação dos profissionais dos cursos de Pedagogia, Comunicação, Arquitetura,
Geografia e História, destacando as duas últimas como disciplinas específicas do Curso de Pedagogia (Conteúdos e Metodologias de Geografia e Conteúdos e
                                                                                                                                                                  5
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                              CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

Metodologias de História.

            Infâncias                                               EDUC.       Profª Drª Márcia Cristina Argenti Perez               Educ.       1815/09
 12 6459
Resumo: O projeto de extensão universitária “Infâncias” desenvolvido desde 2007 apresenta como objetivo principal o desenvolvimento de atividades lúdicas e
pedagógicas com crianças da educação infantil e ensino fundamental, a partir dos estudos teóricos e científicos realizados no grupo de estudos e pesquisas sobre
infância, família e escolarização (GEPIFE-CNPq) e de pesquisas da coordenadora do projeto. Para a realização de tal meta o projeto é organizado para: 1)
oportunizar atividades de sensibilização de educadores e educandos acerca da valorização da infância e do resgate da cultura do brincar no contexto escolar, 2) criar
um espaço de pesquisas, intervenções e aplicações de estudos por discentes e professores dos cursos de graduação da Unesp-Bauru, 3) Sistematizar a caracterização
de dados quantitativos e qualitativos para pesquisas científicas, bem como para a agilização de importantes informações para a rede escolar, 4) Divulgação da
importância da temática do projeto, suas atividades e principais resultados em eventos científicos e meios de comunicação.

            Direitos da criança: O ECA na escola.                  EDUC.          Profª Drª Márcia Cristina Argenti Perez               Educ.       1799/09
 13 6464                                                                          e Profª Thais Tezani
Resumo: A partir de um referencial histórico-cultural, sabemos que, hoje, a formação de crianças para a cidadania passa pelo conhecimento, reflexão e vivência do
ECA, como parte de uma política pública que tem interface imediata com a política educacional. Nesta perspectiva, o objetivo do projeto de extensão “Os direitos
da criança: o Eca na escola” é o de contribuir para o desafio de implementação do ECA nas escolas. Considerando-se os diversos públicos-alvo a serem de forma
gradativa atendidos pelo projeto, dentre estes, a criança, os profissionais da escola e as famílias, iniciamos o trabalho com vivências no ambiente das instituições e
planejamento de oficinas lúdico-educativas. Vale destacar que a questão central que nos orienta será como possibilitar a criança o processo de aprendizagem de seus
direitos, garantidos por lei. Estenderemos esta indagação para os profissionais da educação e para as respectivas famílias

             Lazer, Dança e Educação                              Educ.     Profª Drª Luciene Ferreira da Silva                 Educ.       1824/09
 14 6469
Resumo: A Educação física atua com a cultura corporal e neste projeto se enfocará a dança, enquanto significativo elemento para o desenvolvimento humano e
conseqüentemente social. Fará isso a partir de estudos aprofundados sobre o lazer, a dança e as relações que possuem com a Educação sistematizada, já que
interferirá em ambientes formais de ensino (creche da cidade de Bauru -SP.)

            Educação Física, Cultura Corporal e Folclore:      Educ.       Profª Drª Luciene Ferreira da Silva                   Educ.       1826/09
 15 6479 Interfaces com o lazer - educação
Resumo: A Educação Física enquanto disciplina curricular da Educação Básica atua com a cultura corporal. O Folclore possui várias manifestações dessa natureza
que muitas vezes não são abordadas pelos professores na escolas. Assim, este projeto visa ao mesmo tempo que investiga a problemática, introduzir propostas
coletivas de atuação com o folclore no contexto das aulas de Educação Física escolar, auxiliando na fixação e significação deste uma vez que vivenciado,
corporificado se torna nova manifestação cultural.

 16 6493 PEJA – Programa de Educação de Jovens e Adultos EDUC.          Profª Drª Eliana Marques Zanata                   Educ.        024/01
Resumo: Surge em 1999 para atender funcionários da Universidade e pessoas das adjacências do Campus no campo da alfabetização. Posteriormente passou a
integrar o Programa de Educação de Jovens e Adultos – PEJA – da UNESP, financiado pela PROEX, atendendo apenas pessoas da comunidade. São objetivos:
                                                                                                                                                                 6
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

reconstruir a identidade pessoal, social e cidadania, através do atendimento das necessidades de escolaridade do ensino fundamental, possibilitar aos alunos do dos
cursos de licenciatura da UNESP/Bauru experiência de organizar e desenvolver projetos de alfabetização de jovens e adultos. Desde 2002 foi seguida a seguinte
metodologia: parcerias com instituições de atendimento as comunidades periféricas, levantamento de demanda junto a igrejas e associações, uso de espaços
comunitários para a organização de salas de aulas para atendimento dos alunos. Hoje o desenvolvimento se dá em duas comunidades, uma no próprio campus e
outra na Associação Beneficente Cristã Paiva. O trabalho de alfabetização é desenvolvido por universitários bolsistas e voluntários. Os resultados apontam que as
comunidades atendidas têm oportunidade de retomada ou ainda de inicio de estudos no Ensino Fundamental. Esta iniciativa imprime aos alfabetizandos a
possibilidade de reconstruir sua identidade social com possibilidade de inserção social. Aos alunos das licenciaturas propicia discussões de âmbito sócio-cultural,
processos de inclusão e exclusão social e o papel do educador na sociedade. A Universidade oferece cursos de formação semestralmente, aos bolsistas e voluntários
dos sete campi que participam do programa permanente. Os cursos têm duração de 30 horas ministradas de maneira intensiva.
             PROPERF – Programa Permanente de Formação de EDUC.                   Profª Drª Eliana Marques Zanata                       Educ.       1368/02
 17 6496 Funcionários
Resumo: Idealizado pela Vice-Reitoria, financiado pela PROEX, sob a coordenação de professores do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências, o
Programa Permanente de Formação de Funcionários (PROPERF), conta com alunos bolsistas e colaboradores atuando como monitores e tem como publico alvo os
funcionários do campus de Bauru que não concluíram o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio. Os objetivos: para os bolsistas a oportunidade de enriquecimento e
formação profissional pela vivencia da prática docente e, para os participantes, recuperar os anos de escolaridade para que possam ter uma participação social mais
efetiva, a compreensão da identidade pessoal, social, profissional, política e espiritual em direção a uma melhor qualidade de vida e humanização, além de permitir a
continuidade dos estudos. Na metodologia adotada para o desenvolvimento do trabalho foram oferecidas as disciplinas do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.
Os conteúdos desenvolvidos são aqueles apontados pelo ENCCEJA e livros didáticos são utilizados como subsidio as aulas. As aulas são enriquecidas com outros
tipos de materiais oportunizados pelos próprios monitores como projetor multimídia, material dourado, jornais e revistas, jogos pedagógicos, mapas e tabelas
periódicas. As aulas são de responsabilidade dos bolsistas e colaboradores, de diversos cursos de licenciatura. Os resultados apontam: motivação para continuar os
estudos, proposição de ascensão profissional, reconhecimento da importância da continuidade da formação acadêmica enquanto cidadão, resgate da dignidade
humana como possibilidade de melhora das ações cotidianas.

             Cursinho Pré-Vestibular Convênio governo do           Educ.       Prof. Dr. Antonio Francisco Marques                 Educ.        1852/09
 18 6506 Estado e Unesp
Resumo: Na tentativa de minimizar uma ínfima parcela da desigualdade social e com o intuito de ir ao encontro das políticas públicas que visam cada vez mais a
inclusão escolar das pessoas das camadas populares, é necessário que espaços educacionais contextualizados e coerentes com as necessidades da atual sociedade
sejam disponibilizados. O Cursinho Pré-Vestibular “Ferradura Mirim” se constitui um Projeto de Extensão Universitária com a participação de 32 professores
bolsistas e colaboradores voluntários sendo alunos dos diversos cursos de graduação da Unesp Bauru, professores licenciados, professores universitários e
mestrandos. As bolsas são disponibilizadas pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Convênio firmado com o Governo do Estado de São Paulo. A proposta é o
atendimento de 250 alunos divididos em cinco turmas que funcionam em escolas públicas estaduais e no campus da Unesp de Bauru. Estes são estudantes
concluintes e egressos do ensino médio público, os quais são os mais carentes, têm grandes dificuldades de prosseguir seus estudos e ingressar nas Universidades
Públicas e gratuitas do país, por estarem menos preparados para enfrentarem os concorridos exames vestibulares. Este cursinho não tem exame de seleção para
ingresso, por acreditarmos ser esta uma forma de diminuir a exclusão social, permitindo a estes uma oportunidade de melhorar seus conhecimentos e auto-estima,
motivando-os a ingressar nas melhores Universidades por méritos próprios. Os objetivos deste trabalho são oportunizas: a) aos moradores da periferia a
possibilidade de terem contato e estudar os conteúdos específicos do Ensino Médio que são eleitos para os exames vestibulares, b) uma forma de acesso ao nível
superior, c) ao aluno de graduação a realização prática de atividades educativas bem como da realização de pesquisa com a comunidade a ser atendida. Além de
                                                                                                                                                                 7
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

atender a demanda das escolas pólos, atende moradores da periferia, geralmente excluídos que não teriam acesso a um curso preparatório para o vestibular.

 19 6515 Cursinho Pré-Vestibular “Ferradura Mirim”                EDUC.       Prof. Dr. Antonio Francisco Marques                   Educ.        1851/09
Resumo: Na tentativa de minimizar uma ínfima parcela da desigualdade social e com o intuito de ir ao encontro das políticas públicas que visam cada vez mais a
inclusão escolar das pessoas das camadas populares, é necessário que espaços educacionais contextualizados e coerentes com as necessidades da atual sociedade
sejam disponibilizados. O Cursinho Pré-Vestibular “Ferradura Mirim” se constitui um Projeto de Extensão Universitária com a participação de 20 professores
bolsistas e colaboradores voluntários sendo alunos dos diversos cursos de graduação da Unesp Bauru, professores licenciados, professores universitários e
mestrandos. As bolsas são disponibilizadas pela Pró-Reitoria de Extensão Universitária e Convênio firmado com o Governo do Estado de São Paulo. A proposta é o
atendimento de 210 alunos divididos em cinco turmas que funcionam em escolas públicas estaduais e no campus da Unesp de Bauru. O público alvo é constituído
de estudantes concluintes e egressos do ensino médio público, os quais são os mais carentes, têm grandes dificuldades de prosseguir seus estudos e ingressar nas
Universidades Públicas e gratuitas do país, por estarem menos preparados para enfrentarem os concorridos exames vestibulares. Este cursinho não tem exame de
seleção para ingresso, por acreditarmos ser esta uma forma de diminuir a exclusão social, permitindo aos cursistas uma oportunidade de melhorar seus
conhecimentos e auto-estima, motivando-os a ingressar nas melhores Universidades por méritos próprios. São objetivos deste trabalho oportunizar: a) aos moradores
da periferia a possibilidade de terem contato e estudar os conteúdos específicos do Ensino Médio que são eleitos para os exames vestibulares, b) uma forma de
acesso ao nível superior, c) ao aluno de graduação a realização prática de atividades educativas bem como da realização de pesquisa com a comunidade a ser
atendida. Além de atender a demanda das escolas pólos, atende moradores da periferia, geralmente excluídos que não teriam acesso a um curso preparatório para o
vestibular.
            Passeando e aprendendo no cerrado                     EDUC.       Prof. Dr. Osmar Cavassan                              Biol.        1850/09
 20 6521
Resumo: A atividade visa a utilização de uma trilha num fragmento de cerrado do Câmpus de Bauru para abordar temas de botânica e ecologia junto aos alunos da
rede pública municipal e estadual do ensino fundamental e médio de Bauru e região.

 21 6525 Ludicidade, Desenvolvimento Humano e Educação               Educ.        Profª Drª Luciene Ferreira da Silva                    Educ.       1853/09
Resumo: Na atualidade a formação de crianças, adolescentes e jovens tem se voltado para o mundo do trabalho. Tal enfoque tem deixado de lado o atendimento de
necessidades de características humanas que se não atendidas podem proporcionar vários problemas que desvinculam a Educação do processo de formação para a
vida e para a satisfação em viver. Processos criativos, afetivos, cooperativos e intelectivos que caracterizam o ser humano e que equilibram seus estados emocionais.
As atividades extensionistas do projeto em questão incluem o estudo do componente lúdico da cultura e o estímulo do tempo - livre, do lazer e do lúdico, visando o
desenvolvimento humano.

