apo

Document Sample
apo Powered By Docstoc
					ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVO
FORTIUM – Grupo Educacional Docente: Prof. Iran Nunes

Administração por Objetivos




Enfoque baseado no “processo” e a preocupação maior com as atividades (meios) passou a ser substituído por um enfoque nos resultados e objetivos alcançados (fins). A preocupação de “como” administrar passou à preocupação de “por que” ou “para que” administrar.

Administração por Objetivos
Da ênfase em fazer corretamente o trabalho para alcançar a eficiência passou à ênfase em fazer o trabalho mais relevante aos objetivos da organização para alcançar a eficácia. O trabalho passou de um fim em si mesmo, para um meio de obter resultados.



Origens da APO




1954 - Peter Drucker A Administração por Objetivos surgiu como método de avaliação e controle sobre o desempenho de áreas e organizações em crescimento rápido.

Características da APO



A APO é uma técnica de direção de esforços através do planejamento e controle administrativo fundamentado no princípio de que, para atingir resultados, a organização precisa antes definir em que negócio está atuando e aonde pretende chegar.

Características da APO




Inicialmente se estabelecem os objetivos anuais da empresa, formulados na base de um plano de objetivos a longo prazo, e os objetivos de cada gerente ou departamento são feitos na base dos objetivos anuais da empresa. A APO é um processo pelo qual os gerentes, superior e subordinado, identificam objetivos comuns.

Característica da APO







Estabelecimento conjunto de objetivos entre o executivo e o seu superior. Estabelecimento de Objetivos para cada departamento Interligação dos objetivos departamentais Elaboração de planos táticos e planos operacionais, com ênfase na mensuração e no controle

Característica da APO






Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos Participação atuante da chefia Apoio intenso do staff durante os primeiros períodos

1. Estabelecimento conjunto de objetivos entre o Executivo e o seu superior



A maior parte da APO utiliza o estabelecimento conjunto de objetivos: tanto o executivo quanto o seu superior participam do processo de estabelecimento e fixação de objetivos.

2. Estabelecimento de Objetivos para cada Departamento ou Posição


Basicamente a APO está fundamentada no estabelecimento de objetivos por posições de gerência. Frequentemente os sistemas de APO definem objetivos quantificados (numéricos) e com tempos predeterminados.

3. Interligação de objetivos Departamentais



Sempre existe alguma forma de correlacionar os objetivos dos vários órgãos ou gerente envolvidos, mesmo que nem todos os objetivos estejam apoiados nos mesmos princípios básicos.

4. Elaboração de Planos Táticos e Planos Operacionais com ênfase na Mensuração e no controle




A partir dos objetivos departamentais traçados são elaborados os planos táticos adequados para alcançá-lo da melhor maneira. Em todos esses planos a APO enfatiza a quantificação, a mensuração e o controle.

5. Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos.



A) A partir dos objetivos globais da empresa e do planejamento estratégico, estabelecemse os objetivos departamentais para o primeiro ano, numa reunião entre o executivo e o seu superior

5. Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos.




B) O executivo elabora o seu Plano Tático que lhe permita alcançar os objetivos departamentais fixados C) O executivo elabora juntamente com os seus subordinados os Planos Operacionais necessários à implementação do Plano Tático.

5. Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos.




D) Os resultados da execução dos planos são continuamente avaliados e comparados com os objetivos fixados. E) em função dos resultados obtidos procede-se à revisão ou reajustes dos planos ou alterações nos objetivos estabelecidos.

5. Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos.




F) no ciclo seguinte, estabelecem-se os objetivos departamentais para o segundo ano, numa reunião entre o executivo e o seu superior, tomando por base os resultados do primeiro ano. G) repete-se a seqüência do ciclo anterior.

6. Apoio intenso do “Staff” durante os primeiros anos


A implantação da APO requer o apoio intenso de um staff previamente treinado e preparado. A abordagem do tipo “faça-o você mesmo”, não é aconselhável em APO, pois ela exige coordenação e integração de esforços, o que pode ser feito pelo staff.

FIXAÇÃO DE OBJETIVOS


É um modelo de administração do qual todas as gerências de uma organização estabelecem metas para sua administração no início de um período.

A fixação de Objetivos leva em conta os seguintes aspectos.