            Brincando no CPA                                         EDUC.        Profª Drª Maria do Carmo Kobayashi                 Educ.       1854/09
 22 6527
Resumo: O projeto envolvendo professores e alunos de Pedagogia, Psicologia e Educação Artística tem como objetivo criar um campo de estudo sobre a ludicidade
e suas possibilidades: auxiliar nas intervenções dos usuários infantis, jovens e adultos, em atendimento no CPA, organizando e mantendo o acervo e a brinquedoteca
no uso de objetos lúdicos, bem como criar um espaço de estudos utilização interventiva, educativa e recreativa na área da ludicidade. Assim, disponibilizando um
campo para docência, pesquisa e extensão a ser realizada pelos envolvidos no projeto. A partir dos estudos realizados no Quai des Ludes – Lyon – França, em 2008,
iniciamos junto ao LABRIMP – FE/USP, a aplicação da classificação do acervo de empréstimo e a sua organização, no sistema C.O.L. – Classement des Objets
Ludiques, em substituição ao ICCP, anteriormente utilizado, o mesmo ocorrendo no CPA, que se encontra em fase de implantação, com o estudo sobre a
                                                                                                                                                                8
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

organização dos objetos lúdicos junto aos bolsistas, alunos do CPA, professores e funcionários. Organização de materiais para divulgação dos trabalhos realizados,
com palestras, cursos e atividades aos alunos da universidade, professores em capacitação da rede pública, bem como promover eventos recreativos para os alunos
de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio. A construção do acervo virtual de objetos lúdicos potencializará a divulgação das ações do projeto e acesso ao
conhecimento desses objetos.

 23 6529 PAS - Programa de Alfabetização Solidária               EDUC.        Profª Drª Maria do Carmo Kobayashi                       Educ. 1500/01
Resumo: O Programa Alfabetização Solidária atende alunos não-alfabetizados de municípios das regiões norte e nordeste do país tendo como responsabilidade
realizar a capacitação de professores e acompanhamento (supervisão) das atividades de ensino de leitura e da escrita, matemática e ciências.

            100 anos de imigração japonesa: quem são esses EDUC.               Profª Drª Maria do Carmo Kobayashi                     Educ.       1832/09
            brasileiros?
 24 6535
Resumo: O trabalho surgiu a partir do convite do governador do Estado de São Paulo às escolas públicas estaduais para desenvolverem um projeto com a referida
temática em escolas estaduais, a fim de inserir e contextualizar as escolas na comemoração do centenário da imigração japonesa no Brasil, em 2008. Mas, foi a
partir dessa solicitação que as escolas e a mídia passaram a conhecer as ações do projeto, pois como trabalhamos com a cultura nipônica somos convidados por
várias escolas ao desenvolvimento de ações, por meio de oficinas de mangas, raikus, contação de história entre outros, tão em voga atualmente. Essas ações
oportunizam a inserção dos nossos alunos na realização do Estágio Supervisionado II e IV e da execução de ações educativas que aproximam os alunos
universitários da comunidade escolar mostrando as múltiplas possibilidades de parcerias entre escolas e universidades.

 25 6538 Educação Física, Lazer e Saúde na Terceira Idade           Educ.          Profª Drª Luciene Ferreira da Silva               Educ.  1849/09
Resumo: Este projeto tem enfoque nas pessoas da terceira idade que necessitam continuar seu processo de desenvolvimento, porém de uma forma prazerosa e que
atenda aos seus interesses como cidadão e ser de natureza lúdica. Sendo assim aprender por meio de experiências e vivências que sejam prazerosas e de escolha
pessoais dentre os seis grupos de conteúdos do lazer (artísticos, manuais, turísticos, físico - esportivos, intelectuais e sociais).

            Tecendo o amanhã: a arte no enfrentamento da         Educ.        Prof. Dr. Angelo Antonio Abrantes                        Psic.       1857/09
            revelação diagnóstica em crianças portadoras de
 26 6558 HIV-AIDS
Resumo: O objetivo do projeto é dar suporte ao trabalho de atendimento psicológico à crianças portadoras de HIV AIDS que não foram formalmente orientadas
sobre o diagnóstico, desenvolvendo reflexões sobre a organização de atividades lúdicas, apoiadas em histórias infantis, vídeos (curtas) e imagens, que tenham como
finalidade preparar as crianças para o enfrentamento da revelação diagnóstica e colaborar na compreensão do fenômeno HIV/AIDS de forma a minimizar
sofrimentos e favorecer a adesão ao tratamento.

            Biblioteca: o caminho para se gostar de ler            Educ.       Profª Drª Maria do Carmo Kobayashi                     Educ.       1856/09
 27 6560
Resumo: Biblioteca: o caminho para se gostar de ler tem por objetivo criar para a comunidade universitária, local e aos usuários em geral, um espaço de
conhecimento científico, de desfrute e gozo pela aproximação com as diversas fontes referenciais impressas e eletrônicas e os serviços oferecidos pela biblioteca da
UNESP – Bauru. Apesar dos avanços da tecnologia, as bibliotecas são depositárias dos saberes socialmente construídos, e que só a partir desses conhecimentos é
                                                                                                                                                                 9
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

que poderemos realizar o exercício da cidadania. Em todos os períodos da vida a leitura das imagens por aqueles ainda não alfabetizados, aos diversos tipos de
gêneros do discurso, são fatores de conhecimento, de lazer, de entretenimento, mas que precisam ser cultivados, sendo assim, esse projeto pretende abrir a biblioteca
às possibilidades de acolher os mais diferentes públicos em ações aproximativas para a leitura.

 28 6614 Ginástica Localizada: em busca de qualidade de vida SAÚDE          Profª Drª Neusa Carvalho Barbosa                  Ed. Fís.     1838/09
Resumo: O projeto Ginástica Localizada visa atender a comunidade interna e externa do campus de Bauru, buscando implementar práticas de atividade física que
possam contribuir com uma melhor qualidade de vida, prevenindo e corrigindo possíveis problemas relacionados ao sedentarismo.

             A utilização de um ambiente de realidade aumentada Tecn.            Prof. Dr. Antonio Carlos Sementille                 Comp.        1877/09
             no ensino e difusão da robótica – acesso por meio da
 29 6624 Web
Resumo: O ensino dos aspectos práticos da Robótica Móvel geralmente requerem equipamentos caros, e muitas vezes insuficientes para serem usados por muitos
estudantes simultaneamente. Além disso, existe o risco do equipamento ser danificado se utilizados de forma inadequada. Felizmente, nos dias atuais, com o auxílio
da Realidade Virtual e da Realidade Aumentada, é possível ao aluno executar seus exercícios práticos e, até mesmo, fazer sua auto-avaliação, através de laboratórios
virtuais de robótica. Considerando este contexto, o presente projeto visa a construção de um ambiente de realidade aumentada, o qual permita ao aluno, aprender os
princípios da Robótica Móvel, através do controle de robôs virtuais, via Internet. O conhecimento adquirido no treinamento de controle de robôs virtuais pode ser
aplicado em robôs reais, facilitando o aprendizado, a um baixo custo.

            Montagem de um rádio telescópio com aplicação em Educ.             Profª Drª Rosa Maria Fernandes Scalvi                Fís.          1878/09
 30 6628 Ensino de Física
Resumo: O projeto propõe a construção e a utilização de um radiotelescópio que será utilizado como ferramenta didática para alunos da 2ª série e 3ª séries de ensino
médio, abordando a produção, propagação e detecção de ondas eletromagnéticas. Além disso, o projeto propõe o estudo de princípios de funcionamento dos
principais equipamentos de comunicação baseados na propagação de ondas eletromagnéticas (rádio, telefonia celular, fibras ópticas), abordando não só a evolução
histórica dos meios e da velocidade de transmissão de informação, mas também seus impactos sociais, econômicos e culturais. O radiotelescópio proposto será
montado junto ao Observatório Didático de Astronomia “ Lionel José Andriatto” e na sua montagem serão utilizados materiais de baixo custo e de fácil acesso, para
que, futuramente, seja possível montar outros aparelhos em escolas públicas de Bauru e região. Após a montagem do mesmo, alunos de ensino médio e de
graduação, principalmente do curso de Física, poderão aplica-lo de forma prática no aprendizado de Física.

            Inclusão Científica e Universitária de alunos e EDUC.              Profa. Dra. Silvia Regina Quijadas Aro Zuliani       Educ.       1881/09
            professores da rede pública: Ensino e Aprendizagem
 31 6629 de Química focado na investigação e na prática
Resumo: O projeto “Inclusão Científica e Universitária de alunos e professores da rede pública: Ensino e Aprendizagem de Química focado na investigação e na
prática” nasceu na disciplina de Estágio Supervisionado no Ensino de Química I e será aplicado durante o desenvolvimento da disciplina Estágio Supervisionado no
Ensino de Química I e II. Sua elaboração surgiu em decorrência da necessidade observada pelos próprios alunos do desenvolvimento de atividades diferenciadas no
ensino destas disciplinas. Durante o estágio realizado nas escolas percebeu-se a grande dificuldade dos professores em lidar com atividades de ensino que sejam
mais atrativas para os alunos de maneira a promover a inclusão científica tão discutida quando se propõe o uso da Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente nas
atividades de ensino. Sendo assim, o projeto terá por base algumas ações complementares a saber: desenvolver com base em referenciais teóricos da investigação
                                                                                                                                                                   10
                                                       RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                               CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

orientada, atividades de ensino ligadas aos objetivos e conteúdos necessários ao ensino médio, discutir as atividades desenvolvidas no grupo de estágio, aplicar e
avaliar as atividades desenvolvidas em sala de aula no ensino médio, reavaliar e reaplicar as atividades com base na metodologia de projetos investigativos, em um
evento com duração de uma semana, programados para acontecer uma vez por semestre (portanto, duas semanas) onde os alunos da rede de ensino médio
participam na Universidade destas atividades temáticas, a fim de colocá-los na posição de compreensão da produção da ciência, desmistificando as idéias de ciência
e o ideal de Universidade. Em relação aos licenciados, oferecer novas oportunidades de aprendizagem profissional da docência, ao assumir o trabalho com os alunos
e utilizar conhecimentos desenvolvidos nas disciplinas de formação em situações de aplicação prática. Pretende também oferecer aos professores de Química que
acompanharão os alunos de ensino médio, a oportunidade de entrar em contato com metodologias alternativas de ensino, além de aprofundamento teórico para
sustentar sua prática profissional. As atividades serão avaliadas de maneira contínua através de coleta e análise de dados qualitativos cujo foco estará na qualidade
da formação inicial e continuada de professores. Pretende-se ainda que estes dados produzam conhecimentos que serão socializados através de publicações e
participação em eventos científicos.
             Iniciação científica para alunos do ensino Médio:      Educ.      Profa. Dra. Silvia Regina Quijadas Aro Zuliani          Educ.        1879/09
 32 6635 ensinando e aprendendo com a pesquisa
Resumo: As pesquisas em educação científica tem indicado a necessidade de modificar a visão de Ciência consolidada através do ensino durante as últimas décadas
como uma atividade por um lado exercida por “indivíduos especiais"(que não se parecem com as demais pessoas nem no modo de vida nem na maneira de pensar) e
determinística, onde os conhecimentos produzidos são exatos e definitivos. Há então que se produzir atividades de ensino que desestabilizem esta visão e
apresentem aos educandos a Ciência "real", ou seja, sujeita as mesmas dificuldades daqueles que buscam estudá-la e em constante evolução. Para tanto é necessário
que as propostas de ensino se caracterizem por evidenciar o caráter dinâmico da Ciência e sua dependência de aspectos políticos e sociais além dos conhecimentos e
descobertas anteriores para que possa continuar em evolução. Assim justificamos esta proposta, na necessidade de colocar os alunos de ensino médio em contato
com o cotidiano do fazer Ciência, que ocorre como atividade destacada no seio da Universidade. Deste modo estar-se-á promovendo a inclusão do cotidiano da
pesquisa nas atividades de ensino e a convivência com a construção da Ciência como atividade cotidiana no âmbito da academia. Para que se possa ensinar desta
maneira é necessário que o professor possua também algumas habilidades e conhecimentos que não estão habitualmente inseridos nos programas de formação
Inicial e Continuada presentes em nossas instituições de formação docente. Neste contexto é que pretendemos envolver professores de educação básica (Ensino
Médio) e licenciandos dos últimos termos da graduação, num processo de construção e reelaboração de conhecimentos que permitam a organização, aplicação e
orientação de pesquisas dos estudantes, voltadas à construção de conhecimentos químicos significativos e capazes de produzir nos alunos da educação básica,
habilidades de conhecimento e controle do próprio processo de aprendizagem. A construção, aplicação, vivência e avaliação de atividades com estas características
pode produzir nos sujeitos a tão necessária mudança na visão da Ciência e de sua construção, além de oportunizar a construção do conhecimento científico de forma
contextualizada. Aos licenciandos e professores de Educação Básica pretende-se oportunizar o contato com atividades de ensino voltadas à orientação e condução
do processo de aprendizagem a partir de projetos de pesquisa orientados por eles e levados a cabo pelos alunos de Educação Básica. Os resultados deste trabalho
serão divulgados através de relatos de pesquisa em eventos que contemplem a iniciação na pesquisa e através de artigos e participação em congressos científicos.

            Futebol Escola – Integrado ao Projeto Bairro             SAÚDE       Prof. Dr. Júlio Wilson dos Santos                      Ed. Fís.     1917/09
 33 6668 Ferradura Mirim
Resumo: O futebol é o esporte mais praticado em nossa sociedade. É uma manifestação esportiva que envolve as dimensões do lazer, da educação e do rendimento e
como qualquer outro esporte ou habilidade motora também se aprende. Mais do que isso, o futebol pode ser um meio de educação e de lazer, principalmente por se
tratar de uma manifestação espontânea de nossa juventude. Nesse contexto, esse projeto tem como objetivo ensinar o futebol para crianças e jovens (Escola de
Futebol) e também fazer da prática do futebol uma escola para a vida (Futebol Escola). O processo ensino-aprendizagem envolve diferentes metodologias de ensino,
onde são desenvolvidas as técnicas e as táticas do futebol, através de exercícios e jogos. São trabalhados os conceitos de cooperação, respeito, regras, disciplina e da
                                                                                                                                                                 11
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                              CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

importância da prática do esporte e do exercício para a saúde. Com isso, pretende-se formar cidadãos que tenham uma base educativa sólida e que saibam vivenciar
o futebol em suas diferentes dimensões.

 34 6652 Clínica Psicanalítica I - Os princípios da psicanálise SAÚDE            Prof. Dr. André Luiz Gellis                            Psic.       1914/09
Resumo: O prestígio da psicanálise advém de sempre fazer da referência à verdade e à originalidade a causa de sua eficácia terapêutica, mas também a causa de uma
formação clínica. O triplo sobre o qual se assenta a transmissão da psicanálise é bem conhecido: análise pessoal, supervisão e estudos teóricos e técnicos. O projeto
de extensão Clínica Psicanalítica-I – Os Princípios da Psicanálise se constitui a partir da exigência de criação de um lugar de estudos e supervisão psicanalíticos no
interior da universidade em resposta a uma tripla demanda: à do Centro de Psicologia Aplicada (CPA) da Unesp-Bauru, um dos principais solicitantes deste projeto,
à da comunidade unespiana e bauruense em busca de tratamento psicológico junto ao CPA, e à demanda de alunos, de psicólogos e de médicos, entre outros
profissionais, em busca de formação clínica em psicanálise, de experiência em atendimentos clínicos e estudos na área. Para atingir este triplo objetivo, o referido
projeto vale-se da técnica psicanalítica como método clínico de pesquisa e investigação, bem como de estudos teóricos e técnicos (Freud e Lacan) e de supervisão
dos atendimentos psicoterapêuticos realizados. Em relação aos estudos teóricos e técnicos, o projeto privilegia uma fundamentação dos princípios da psicanálise.
Entre os resultados obtidos destacam-se a constituição e integração de um grupo de participantes em franco crescimento, aprimoramento profissional dos
participantes, oferta de atendimento contínuo à clientela do CPA, promoção de saúde mental da população, acréscimo de atendimentos clínicos, etc.

 35 6673 Clínica Psicanalítica II - Estudos Avançados             SAÚDE       Prof. Dr. André Luiz Gellis                           Psic.       1916/09
Resumo: Análise pessoal, supervisão clínica e estudos teóricos constituem o triplo sobre o qual a transmissão da clínica psicanalítica se realiza. O projeto de
extensão Clínica Psicanalítica II – Estudos Avançados procura revelar o lugar da psicanálise na universidade, com a articulação destes dois discursos, pois a
dimensão dos estudos teóricos e técnicos em psicanálise e a dimensão da supervisão clínica se estabelecem como respostas à demanda de alunos e profissionais
formados em psicologia, medicina e áreas afins, e às demandas da comunidade unespiana e bauruense por tratamento psicológico diferenciado junto ao Centro de
Psicologia Aplicada (CPA) da Unesp. O projeto toma estas demandas como principais objetivos a serem atingidos, mas visa também o desenvolvimento de estudos
avançados em psicanálise por meio de metodologia de investigação clínica condizente à técnica e teorização psicanalíticas. Em conseqüência, o projeto proporciona
aos participantes experiência em clínica psicanalítica (atendimentos e supervisão). Entre os resultados obtidos destacam-se os sucessos terapêuticos, a oferta de
atendimento contínuo à clientela da fila de espera do CPA, promoção de saúde mental da população, acréscimo do número de clientes em tratamento, diversidade
dos casos clínicos, a constituição e integração de um grupo de participantes em franco crescimento, aprimoramento profissional dos participantes, além da
constituição de um programa de estudos avançados em psicanálise.

            Academia da Praça de Esporte: suporte na prevenção Ciências          Prof. Dr. Dalton M. Pessoa Filho                    Ed. Fís.    1918/09
            de distúrbios ósteo-musculares e promoção do bem- da Saúde
 36 6679 estar físico
Resumo: Trata-se de uma proposta de prática de exercícios resistidos (usualmente conhecida como musculação) na academia da Praça de Esporte. Disponibilizará
exercícios para o corpo todo, com vistas à tonificação muscular, aumento do vigor físico e redução de medidas corporais. Será oferecido ao público masculino e
feminino em idade pós-púbere (acima de 15-16 anos para mulheres e 17-18 anos para homens). Os exercícios a serem propostos resguardarão as necessidades de
melhoria da aptidão muscular individuais, atendendo às necessidades de saúde e bem-estar na vida pessoal e profissional. Esses benefícios são adquiridos pela
influência que os exercícios resistidos exercem sobre o aparelho locomotor: fortalecimento do sistema músculo-esquelético (músculos, ossos, tendões, ligamentos e
articulações) e, com isso, correção da postura, eficiência nas ações diárias e vigor físico. A academia está estruturada com equipamentos que permitem exercícios
localizados e globais, atendendo a grande parte da diversificação de exercícios que acompanha esta atividade.
                                                                                                                                                                   12
                                                       RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                               CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS


            Pré-cálculo: um curso interativo                        Educ.          Profª Drª Magda K. Kaibara, Profª Drª Nair Cristina Matem.         1925/09
                                                                                   Margarido Brondino e Profª Drª Sueli Liberatti
 37 6684                                                                           Javaroni
Esse projeto teve origem nas reflexões sobre as práticas docentes das proponentes, enquanto docentes das disciplinas de Fundamentos de Matemática Elementar e
Cálculo Diferencial e Integral de funções de uma variável real. Em geral, na disciplina de Cálculo, os conceitos básicos sobre funções são apresentados nas
primeiras aulas, na forma de revisão. Entretanto, percebe-se que, mesmo com a realização dessa revisão, boa parte dos alunos não consegue se apropriar dos novos
conteúdos abordados, como a teoria sobre limites e derivadas, por não terem assimilado o conceito de função. Em vista dessa problemática, percebida na prática
docente e também relatada em pesquisas da área de Educação Matemática, propõe-se o desenvolvimento e a elaboração de material didático, que versará sobre o
conteúdo de Fundamentos de Matemática Elementar. Desta forma, o projeto tem por objetivo o desenvolvimento e a elaboração de material didático que versará
sobre o conteúdo de Fundamentos de Matemática Elementar, a ser disponibilizado em uma página da Internet. O material a ser desenvolvido consistirá de fichas
com atividades investigativas e interativas, cuja finalidade é levar o estudante a elaborar conceitos acerca de funções e seus principais elementos. A teoria acerca dos
assuntos tratados será incorporada ao material na forma de questionamentos e discussões que poderão conduzir o aluno a construir seu próprio entendimento a
respeito do tema em questão. Como ferramenta de apoio, pretende-se lançar mão de tecnologias informáticas, como softwares gráficos livres disponíveis na Internet.
O material desenvolvido será testado e posteriormente disponibilizado em uma página da Internet, o que possibilitará à comunidade em geral, o acesso às atividades
propostas.


            Desenvolvimento de uma Ferramenta de Apoio ao         EDUC.       Profª Drª Roberta Spolon e Prof. Dr. Marcos Antonio Comp.    1933/09
 38 6688 Aprendizado de Física no Ensino Médio                                Cavenaghi
Resumo: Este trabalho está voltado para a integração das tecnologias da Web e do paradigma de simulação visando o desenvolvimento de um ambiente de apoio ao
ensino que possibilite simular e exemplificar os temas que fundamentam as teorias da área de física no ensino médio.

            Projeto VO2max – orientação para desempenho          Saúde       Prof. Dr. Júlio Wilson dos Santos                   Ed. Fís.    1931/09
 39 6695 aeróbico
Resumo: A corrida de rua é uma prática comum em várias cidades do Brasil, no entanto, a maioria dos corredores de rua não são avaliados e treinam de maneira
inadequada para esse tipo de competição. Muitos desses corredores nunca fizeram uma avaliação física, anamnese ou foram orientados de maneira adequada. Nesse
contexto, o projeto VO2max tem como objetivo avaliar e orientar atletas amadores que participam de corridas de rua, para que melhorem seu rendimento e não
cometam exageros que coloquem em risco sua saúde. O Projeto VO2max compreende a avaliação e orientação do treinamento físico e sobre a saúde para corredores
de rua, que treinam pelo menos 4 vezes por semana. Com isso, pretendemos melhorar o desempenho dos participantes nas corridas de rua, através da orientação do
treinamento e de uma alimentação adequada, que contribua para a redução dos riscos de lesões e melhoria da saúde.

           ORMUB -Olimpíada Regional de Matemática da        Educ.      Prof. Dr. José Luiz de Souza e Prof. Dr. Valter Locci Matem.      1930/09
 40 6701 Unesp – Bauru – 18ª edição
Resumo: Este projeto trata da organização da ORMUB - Olimpíada Regional de Matemática da Unesp - Bauru. A ORMUB está em sua 18ª edição e conta com a
colaboração de doze professores do Departamento de Matemática. Envolve mais de trinta cidades das regiões vizinhas de Bauru e versa sobre conteúdo das três
                                                                                                                                                                 13
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                              CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

séries do ensino médio. Sua organização compreende: divulgação do evento, coleta de inscrições, elaboração, aplicação e correção de provas, divulgação dos
candidatos premiados e premiação. Em 2010, além da aplicação das provas, como atividade extra, graduandos bolsistas e voluntários do Curso de Licenciatura em
Matemática visitarão escolas públicas de Bauru para apresentar e discutir com os alunos soluções alternativas de questões da Olimpíada anterior. Participam da
ORMUB dois alunos por série, do ensino médio, de cada unidade escolar da região. Nos últimos anos, a média do número de participantes é de trezentos alunos, de
escolas públicas e privadas. Tem-se premiado os cinco primeiros classificados de cada série das instituições públicas e os cinco primeiros classificados de cada série
das instituições privadas, o que implica em um total de trinta alunos premiados por ano. Mais informações sobre a ORMUB podem ser encontradas em:
www.fc.unesp.br/matemática/ormub

             Prescrição de atividade física para pessoas portadoras SAÚDE        Prof. Dr. Henrique Luiz Monteiro e Profª Drª Sandra Ed. Fís.        1993/09
             de Hipertensão Arterial e Diabéticos, vinculados ao                 Lia do Amaral
 41 6703 Núcleo de Saúde do Bairro Otávio Rasi, Bauru-SP
Resumo: O Projeto Hipertensão atende no momento 25 participantes portadores de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, pertencentes ao núcleo de saúde
“Otávio Rasi”, todos sob tratamento farmacológico, os quais receberam recomendação/liberação médica. A monitorização ambulatorial da pressão arterial foi
inicialmente realizada por pessoal treinado do serviço de saúde local, e depois passou a ser realizada por pessoal treinado do serviço de saúde local, e depois passou
a ser realizada pelos monitores e voluntários (alunos e professores de Educação Física devidamente treinados) no próprio departamento de Educação Física. Da
mesma forma, a solicitação de exames laboratoriais foi requerida pelo corpo médico do ambulatório para acompanhamento e controle da condição metabólica antes,
durante e após a intervenção. Tais despesas decorrem da Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Bauru. A atuação do professor de Educação Física na
equipe consiste na programação e supervisão das atividades físicas realizadas pelos pacientes, adequando-as à realidade local, conforme previsto no IV Consenso da
Sociedade Brasileira de Hipertensão Arterial de 2002. Após a análise clínico-laboratorial e a autorização do médico para participar do programa, o professor de
Educação Física realiza, complementarmente, uma avaliação física, verificando a possibilidade do paciente iniciar no programa. A partir dos resultados dos testes
funcionais e antropométricos, o professor de Educação Física procede com a prescrição individual dos exercícios. Os pacientes são sempre acompanhados e
monitorados pelos próprios profissionais. A cada seis meses o controle de variáveis bioquímicas e da aptidão física, denominado de re-teste, é efetuado para
avaliação da eficiência e eficácia da intervenção empreendida. As aulas ocorrem inicialmente no Centro Urbano do Núcleo Otávio Rasi com três sessões semanais e,
posteriormente, passou a ser efetuado na Praça de Esportes do Departamento de Educação Física da UNESP de Bauru, mantendo a mesma freqüência de três sessões
semanais, com 90 minutos cada. O projeto compreende três sessões semanais de exercício aeróbico realizado com prescrições individualizadas e alongamento, com
duração de duas horas/sessão, acompanhados por monitores.

            O Ensino de Física Moderna para o Ensino Médio          EDUC.        Prof. Dr. Pablo Venegas Urenda e Profª Drª Denise Física    1929/09
 42 6706                                                                         Fernandes de Mello
Resumo: Este projeto representa uma importante contribuição para a implementação efetiva de Física Moderna no Ensino Médio, através da elaboração, aplicação e
distribuição de material de apoio didático (textos, pôsteres, atividades práticas) para Professores do Ensino Médio, assim como acompanhamento dos resultados.
Representa ainda uma forma de contribuir para a divulgação de conhecimento científico à população em uma área intimamente ligada às tecnologias atuais
existentes.

        Direitos humanos e formação inicial e continuada      Dir.              Profª Drª Nilma Renildes da Silva e Profª Eni de       Psic.        1928/09
        para psicólogos, professores e educadores sociais que Humanos           Fátima Martins
43 6707 atuam com crianças e adolescentes
                                                                                                                                                                 14
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                              CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

Resumo: Este projeto tem como objetivos: Contribuir com o processo de formação inicial dos discentes do curso de psicologia e pedagogia bem como com
profissionais que atuam em serviços que atendem às crianças e ao adolescentes em situação de risco. Possibilitar que os participantes se apropriem de conteúdos
sobre o fenômeno da violência visando práticas profissionais que contribuam para abolir o uso da violência nas relações sociais. Oferecer subsídios teóricos
metodológicos da Psicologia Sócio-Histórica, que permita aos participantes refletir e discutir sobre sua prática profissional no tocante aos direitos humanos, no
sentido de que eles desenvolvam habilidades que os auxilie na sua atividade profissional a fim de evitar o uso da violência nas relações socais. Intervir em situações
que envolvam a violência, no âmbito de sua atividade. Discentes da UNESP Bauru, Professores da rede municipal e estadual de ensino e educadores sociais e
conseqüentemente os usuários de seus serviços. Temos atuados com ensino e pesquisa e extensão em relação à formação inicial de psicólogos e continuada de
professores e psicólogos bem como de outros profissionais, que atuam na educação e em serviços de atendimentos sociais. Nesse sentido o presente projeto visa
desenvolver habilidades em discentes e profissionais para atuarem em situações nas quais a violência se apresenta,uma vez que este tema não faz parte dos
conteúdos teóricos na formação inicial de psicólogos e professores. Discentes da UNESP Bauru, Professores da rede municipal e estadual de ensino e educadores
sociais e conseqüentemente os usuários de seus serviços. Temos atuados com ensino e pesquisa e extensão em relação à formação inicial de psicólogos e continuada
de professores e psicólogos bem como de outros profissionais, que atuam na educação e em serviços de atendimentos sociais. Nesse sentido o presente projeto visa
desenvolver habilidades em discentes e profissionais para atuarem em situações nas quais a violência se apresenta,uma vez que este tema não faz parte dos
conteúdos teóricos da formação inicial de psicólogos, pedagogos e professores. No entanto os direitos humanos de crianças e adolescentes são ignorados
cotidianamente e em muitos casos entram em situação de risco.

             O Ensino de Eletricidade, Magnetismo e                EDUC.      Profª Drª Denise Fernandes de Mello                   Física       1926/09
             Eletromagnetismo e sua relação com a Tecnologia
 44 6710 Atual para o Ensino Médio
Resumo: Um dos principais problemas que se tem no ensino de física para alunos do ensino fundamental e médio, é a desmotivação e dificuldade dos alunos em
entender os conceitos físicos básicos. Segue-se a isso, como conseqüência a inabilidade em aplicar esses conceitos à solução de problemas e mesmo relacioná-los
com a tecnologia presente cotidianamente em nossas vidas. Temos como proposta neste projeto levar para a sala de aula experimentos simples e discussões
orientadas sobre conceitos de eletricidade, magnetismo e eletromagnetismo e sua conexão com a tecnologia atual, que visam não só permitir ao aluno adquirir uma
formação mais completa e profunda dos conceitos teóricos, assim como estimular sua curiosidade, criatividade e capacidade de propôr e solucionar problemas
novos. É fato também que o jovem quando passa a dominar um assunto, não só é capaz de solucionar problemas, mas também tem sua criatividade estimulada, o
que contribui diretamente para sua auto estima e desenvolvimento pessoal. O indivíduo passa daquele que vem sendo basicamente treinado para resolver problemas
para o vestibular àquele que é capaz de pensar, criar e desenvolver-se com muito mais fundamento. A longo prazo, isso representa a possibilidade de profissionais
não simplesmente treinados como operadores, mas indivíduos capazes de proporem novas soluções. Entendemos que este projeto é uma iniciativa que poderá
contribuir para o ensino de física no ensino médio. Ademais a proposta deste projeto está centrada no contacto direto dos futuros professores (alunos do curso de
Licenciatura em Física) com o ensino médio, permitindo a estes a possibilidade de uma análise, discussão dos principais problemas a serem enfrentados e mais:
permitirá que estes jovens sejam também interlocutores das necessidades levantadas pelos atuais professores do ensino médio para o âmbito da universidade e que
conjuntamente com os docentes desta universidade, como educadores e pesquisadores que somos, possamos contribuir para estreitar e aprimorar a transmissão do
conhecimento científico à população. O projeto pode ser uma semente catalisadora de um processo de revitalização do ensino de física, e representa também a
possibilidade de uma interação maior entre a universidade e a sociedade. Esta pode ser realmente uma dinâmica de sucesso, visto que o investimento que requisita
tal projeto é muito pequeno.

45 6712 O Ensino de Física para Alunos do Ensino                   EDUC.        Profª Drª Denise Fernandes de Mello                    Física       1926/09
                                                                                                                                                                15
                                                        RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

             Fundamental
Resumo: O ensino de Ciências desde o Ensino Fundamental é importante tanto para a formação de conhecimento do aluno como também sem dúvidas exerce
influências na formação da pessoa como ser social em contacto constante com toda tecnologia que faz parte do dia a dia, e que é resultado do desenvolvimento do
conhecimento científico. A falta de conhecimento científico tecnológico pode comprometer a própria cidadania, uma vez que sem informações corretas, o indivíduo
não é capaz de distinguir e optar pelo melhor para si e para a sociedade, frente a toda a publicidade presente atualmente. O objetivo neste projeto é que o interesse
que crianças e jovens tem por fenômenos da natureza e equipamentos tecnológicos, seja estimulado através de atividades e experimentos simples que possam ser
realizados em sala de aula com materiais que não representem custo e de fácil aquisição. Acreditamos que o Ensino Fundamental consiste numa etapa muito
importante para o desenvolvimento do conhecimento científico do indivíduo, pois é o momento em que temos a criação de uma base para a posterior introdução
formal de conceitos nas áreas de Física, Química e Biologia, que ocorrerá no Ensino Médio. Uma alfabetização científica significativa onde estejam presentes estas
disciplinas é fundamental para o desenvolvimento do conhecimento cientifico.

            Atletismo na Unesp – dos fundamentos ao                SAÚDE       Prof. Dr. Márcio Pereira da Silva                      Ed. Fís.     1913/09
            aprimoramento
 46 6714
Resumo: O Projeto Atletismo na Unesp – dos fundamentos ao aprimoramento disponibiliza espaço para a prática de atividade física sob adequada
orientação/supervisão, na busca por melhoria da saúde e desempenho atlético, a partir da vivência dos fundamentos básicos da modalidade “Atletismo” e/ou
aprimoramento dos mesmos. As atividades serão realizadas as 3as e 5as (das 17:30 às 19:30) e 6as feiras das 12 às 14 horas, na Praça de Esportes da UNESP/Bauru,
atendendo à comunidade interna e externa ao campus.

            A saúde do trabalhador da saúde: efeitos de um           SAÚDE       Profª Drª Sandra Lia do Amaral e Prof. Dr. Henrique Ed. Fís.    1912/09
 47 6716 condicionamento físico supervisionado                                   Luiz Monteiro
Resumo: O Projeto tem como objetivo principal avaliar a condição física de adultos, preventivos ou portadores de fatores de risco para doenças cardiovasculares,
bem como avaliar o efeito de um programa de condicionamento físico regular, individualizado e supervisionado sobre as variáveis pressão arterial, freqüência
cardíaca e sobre o perfil lipídico. Após uma fase inicial de avaliações funcionais, hemodinâmicas e antropométricas, determina-se um diagnóstico individual. Neste
momento, é feita uma prescrição individualizada de exercícios , que acontece na Praça de Esportes. As aulas são compostas de caminhadas e/ou corridas e
exercícios de alongamentos por 90 minutos total, 3 vezes por semana. A cada 4 meses são realizadas reavaliações, no sentido de verificar as melhoras e readaptar a
intensidade de treinamento individual.

            Física para crianças em idade pré-escolar              Educ.       Profª Drª Denise Fernandes de Mello                    Física       1911/09
 48 6718
Resumo: Este projeto iniciou-se no ano de 2008 e é uma proposta inovadora no sentido de contribuir com a Educação Infantil através da elaboração e aplicação de
atividades lúdicas de conhecimento físico num contexto interdisciplinar que compreende jogos, pequenas histórias, desenvolvidos visando estimular a curiosidade, a
criatividade, o pensamento crítico e o despertar do conhecimento científico para crianças da Educação Infantil (3 a 6 anos). O projeto colabora também com os
Professores de Educação Infantil no sentido de que as atividades desenvolvidas são acompanhadas de material impresso de apoio didático, e que os mesmos
participam das atividades, sugerindo inclusive temas que envolvem ciências e que interessam as crianças para que elaboremos atividades que eles tem interesse em
abordar.
                                                                                                                                                                16
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

             Acervo de livros antigos do GHOEM: pesquisa,          Educ.       Prof. Dr. Antonio Vicente M. Garnica                     Matem.       1909/09
             extensão, manuais didáticos e registros de
 49 6721 instituições escolares
Resumo: O GHOEM - Grupo de Pesquisa "História Oral e Educação Matemática" formou um acervo de cerca de 1200 livros antigos (do século XVII a meados da
década de 1970, muitos deles raros) relativos ao ensino de Matemática, ao ensino de primeiras letras (cartilhas escolares)e textos de referência da área de Educação.
A intenção é continuar ampliando este acervo de modo a disponibilizá-lo à comunidade de pesquisa, devido a inexistência de bibliotecas dessa natureza no país.
Dada a experiência com o acervo de livros antigos, o GHOEM formou parcerias com algumas escolas municipais - antigos Grupos Escolares - para a recuperação de
seus arquivos "mortos". As instituições, segundo tal parceria, têm seus acervos recuperados e o Grupo de Pesquisa obtém livre-acesso a esses acervos para estudos
relativos à História da Educação e da Educação Matemática brasileira.

 50 6734        Seminários de Psicanálise e Saraus Artísticos         SAÚDE       Profª Drª Christiane Carrijo M. Eckhardt         Psic.         1907/09
Resumo: Os Seminários de Psicanálise e Saraus Artísticos são um grupo de estudos, reflexão, debates, incentivador de atividades artísticas que têm como objetivo
principal estudar a teoria e clínica psicanalítica e promover a sua relação com a Cultura através dos estudos e saraus artísticos.

             Estudo Citogenético de casais inférteis                Saúde       Profª Drª Elaine Sbroggio de Oliveira Rodini        Biol.         1906/09
 51 6735
A infertilidade é uma condição reprodutiva que inclui ausência de gravidez ou ocorrência de abortos espontâneos. Tem causas multifatoriais que podem envolver o
homem, a mulher, ou ambos. Há ainda casos em que a etiologia é indeterminada. Alterações citogenéticas estruturais presentes em um dos cônjuges são
responsáveis por cerca de 5% dos casos de infertilidade e, seu grande impacto para o casal, é que podem resultar em nascimento de crianças malformadas. O
objetivo do presente estudo é determinar a frequência e os tipos de alterações cromossômicas estruturais em casais envolvidos com a infertilidade. A metodologia
utilizada será o exame citogenético (cariótipo) em sangue periférico pela técnica de bandas G. Os casais serão encaminhados para o Laboratório de Genética da
Faculdade de Ciências por médicos da região de Bauru. Os resultados serão emitidos por laudos técnicos e os casais receberão orientações sobre os casos
específicos, por meio do aconselhamento genético. O Laboratório de Genética foi instalado em 2001 na Faculdade de Ciências e realiza serviços para a comunidade
na área de citogenética, aconselhamento genético e perícias na área de exames de vínculo genético de filiação. Atende convênios de saúde, postos de saúde,
usuários particulares e varas de família.
             Programa Permanente de Inclusão Digital para os        EDUC.       Prof. Dr. Edward Goulart Jr., Sr. José Munhoz       Psic.         1905/09
 52 6738 servidores da UNESP/Bauru: AG, FAAC, FC e FE.                          Fernandes e Prof. Dr. Wilson Massashiro Yonezawa Comp.
Resumo: O impacto causado pelas tecnologias digitais de informação e comunicação na sociedade contemporânea evidenciou significativamente uma grande
necessidade: alfabetização em informação, ou seja, a formação de pessoas capazes de encontrar, avaliar e usar informação eficazmente, seja para resolver problemas
ou para tomar decisões. Por ocasião de um levantamento de necessidades de treinamento na Administração Geral da UNESP/Bauru, constatou-se uma grande
demanda em alfabetização digital (pode-se citar como exemplo que 62,5% dos servidores da Diretoria de Serviços e Atividades Auxiliares não possuíam quaisquer
conhecimentos em informática). Ainda, uma significativa barreira digital apresentou-se desde 2006 para grande parte dos funcionários: o sistema de
acompanhamento de desenvolvimento profissional de todos os servidores técnicos e administrativos da UNESP passou a ser online. Diante destas duas demandas
centrais – a necessidade e interesses verificados – vislumbrou-se a necessidade de um programa que proporcionasse a alfabetização digital do quadro de servidores
da UNESP/Bauru. Assim, no ano de 2007 foi elaborado o Programa Permanente de Inclusão Digital para os servidores da UNESP/Bauru: AG, FAAC, FC e FE e
desde abril de 2008 está em execução. Até o presente momento, 94 servidores foram beneficiados pelo Programa, além de 16 monitores que puderam desenvolver
habilidades profissionais voltadas ao ensino de adultos. Todos os monitores são discentes voluntários que passaram por um treinamento voltado à educação
                                                                                                                                                               17
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

andragógica e digital de adultos. Em continuidade ao Programa Permanente de Inclusão Digital, estão previstas novas turmas para o 2º semestre de 2009 e 1º
semestre de 2010, com alunos já interessados nos módulos básico, intermediário e avançado.

             Desenvolvimento e implementação de metodologias Tecn.              Prof. Dr. João Fernando Marar                        Comp.      1904/09
             baseadas em Inteligência Artificial para a criação de
             sistemas inteligentes de auxílio ao Projeto
 53 6739 informacional de Websites
Resumo: O volume de informações em Web Sites cresce exponencialmente a cada período observado, exigindo do Webdesigner um desempenho diretamente
proporcional no aprimoramento de estratégias para codificação de linguagens hipertextuais. Agentes inteligentes, enquanto softwares de interface, baseados em
algoritmos desenvolvidos pela Inteligencia Artificial (conexionista), analisam minuciosa e criteriosamente uma imensa variedade de informações, contida em
bilhões de websites e classifica-as em uma ordem conveniente que deveria satisfazer os interesses do divulgador e do usuário (navegador). No entanto, quer o
divulgador do conteúdo Web, quer o usuário acabam frequentemente por não se encontrar na rede labiríntica do cyber-espaço. Muitas vezes, as informações
disponibilizadas, em um número cada vez mais agigantado, acabam perdidas no servidor, por deficiências na construção de uma linguagem Hipertextual
adequadamente criada, por intermédio do Webdesigner. Deste modo, há a necessidade de criar, desenvolver e implementar técnicas artísticas e metodológicas, em
termos de adequação entre forma, função e simbolização, a fim de facilitar a recuperação pelo usuário da informação disponibilizada na Web. Assim, a investigação
cientifica, artística e tecnológica a ser desenvolvida com estes propósitos, visa formalizar a indexação da informação contida na Web, através de um Sistema
Inteligente, possibilitando uma mais adequada recuperação do conteúdo semântico pretendido.

             Difusão e popularização do ensino de ciências ESP.                 Profª Drª Rosa Maria Fernandes Scalvi                  Física       1903/09
             através das atividades do Observatório Didático de CONSTR.
 54 6742 Astronomia
Resumo: O projeto visa à integração Comunidade-Universidade através do ensino de astronomia, atendendo os pressupostos contidos no Projeto Pedagógico do
Curso de Licenciatura em Física, visando à prática eficaz do tripé que trata da indissociabilidade ensino – pesquisa – extensão, através de utilização de espaço não
formal de ensino, especificamente o Observatório Didático de Astronomia. Os objetivos propostos deverão ser alcançados através de oferecimentos de cursos
básicos de astronomia, sessões monitoradas de observação astronômica, palestras no Observatório e em outros locais públicos. Também fazem parte das atividades
desenvolvidas no projeto o oferecimento de palestras e cursos de extensão abordando temas relacionados ao meio ambiente, como aquecimento global, fenômenos
meteorológicos, etc. Portanto, as principais ações propostas do projeto são: construção de lunetas astronômicas, edição de apostila para construção de lunetas e
telescópios, utilização de vídeos para realização de sessões comentadas destinadas a comunidade em geral, estudantes e professores do ensino fundamental, médio e
alunos de licenciatura. A clientela atendida no projeto é composta por estudantes e professores de ensino fundamental e médio e estudantes e professores de cursos
de graduação (em número aproximado de 160 pessoas mensalmente) e população em geral (com número aproximado de 100 pessoas mensalmente). O projeto conta
com a parceria do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da UNESP e Programa JC na Escola, do Jornal da Cidade de Bauru.

            Contribuições da Psicologia Social e da Engenharia Trab.       Prof. Dr. Osvaldo Gradella Junior                       Psic.      1902/09
            de Produção a uma Cooperativa de Reciclagem de
 55 6743 Lixo
Resumo: A destinação final do lixo é um problema crescente, principalmente nas áreas de grandes centros urbanos, devido ao aumento contínuo de consumo da
sociedade e, conseqüentemente, sua produção de lixo. Com isso, educação ambiental, preservação da natureza, tratamento de lixo e consumo responsável são temas
                                                                                                                                                              18
                                                     RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

em alta, já que existe urgência para amenizar os resultados da exploração do homem em relação ao meio ambiente. A reciclagem de lixo, além de ser uma solução
para parte dos problemas ambientais, é fonte de renda para muitas pessoas. Na sociedade atual, a catação de lixo representa uma opção de vida para muitos
brasileiros. Apesar de oferecer comprometimento para a saúde e integridade física das pessoas, a “cata do lixo” é uma atividade econômica. Devido à rotina
exaustiva e às condições precárias de trabalho, lentamente os catadores buscam se organizar em cooperativas e associações. A Psicologia do Trabalho deve buscar
compreender o trabalho humano em todos os seus significados e manifestações. Essa compreensão revela a dimensão da alienação e do sofrimento psíquico que se
expressa nas relações humanas, complicadores em um processo auto gestionável como as cooperativas. Assim, temos como objetivo deste trabalho a identificação e
analise das necessidades dos trabalhadores de uma cooperativa de reciclagem de lixo. Após a identificação das necessidades e acatando os pontos críticos abordados
formaremos um grupo com os cooperados com o intuito de melhorar o ambiente de trabalho e as atividades exercidas dentro da organização.

           KARATÊ NA UNESP                                         SAÚDE         Prof. Dr. Sérgio Tosi Rodrigues             Ed. Fís.    1951/09
 56 6755
Resumo: O projeto KARATÊ NA UNESP propõe-se a oferecer à comunidade local prática de atividade física regular e organizada na modalidade esportiva Karatê-
dô. A prática desta arte marcial traz todos os reconhecidos benefícios da atividade física à saúde, somados à melhoria das características de disciplina,
autoconfiança, combate à violência, cortesia, formação do caráter e controle físico, emocional e mental dos praticantes.

 57 6757 Iniciação do Voleibol - Saque do Futuro                EDUC.        Prof. Dr. Milton Vieira do Prado Junior              Ed. Fís.    1952/09
Resumo: O projeto possibilitará a aprendizagem dos fundamentos do jogo de voleibol para as pré-adolescentes, entre 11 e 14 anos, matriculados na rede de ensino
fundamental, servindo também como forma de ampliar o repertório motor. Através da vivência destas habilidades conseguiremos iniciar os sistemas táticos e
melhoras na técnica de execução dos fundamentos do voleibol. Com isso, os pré-adolescentes conseguiram ultrapassar a fase de estirão de crescimento sem
encontrar dificuldade na coordenação motora melhorando suas capacidades físicas e, desta forma, combatendo o sedentarismo nesta fase da vida, muito comum nos
últimos anos. Assim, estaremos melhorando a qualidade de vida e iniciando os adolescentes na prática desportiva. 30 adolescentes de 11 a 14 anos que estejam
matriculados no sistema fundamental de ensino que participam regularmente de aulas de Educação Física, com interesse em aperfeiçoar o desempenho nas
habilidades e fundamentos do voleibol. Assim, podem enriquecer seu repertório motor aprendendo as técnicas do esporte voleibol.

            Elaboração conjunta de livro paradidático sobre          EDUC.       Profª Drª Dayse Iara dos Santos                      Física       1953/09
            atualidades em ciência e tecnologia para aplicação no
 58 6758 ensino médio - Parte 2: Educação Continuada
Resumo: Com o objetivo de contribuir para a educação científica da população em geral desenvolveu-se conjuntamente, com professores e alunos do ensino médio,
um livro que apresenta textos sobre ciência e tecnologia atuais escritos em linguagem acessível e com ilustrações que estimulem o interesse dos jovens que em breve
farão suas escolhas profissionais. Este material, impresso e digitalizado, preparado na primeira parte do projeto e que versa sobre os temas: 1- Nanotecnologia, 2-
Supercondutividade 3- Computação Clássica e Computação Quântica 4- Fenômenos Climáticos e Aquecimento Global, será utilizado no curso de educação
continuada a ser oferecido aos professores do ensino médio (cerca de 25 professores por turma). As aulas serão ministradas pelos autores de cada tema abordado no
livro, e serão baseadas nos slides presentes nos CDs que acompanharão os exemplares impressos. Ainda durante estas aulas serão promovidas discussões e
esclarecimento de dúvidas existentes após a leitura do material elaborado. Nestas aulas também serão demonstrados alguns experimentos relacionados com os temas
e que sejam possíveis de serem realizados na sala de aula do ensino médio. Pretende-se abrir chamadas de inscrições para os professores da rede pública e para os
professores de escola particulares (provavelmente com custo a ser coberto pela escola). Poderão ser duas ou mais chamadas, sendo pelo menos uma em cada
semestre do ano. O número de chamadas e de vagas oferecidas dependerá da disponibilidade de local, dos pesquisadores autores e também do número de
                                                                                                                                                                  19
                                                       RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                              CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

exemplares disponíveis (custeados). As aulas de educação continuada visam facilitar o emprego do livro paradidático elaborado pelos professores do ensino médio
em suas salas de aula. Durante o ano de 2010 será feito nova prospecção de novos temas e autores que aceitem desenvolver o projeto, conforme proposto, em suas
áreas de trabalho. Com este objetivo contactaremos outros departamentos e unidades da UNESP. Pretende-se também abordar assuntos pertencentes às áreas de
biologia, biotecnologia, medicina, saúde, etc. Todos seguindo a linha de atualidades em ciência e tecnologia. Uma vez encontrados os novos participantes,
iniciaremos as discussões sobre a proposta e como esta será desenvolvida, tendo em mente alguns aprimoramentos do processo de elaboração. Serão divulgadas as
propostas também aos alunos das licenciaturas das respectivas áreas que serão abordadas nesta segunda edição a fim de que estes possam participar do projeto assim
como os alunos do curso de Licenciatura em Física participaram desta primeira edição.

            Educação para morte: grupos educativos para             EDUC.        Profª Drª Alessandra de Andrade Lopes                  Psic.         1992/09
 59 6761 profissionais da saúde.
Resumo: Estudos na área da saúde apresentam indicativos preocupantes quanto à rotina estressante dos profissionais que vivenciam diariamente, dentre outras
dificuldades, o risco de vida e iminência de morte da população atendida. As perguntas de pesquisa vem se constituindo em torno da formação dos profissionais da
saúde, das aprendizagens formais e informais para lidar com eventos estressantes e das características do ambiente físico, social e político do trabalho. Como
resultados de destas investigações, em âmbito nacional e internacional, pode-se constatar que: a) ainda é predominante a formação do profissional, exclusivamente,
pautada na racionalidade técnica, o que dificulta a identificação e o enfrentamento das condições adversas das quais estão expostos, b) durante a formação inicial
dos profissionais, os temas perdas, morte e luto aparecem nas disciplinas ligadas à área da Psicologia, no entanto, não como conteúdo de domínio obrigatório dos
estudantes, c) falar sobre o morrer tem sido apontado pelos profissionais como tema difícil e evitado, tanto no ambiente familiar quanto de trabalho, d) as relações
interpessoais que regulam as interações entre profissionais, pacientes e equipes estão direcionadas à cura, sem contar, com as inevitáveis intercorrências, tais como o
agravamento da doença, a terminalidade, a morte e o luto. Como base nesta demanda crescente, atestada pela literatura da área, que sustenta a importância da
discussão dos temas vida/morte, perdas e luto, e visando contribuir com a formação inicial e continuada de profissionais da saúde, o presente projeto de extensão
tem como objetivos: a) sensibilizar os profissionais para discussão dos temas vida/morte, perdas e luto, b) oferecer grupos educativos, para profissionais da saúde
em serviço e alunos de graduação nas faculdades de serviço social, pedagogia, enfermagem e psicologia, c) acompanhar as práticas dos participantes, relacionadas
aos temas, em interação com a população e equipe de trabalho. Por meio de palestras, debates, grupos educativos, atividades culturais, grupos de estudos e de
pesquisa, espera-se como resultados: estabelecer junto aos profissionais da saúde e estudantes ambientes específicos para discussão da Educação para Morte,
capacitar os profissionais da saúde, em formação inicial e continuada, como agentes educacionais na Educação para Morte, estabelecer o projeto na universidade
como de referência para os profissionais da cidade e região, produzir de conhecimentos teóricos e metodológicos para formação de grupos educativos que capacitam
e orientam profissionais que irão atuar como agentes facilitadores em situações de iminência de morte, morte e luto.

            Psicologia da Morte: grupos terapêuticos (GTPE) e       SAÚDE        Profª Drª Alessandra de Andrade Lopes                 Psic.       1954/09
            atendimento individual para pessoas enlutadas
 60 6763 (AIPE).
Resumo: Nossa finitude é fato. A morte é universal, irreversível, intransferível e pessoal. No entanto, este reconhecimento não faz da morte um tema veiculado e
discutido em nossa sociedade. Pelo contrário, é tema evitado e repudiado no contexto em que o foco é o belo, a felicidade e a produtividade. Na perspectiva da
Psicologia da Morte refletir sobre o morrer, as perdas e o luto nos torna mais conscientes. E mais conscientes, seremos mais capazes de identificar, descrever e
decidir pela permanência, transformação e produção dos recursos necessários para lidar com as variadas mudanças que ocorrem ao longo da vida. Como
conseqüências das práticas sociais evitativas, sobre a morte, o morrer, as perdas e o luto, são também restritos os programas de atendimento psicológico a pessoas e
famílias enlutadas, ou seja, que vivem a ausência de um ente querido. Como base em estudos que sustentam a necessidade do acolhimento, aconselhamento e
                                                                                                                                                               20
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

acompanhamento em Terapia do Luto, o presente projeto de extensão buscará alcançar os seguintes objetivos: a) divulgar o atendimento a pessoas enlutadas, b)
fazer o acolhimento, aconselhamento e acompanhamento terapêutico de pessoas e famílias enlutadas, c) formar grupos terapêuticos de pessoas enlutadas, d) oferecer
ajuda técnica a uma ONG, e) capacitar alunos de psicologia, dos últimos anos de graduação (executores), em Terapia do Luto, nas modalidades grupal e individual.
Espera-se que o desenvolvimento deste projeto possa beneficiar a demanda crescente de pacientes enlutados que procuram o CPA da FC, contribuir com a formação
dos alunos, e produzir conhecimentos para o ensino de Psicologia da Morte.

           EQUOTERAPIA: uma atividade motora para o             SAÚDE       Profª Drª Marli Nabeiro                              Ed. Fís.    1955/09
 61 6765 desenvolvimento de Pessoas com deficiências.
Resumo: O Projeto “Equoterapia: uma atividade motora para o desenvolvimento de Pessoas com deficiências” é realizado em parceria com as Faculdades Integradas
de Bauru e busca oferecer o atendimento terapêutico da Equoterapia para Pessoas com Deficiências, com o objetivo de desenvolver os aspectos neuro-psico-motor
com o auxílio do cavalo.

            Ciências sem limites                                   Comum.      Prof. Dr. José Remo Ferreira Brega                     Comp.       1956/09
 62 6770
Resumo: A produção de fatos científicos tem se aproximado do dia-a-dia dos cientistas e das pessoas comuns. Assim, a idéia de criar o programa Ciência Sem
Limites, com transmissão via WEB abre um novo canal de comunicação audiovisual com o mundo da pesquisa e suas peculiaridades. Nosso objetivo é demonstrar
as oportunidades que o pesquisador dispõe dentro da rede mundial de computadores e, sobretudo, nos espaços do webjornalismo, principalmente o alternativo, para
divulgação dos resultados ou mesmo área de atuação das pesquisas científicas. Em outro prisma, mapeia o processo de construção da notícia, a partir da
interatividade e de outras variáveis, no âmbito do fazer jornalístico nos webjornais brasileiros de referência nacional. Para tanto, apresentamos a WEB como espaço
democrático, pois propicia oportunidades para o pesquisador divulgar seus resultados. Analisamos em outro ângulo, a prática do webjornalismo, cujas inovações e
novas formas de apresentação permitem novas práticas informativas. É dentro deste novo espaço público (redes eletrônicas ou precisamente, a Internet), que se
desenvolve um novo modo de jornalismo: o webjornalismo. Em termos de evolução, com pouco mais de uma década de existência, o webjornalismo tem avançado
consideravelmente. O webjornalismo surge, potencializado pela utilização de recursos que oferecem um produto informativo diferenciado, tanto pela chance de
maior customização /personalização da informação (uma vez que o usuário, a partir da hipertextualidade, formata a notícia de seu interesse), como pelos novos
meios que permitem aos indivíduos fazer ou ouvir comentários, assistir reportagens, visualizar simulações e fatos remontados, visitar virtualmente todo o território
cujo foco está em destaque. A realidade propiciada pela Internet, a facilidade de acesso e o baixo custo de construção de um site informativo na Rede mundial de
computadores, conjugados a fatores antes citados, como a ubiqüidade da informação nos meios de comunicação, a velocidade informativa e os processos de
interação, têm estimulado o surgimento de novos atores na prática do cinejornalismo Para tanto, a construção de uma política de informação e comunicação implica
na criação de estruturas – físicas e tecnológicas –, na construção de procedimentos, na formação e capacitação de pessoas e na produção de instrumentos (veículos
de comunicação, peças de divulgação e planejamento de ações de comunicação). No entanto, todas essas ações necessitam de tempo para emergir e, ainda mais
fundamental, de um período razoável para que se enraízem junto aos seus públicos, encontrem seus formatos e linguagens adequadas e possam se consolidar com
credibilidade e permanência produzindo efeitos na medida e na direção demandadas pela Universidade. Buscando atingir as metas e objetivos expostos o Portal
Unesp – Campus de Bauru da Faculdade de Ciências também é um meio de comunicação importante com a comunidade interna, embora não seja restrito a ela em
relação a público-alvo. A Faculdade de Ciências - FC é reconhecida pela qualidade do ensino e pesquisa que desenvolve e, também, por uma atuação intensa junto à
sociedade na qual está inserida – caracterizada, primordialmente, em seus projetos e programas de extensão. A FC tem também como princípio o livre acesso ao
conhecimento, pelo que tem buscado, nos últimos anos, multiplicar e aprimorar mecanismos de difusão e popularização da Ciência e Tecnologia. Assim, Ciência
sem Limites não se restringe à divulgação das pesquisas realizadas na FC. A divulgação praticada busca contribuir para um modelo de divulgação científica (e, mais
                                                                                                                                                               21
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

especificamente, jornalismo científico) mais eficaz em termos de formação de uma cultura científica no Brasil. Para tanto, não se limita à divulgação dos resultados
das pesquisas científicas, afastando-se assim da prática do sensacionalismo presente em muitos dos veículos de Comunicação Social destinados a esse fim
atualmente. O projeto opta pela articulação entre ações de divulgação científica e a utilização criativa e inovadora de novas tecnologias de comunicação e
informação

            Educando para a Vida - RASC                               EDUC.       Prof. Dr. João Pedro Albino                      FC           1988/09
 63 6777
Resumo: Devido ao número crescente de crianças e adolescentes que em tenra idade buscam nas ruas a solução para os seus graves problemas sociais e econômicos,
a Faculdade de Ciências busca desenvolver, em conjunto com o RASC, trabalho de inclusão para pessoas em situação de risco pessoal, social e de abandono, através
do oferecimento de iniciativas como cursos de inclusão digital, reforço no ensino de Matemática, atividades de recreação educacional e apoio psicopedagógico. O
objetivo é oferecer alternativas a estas crianças e adolescentes excluídos socialmente.

            Tecnologia no Campo                                    AGRAR.      Prof. Dr. João Eduardo Perez Martins                   Comp.       1959/09
 64 6779
Resumo: Este projeto de extensão visa levar ao pessoal direta ou indiretamente ligado a produção agrícola e/ou setor ambiental, conceitos fundamentais sobre
tecnologia eletrônica e computacional que possam ser aplicadas na melhoria da sua condição de trabalho. Com isto espera-se o surgimento de um vinculo mais forte
entre o agricultor e ambientalistas, com o setor tecnológico da Universidade. . A meta deste projeto não é transformar o agricultor ou ambientalista em um
especialista em tecnologia, mas sim desmistificar a tecnologia para este segmento social, mostrando que a mesma não é inaccessível e que Universidade pode
colaborar de forma extremamente prática na sua compreensão.

            Acompanhamento do desenvolvimento de bebês de            SAÚDE       Profª Drª Olga Maria Piazentim Rolim Rodrigues      Educ.       1957/09
 65 6781 risco: avaliação e orientação aos pais
Resumo: O projeto Acompanhamento do desenvolvimento de bebês de risco: avaliação e orientação aos pais pretende prevenir atrasos no desenvolvimento que
poderiam resultar em perdas em outras áreas de desempenho acadêmico e desadaptação social. Pais de bebês identificados na Maternidade Santa Isabel e no Banco
de Leite Humano são convidados, por ocasião do nascimento do bebê, a participarem do projeto, no Centro de Psicologia Aplicada, da Faculdade de Ciências, da
UNESP, em Bauru. Mensalmente, em data próxima do aniversário dos bebês, os mesmos são avaliados com o Inventário Portage Operacionalizado, até 12 meses de
vida. As avaliações são acompanhadas por orientações aos pais e o oferecimento de brinquedos adequados à faixa etária. O brinquedo tem o papel, além de
promover o desenvolvimento do bebê, de estreitar as relações pais e filhos. Os resultados tem sido sistematicamente analisados (participam anualmente pelo menos
duas bolsistas de Iniciação Científica) que resultou em melhorias substanciais nas orientações oferecidas e no rumo que o projeto de extensão vem tomando, como
por exemplo, a implantação, a partir de 2010, de ampliação do projeto para um ano e seis meses para os bebês prematuros, cuja condição parece levar a um
desenvolvimento mais lento. Em se tratando de um projeto que envolve estimulação precoce, é importante que reavaliações sistemáticas do mesmo mostrem sua
efetividade para a população atendida.
            AIKIDÔ NA UNESP                                          SAÚDE       Prof. Dr. Sérgio Tosi Rodrigues                     Ed. Fís.    1964/09
 66 6782
Resumo: O projeto Aikido na Unesp visa oferecer à comunidade a prática de uma arte marcial de caráter cooperativo, que traz benefícios à saúde, somados à
melhoria das características de disciplina, auto-confiança, respeito mútuo e controle físico, emocional e mental dos praticantes.
                                                                                                                                                                22
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

             Ensino Informatizado da Língua Brasileira de Sinais EDUC.          Prof. Dr. Celso Socorro Oliveira                      Comp.        1965/09
             (LIBRAS), a Portadores de Deficiência (Auditiva em
             Particular), Utilizando o Paradigma da Eqüivalência
             de
 67 6790 Estímulos.
Resumo: Este é um projeto experimental, que integra a pesquisa da Universidade à Comunidade que serve e que visa facilitar a comunicação das pessoas com muita
dificuldade de comunicação (portadores de deficiências múltiplas, em particular auditiva e/ou mental, severa ou profunda), porque procura aumentar o repertório de
palavras conhecidas, através do Ensino Informatizado da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). A base teórica vem da Psicologia Experimental, utilizando o
paradigma da Equivalência de Estímulos, onde são ensinados simultaneamente os conceitos visuais de figuras, sinais e texto. O projeto é a continuação de uma
pesquisa de doutorado, na área de Psicologia Experimental, utilizando o procedimento de Matching-to-Sample (MTS – escolha de acordo com o modelo) e
desenvolvendo ferramentas computacionais e instrucionais, que auxiliem o ensino de LIBRAS. O objetivo é estudar como se dá o aprendizado, e de como aumentar
a eficiência do ensino de sinais, considerando a LIBRAS como a língua natural dos surdos e simpatizantes. Na tese de doutorado de Oliveira (2002) foi demonstrado
que é possível ensinar um repertório de sinais da LIBRAS a surdos com deficiência mental profunda, mesmo quando ainda não estão alfabetizados, característica
esta muito comum na população atendida. O instrumento MTS utilizado permitiu demonstrar as propriedades de equivalência de estímulos com os conjuntos de
estímulos selecionados, nas formas de texto, de sinais e de figuras/fotos, com economia de sessões de treino das relações entre eles. O projeto tem utilizado alunos
de graduação e pós-graduação, para desenvolver trabalhos de pesquisa de iniciação científica também, além de permitir integrar conhecimentos adquiridos em
pesquisa ou ensino com a realidade dessa população atendida. A metodologia varia com o estudo específico, mas em linhas gerais, após consentimento e assinaturas
dos termos de responsabilidades, procede-se a intervenção individualmente ou em grupos de alunos de escolas públicas ou estudantes de graduação voluntários,
utilizando um software que executa o MTS, desenvolvido para esse fim. A continuação destes estudos permitirá ampliar o repertório dos alunos e desenvolver
métodos de ensino mais eficientes. O instrumento de ensino, programa de computador, permite preparar as aulas e registrar os resultados em banco de dados, para
posterior análise dos resultados pelo professor. O uso de filmes e fotos de personagens conhecidos (professor e auxiliares) tem sido demonstrado altamente efetivo
na aprendizagem dos alunos. O uso de uma metodologia científica tem permitido ao longo dos anos um acréscimo substancial de conhecimento de como trabalhar o
ensino e a aprendizagem destas pessoas. Estes resultados são então divulgados em congressos nacionais, para disseminação ampla e irrestrita dos resultados.

            VI Fórum e 3ª Mostra de Extensão Universitária da    EDUC.         Profª Drª Dagmar Ap. C. F. Hunger                       FC          1966/09
 68 6793 Faculdade de Ciências
Resumo: O VI Fórum e 3ª Mostra de Extensão Universitária da Faculdade de Ciências objetiva: a) Discutir o significado da Extensão Universitária nas
Universidades Públicas do Estado de São Paulo, convidando os Pró-Reitores de Extensão Universitária da UNESP, UNICAMP e USP, b) Analisar as Tendências e
Perspectivas dos Projetos de Extensão Universitária da Faculdade de Ciências, c) Divulgar, junto à comunidade universitária e à comunidade de Bauru e região, a
produção referente à Extensão Universitária da Faculdade de Ciências, d) Identificar novas parcerias, para ampliar e valorizar as ações de Extensão Universitária, e)
Proporcionar uma maior integração de saberes e experiências entre os coordenadores, executores e participantes dos Projetos de Extensão Universitária da
Faculdade de Ciências.

        Análise Funcional do Comportamento (em sala de       EDUC.             Prof. Dr. Celso Socorro Oliveira                       Comp.        1969/09
        aula
        especial e regular): Ensino informatizado e formação
69 6825 de professores.
                                                                                                                                                              23
                                                     RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

Resumo: Por que professores se esquivam de aprender informática ou matemática? Por que alguns alunos têm comportamentos reprováveis em sala de aula, mas são
capazes de conversar sobre problemas difíceis da vida? Estes e outros aspectos da aparente indisciplina em sala de aula têm a ver com o comportamento e seu
controle. Quando realizado de forma coercitiva e inadequado, o controle passa a ser um problema social grave, já que o comportamento é levado para a sociedade
quando o aluno deixa a escola. Este projeto visa reduzir comportamentos inadequados. A proposta inicial era limitada ao controle de comportamentos aberrantes em
alunos portadores de deficiência mental, severa e profunda, ensinando-os atividades cujas conseqüências reforçam comportamentos adequados ao ambiente
educacional e profissional. Com a continuação do trabalho, percebe-se a sua aplicação na formação de futuros professores (licenciados em ciências e matemática, e
pedagogos), formação continuada de professores na ativa (ensino de informática sem medo para professores de escola especial) e controle comportamental de
alunos (sem o temor da coerção tão comum nas décadas anteriores). O projeto é a continuação de uma pesquisa de mestrado e doutorado, na área de psicologia
experimental, utilizando esquemas de reforçamento para desenvolver procedimentos, ferramentas computacionais e materiais instrucionais, que auxiliem o ensino
desta população. O objetivo é analisar os comportamentos inadequados ("aberrantes" na literatura inglesa), verificando a sua freqüência e severidade, para a
elaboração de um procedimento individual que reduza este comportamento. Na dissertação de mestrado de Fornazari (2000) foi demonstrado que é possível reduzir
os comportamentos inadequados por reforçamento diferencial de comportamentos alternativos, isto é, ensinando os alunos a fazerem alguma atividade que substitua
o comportamento auto-lesivo e/ou agressivo. Na tese de doutorado da mesma autora, foi desenvolvido um software para ensinar o professor a aplicar o
procedimento para uma sala de educação especial. O projeto envolve alunos de graduação para desenvolver trabalhos de pesquisa de iniciação científica,
profissionais da área de saúde e educação. A continuação destes estudos permitirá ampliar o repertório dos alunos e desenvolver métodos de ensino mais eficientes.
O instrumento de registro, programa de computador, permite contar a freqüência dos comportamentos e registrar os resultados em banco de dados, para sua
posterior análise pelo professor. Novos comportamentos estão sendo estudados sob essa ótica e com o apoio da teoria Skinneriana de Comportamento Verbal,
visando entender principalmente as causas dos comportamentos indesejáveis em aula. Uma vertente desse projeto tem analisado as atividades em sala do professor e
através do reforçamento positivo colaborado para que o professor entenda o processo de análise do comportamentos observados em sala para melhorar o interesse
dos alunos e seu controle em casos atípicos.
 70 6826 Histórias em Quadrinhos como recurso pedagógico            EDUC.       Prof. Dr. Celso Socorro Oliveira                        Comp.      1971/09
Resumo: Via de regra, as Histórias em Quadrinhos (HQs) são utilizadas em sala de aula de forma livre, ou seja, são um recurso pouco aproveitado
pedagogicamente, pois não servem aos professores e alunos como linguagem e como conteúdo. Ainda que não possua muitos estudos específicos sobre a real
finalidade dos quadrinhos em sala de aula, existe na literatura disponível alguns autores, principalmente na área de Comunicação, que já salientaram a importância
do possível papel dos quadrinhos como material para a prática pedagógica. Na área da Educação, os documentos oficiais do Estado que apresentam as diretrizes
para a Educação Infantil (RCN – Referencial Curricular Nacional) e o Ensino Fundamental (PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais) mais especificamente os de
Língua Portuguesa e Artes, recomendam o uso de várias linguagens incluindo as histórias em quadrinhos em sala de aula (Pizarro, 2005). A defesa da utilização dos
quadrinhos em sala de aula se justifica principalmente pelo fato de ser uma linguagem acessível e de fácil compreensão para as crianças, principalmente por conta
dos desenhos que apóiam sua leitura, ainda que elas não façam com grande propriedade o uso da leitura e da escrita formal. Em seu livro “Os Quadrinhos”,
levantando questões sobre a composição e os elementos que formam as histórias em quadrinhos, Cagnin (1975) justifica: “Estas últimas perguntas parecem infantis
até para as crianças, porque elas já participam do maravilhoso mundo das histórias em- quadrinhos, e sabem muito bem como se lê um balão-fala ou um balão-
pensamento, e sabem ouvir os crash!, os slop!, os bang!, os swish!, os escabruns, mesmo quando escritos em outra língua”. (CAGNIN, 1975, p.16). O conhecimento
de textos diferenciados na escola é fundamental para a construção do repertório infantil, para o estímulo à leitura e, posteriormente, para a promoção de uma visão
crítica e questionadora diante de tudo aquilo que se lê. Os professores se reconhecem despreparados para usar a informática em sala de aula, e conseqüentemente,
eliminam este recurso como ferramenta pedagógica. Cabe destacar que os professores demonstram interesse em ter o domínio teórico e prático tanto da informática
quanto das HQ's enquanto ferramentas didáticas. Entretanto, a Diretoria Regional de Ensino não possui nenhum curso específico programado sobre este tema. No
que se refere ao uso de quadrinhos como recurso didático, os educadores reconhecem a história em quadrinhos como um importante instrumento para sua prática
                                                                                                                                                                    24
                                                       RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                               CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

pedagógica, bem como o grande interesse que os alunos demonstram claramente quando se trata de uma aula com quadrinhos. Isso denota que ambos, educador e
educando, encontram nos quadrinhos um ponto comum de interesse que só tem a contribuir para o processo de ensino – aprendizagem e para a relação dialógica
entre ambos. Porém, uso dos quadrinhos em sala de aula suscita atividades bem similares: leitura silenciosa ou oral, reconhecimento de balões e onomatopéias,
interpretação de textos através de questionários, transposição da história para a estrutura de um texto narrativo e pintura dos quadrinhos, entre outros (Pizarro, 2005).
Nota-se, portanto, que a elaboração de atividades diferenciadas é um risco que os educadores têm receio de correr. Nesse sentido, a proposta apresentada por este
projeto proporciona aos educadores envolvidos a oportunidade de desmistificar algumas considerações acerca do uso de quadrinho e também da informática como
recurso para o processo de ensino e aprendizagem bem como para sua prática pedagógica. As demandas atuais do uso das tecnologias, a disponibilidade de
equipamentos de informática nas instituições públicas de ensino fundamental e os interesses dos alunos por esta ferramenta (computador) e pela linguagem dos
quadrinhos, são alguns dos outros motivos que podemos apontar para justificar a realização deste projeto.
O projeto tem atuado diretamente em salas de escolas públicas estaduais, ao longo do ano, sob supervisão do coordenador e execução de aluna de pedagogia e de
Design (produzindo materiais). Os resultados dos trabalhos são publicados em eventos para divulgar a outros professores a técnica utilizada e os resultados obtidos.

 71 6829 Educação Física para pré-escolares: uma necessidade EDUC.            Prof. Dr. Milton Vieira do Prado Junior             Ed. Fís.     1949/09
Resumo: O projeto em continuidade visa estimular motoramente crianças numa fase decisiva do seu processo de crescimento e desenvolvimento que é a primeira
infância. Baseados na literatura, elas se encontram na fase dos padrões fundamentais de movimento que necessitam ser estimulados a partir de jogos e brinquedos,
visando o desenvolvimento motor, afetivo-social e cognitivo. Portanto, consideramos que o movimento será o meio para o desenvolvimento global dos pré-
escolares.

            Natação para Pessoa Portadora de Necessidades           SAÚDE        Prof. Dr. Milton Vieira do Prado Junior                Ed. Fís. 1948/09
 72 6831 Especiais
Resumo: O projeto possibilitará a vivência, adaptação e aprendizagem das habilidades aquáticas pela pessoa com deficiência. A atividade na água é um estímulo
muito utilizado com a pessoa com deficiência, pois cria experiências únicas para a adaptação a um ambiente não comum, solicitando avaliação, planejamento e
elaboração de respostas cognitivo-motoras, desenvolvendo desta forma o domínio cognitivo-motor. Além disso, a água propicia uma satisfação corporal que facilita
o contato com o outro e o desenvolvimento social. A ênfase do trabalho na água é com a segurança dos participantes e a estimulação das potencialidades. Assim, o
objetivo maior é incluir a natação na rotina de vida da pessoa com deficiência, ampliando o repertório motor e a inclusão na sociedade.

            Ensinando e aprendendo handebol                      SAÚDE        Profª Drª Lílian Aparecida Ferreira                    Ed. Fís.      1947/09
 73 6832
Resumo: O esporte, neste caso específico o handebol, pode ser um rico elemento pedagógico, instigando o aprendizado de habilidades técnicas e táticas (os
procedimentos em geral), conceitos, bem como atitudes (cooperação, solidariedade, respeito, reflexão-crítica, entre outros). Neste sentido, este trabalho tem como
objetivo fornecer, aos adolescentes participantes, bases educativas que os permitam viver o jogo em todas as suas dimensões, estabelecendo relações desse
aprendizado com a realidade que os cercam e construindo elementos significativos para o usufruto da cultura corporal de movimento. Busca também possibilitar aos
graduandos (futuros professores de Educação Física) uma experiência profissional concreta, com a supervisão e orientação da professora coordenadora, a partir do
ensino do handebol.

74 6835 Avaliação Física e Treinamento Individualizado    SAÚDE         Prof. Dr. Milton Vieira do Prado Junior              Ed. Fís.    1945/09
Resumo: Através desse projeto, buscamos promover uma melhora significativa na qualidade de vida das pessoas participantes , sustentados por uma avaliação
                                                                                                                                                               25
                                                      RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

física sistematizada, a qual servirá de ponto de apoio para prescrição e estruturação de um programa de treinamento adequado às capacidades e limitações dos
indivíduos participantes. Para tanto estaremos desenvolvendo atividades práticas 03(três) vezes por semana a partir dos métodos científicos do treinamento com
enfoque principal no método aeróbio. Busca-se portanto, através de um programa orientado, introduzir a atividade física na rotina de vida do participante, bem
como, melhorar sua aptidão física e conseqüentemente a qualidade de vida.

            Aprendizagem de escolares: os movimentos para um EDUC.            Profª Drª Marli Nabeiro                             Ed. Fís.    1936/09
 75 6860 desenvolvimento integral e inclusivo
Resumo: O Projeto Aprendizagem de escolares: os movimentos para um desenvolvimento integral e inclusivo, é em parceria com Escolas da Rede Pública de
Ensino da Cidade de Bauru, SP, e busca principalmente oferecer um ambiente que garanta participação adequada de alunos com deficiências nas aulas de Educação
Física Escolar, contribuindo para a formação integral desses alunos. As atividades são avaliadas e elaboradas semanalmente e buscam respeitar as necessidades e
anseios de cada aluno.

           Módulos de frutíferas irrigadas no Centro Rural de POL.            Prof. Dr. Aloísio Costa Sampaio                         Biol.      1935/09
 76 6863 Tibiriçá visando transferência de tecnologia              ECON.
Resumo: O projeto consiste no uso de tecnologia com irrigação localizada para produção de seis frutíferas com grande potencial de produção e geração de renda
para a pequena propriedade rural. Para tanto, plantou-se a cerca de 18 meses módulos das frutíferas: goiaba de mesa (três cultivares), mamão formosa, pêssego cv.
Aurora I, Uva niagara e maracujá amarelo (suco) e roxinho do Kênia (consumo in natura). Este centro está sendo empregado para atividades práticas durante
Seminários sobre cada cultura acima mencionada.
77
      7644 Interage Empresa Jr de Psicologia                       trab.      Profª Drª Alessandra de Andrade Lopes                   Psicol.    2233/09
Resumo: A Interage Empresa Júnior é uma Associação Civil sem fins econômicos e com fins educacionais, fundada e gerida por alunos do curso de Psicologia da
Faculdade de Ciências da Unesp - Bauru. Tem como finalidade proporcionar aos alunos do referido curso um espaço para a aplicação prática dos conhecimentos
teóricos adquiridos em sua formação acadêmica, sendo, portanto, um complemento à formação profissional. Possibilita também o desenvolvimento de habilidades
como liderança, autonomia, trabalho em equipe e empreendedorismo. Os projetos da Interage Empresa Júnior voltam-se prioritariamente para a Psicologia
Organizacional e do Trabalho, mas há o desenvolvimento em outras áreas de atuação do Psicólogo, como a Orientação Profissional, e realização de eventos
relacionados à área de atuação e divulgação da Empresa Júnior. Os projetos realizados atendem à demanda das empresas de micro, pequeno e médio portes de Bauru
e região, de outras Empresas Juniores, e outras instituições públicas e associações. A supervisão dos projetos é realizada por professores, mestres e doutores, do
Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências da Unesp - Bauru, o que confere ao trabalho alto nível de inovação e qualidade. Graduandos do curso de
Psicologia da Faculdade de Ciências da Unesp - Bauru, através da administração de uma empresa júnior e participação na execução de seus projetos, poderão
aprimorar a sua formação. A precificação dos projetos é bem abaixo do mercado, garantindo acesso dos clientes da Interage a serviços de alta qualidade. Os valores
cobrados por empresas que atuam na área da Psicologia Organizacional e do Trabalho impedem muitas vezes que empresas de micro, pequeno e médio portes se
beneficiem do trabalho de um profissional desta área, fato que valoriza a iniciativa da criação de uma Empresa Júnior que atue na referida área a preços acessíveis.

            Observatório Didático de Astronomia "Lionel José
     7672                                                           Educ.        Profª Drª Rosa Maria Fernandes Scalvi        Física      2539/09
78          Andriatto"
Resumo: O Observatório Didático de Astronomia, vinculado ao Departamento de Física e localizado nas dependências do IPMET, tem como objetivo principal,
divulgar, ensinar e popularizar a astronomia para todas as pessoas interessadas, da cidade de Bauru e região.
                                                                                                                                                              26
                                                     RELAÇÃO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO ANO 2010
                                                             CAMPUS DE BAURU - FACULDADE DE CIÊNCIAS

79 7686 Intervenções junto a universitários da Unesp, Bauru saúde            Profª Drª Alessandra Turini Bolsoni Silva            Psicol.      2773/09
Resumo: O projeto pretende atender em torno de 40 estudantes de diferentes cursos no campus da Unesp, Bauru. Este projeto de extensão é resultado de um projeto
financiado pela Fapesp que avaliou habilidades sociais e indicativos de fobia e depressão em 1000 universitários de todo o campus de Bauru. Parte deles teve
diagnóstico confirmado para fobia e/ou depressão, através de entrevista clínica, os quais terão prioridade no atendimento. Outras pessoas que já manisfestem
interesse poderão participar desse projeto, havendo vagas.

             Con-vivência saudável no trabalho e excelência
     7691                                                            Trab.       Prof. Dr. Luiz Carlos Canêo                           Psicol.
80           profissional: capacitação de gestores
Resumo: Trata-se de um projeto que busca desenvolver, de maneira continuada, gestores técnico-administrativos da Faculdade de Ciências e seus suplentes que, no
trato cotidiano com pessoas, objetivos e metas institucionais, precisam agir de maneira estratégica para uma ação de resultados, assim como implementar ações que
promovam a saúde corporal e integral dos servidores. O programa, composto de 3 módulos, tem reuniões semanais,sendo conduzido por dois professores da área de
Psicologia do Trabalho, do Curso de Psicologia, e um professor do Curso de Educação Física, assim como de estagiários de ambos os cursos.

             Estudo técnico com vistas ao desenvolvimento de
             metodologias e instrumentos de medida dos níveis de
      7665                                                          Educ.       Profª Drª Mara Sueli Simão Moraes                    Matem.
81           alfabetização em matemática (Provinha Brasil) –
             CECEMCA/UNESP
Resumo: Projeto que visa elaborar fundamentação teórico-metodológica e instrumentos de medida dos níveis de alfabetização/letramento na área de matemática, de
forma que seja possível identificar as habilidades mais elementares até aquelas mais complexas desenvolvidas pelas crianças que estão no início do processo de
escolarização. Considerando que a UNESP é multicampi e considerando ainda as experiências adquiridas no desenvolvimento do Pró-letramento em A proposta
aqui apresentada é que o CECEMCA da Universidade Estadual Paulista em parceria com o INEP, através de convênio, venha a desenvolver as seguintes atividades:
elaboração do referencial teórico e da matriz de referência da Provinha Brasil de Matemática, elaboração de instrumentos de avaliação, análise pedagógica e
interpretação de resultados, coleta de dados do pré-teste nas redes de ensino e elaboração de relatórios, elaboração de documentos informativos e pedagógicos que
irão subsidiar a composição da versão final do Kit da Provinha Brasil de Matemática, capacitação de equipes pedagógicas e de avaliação das secretarias estaduais de
educação, congresso de educadores com o objetivo de discussão sobre a avaliação educacional em larga escala e os resultados da provinha Brasil de Matemática.

82                                                                            Prof. Dr. João Pedro Albino
            Jr. Com - Empresa Júnior de Computação                Trab.                                                              Comput.
                                                                              Profª Drª Andréa Carla Gonçalves Vianna
Resumo: Aguardando cadastro
Total: 82 projetos

								
To top