A) A expressão “objetivo da empresa” é realmente imprópria. A empresa é algo inanimado e, em conseqüência, não tem objetivos, metas ou planos. Os objetivos de uma empresa representam em verdade os propósitos dos indivíduos que nela exercem o poder de liderança.

A fixação de Objetivos leva em conta os seguintes aspectos.


B) Os objetivos são fundamentalmente necessidades a satisfazer.Os objetivos da empresa podem representar exclusivamente as necessidades vistas pela liderança, ou podem ter bases mais amplas representando interesses dos acionistas, da equipe administrativa, dos funcionários, dos clientes, ou do público em geral.

A fixação de Objetivos leva em conta os seguintes aspectos.


C) Os subordinados e demais funcionários têm uma série bem grande de necessidades pessoais. Estas necessidades, por sua vez, desdobram-se em objetivos e metas pessoais, que podem ser declarados ou ocultos.

A fixação de Objetivos leva em conta os seguintes aspectos.


D) Os objetivos e as metas pessoais não são sempre idênticos aos objetivos e metas da empresa. Entretanto, não devem estar em conflito: o desafio da gerência moderna é conseguir torná-los compatíveis.

Aspectos da avaliação dos objetivos.





A) os objetivos proporcionam à organização uma diretriz certa no sentido de uma finalidade comum. B) provocam o trabalho em equipe e podem ser usados para eliminar as tendências egocêntricas de grupos existentes na organização.

Aspectos da avaliação dos objetivos.



C) servem de base segura para verificar o valor das metas e dos planos e ajudam a evitar erros devidos à omissão.

Aspectos da avaliação dos objetivos.



D) tornam maiores as possibilidades de previsão do futuro. Uma organização deve dirigir o seu destino, ao invés de submeter-se a fatalidade ou ao acaso.

Aspectos da avaliação dos objetivos.



E) muitas vezes os recursos são escassos ou mal colocados. Os objetivos ajudam a orientar e a prever a sua distribuição criteriosa.

A APO implica uma técnica sistemática de gerência. Forte ênfase é colocada no planejamento e no controle. Há característica estruturais e comportamentais nesta sistemática de fixação de objetivos.

Características estruturais




Os executivos fixam alvos a longo e a curto prazo. Os de longo prazo são em geral estabelecidos pelos dirigentes da cúpula. Os objetivos e as metas são expressos como resultados finais e não como tarefas ou atividades.

Características estruturais


Os objetivos e metas devem ser coerentes, bem como coordenados nos sucessivos níveis e áreas da organização.

Características comportamentais


Dá ênfase no compromisso próprio dos subordinados em relação às metas, isto é, os subordinados preparam suas próprias metas e passam a ser responsáveis por elas.

Características comportamentais


Dá ênfase à auto-análise do desempenho e ao conseqüente autocontrole, em relação aos resultados obtidos à frente das metas predeterminadas.

Características comportamentais


Os desvios de resultados em relação as metas provocam autocorreção no desempenho e, se necessário, orientação específica do superior.

Administração por Objetivos








É uma técnica de planejamento e avaliação. Através da qual superiores e subordinados, conjuntamente, definem aspectos prioritários e Estabelecem objetivos (resultados) a serem alcançados, num determinado período de tempo em que termos quantitativos, dimensionando as respectivas contribuições (metas) E acompanham sistematicamente o desempenho (controle) procedendo às correções necessárias.

Critérios de escolha dos objetivos
 

a) procurar as atividades que têm o maior impacto sobre os resultados. b) o objetivo deve ser específico quanto aos dados concreto: o que, quanto, quando. Os resultados esperados devem ser enunciados em termos mensuráveis e bastante claros.

Critérios de escolha dos objetivos
 



c) focalizar objetivos no trabalho e não no homem. d) detalhar cada objetivo em metas subsidiárias. e) usar linguagem compreensível para os gerentes.

Critérios de escolha dos objetivos




f) manter-se dentro dos princípios de Administração. Concentrar-se nos alvos vitais do negócio e não se dispersar em atividades secundárias. g) o objetivo deve indicar os resultados a serem atingidos, mas não deve limitar a liberdade de escolha dos métodos. Indicar o quanto, mas não o como.

Critérios de escolha dos objetivos






h) o objetivo deve ser difícil de ser atingido, requerendo um esforço especial, mas não a ponto de ser impossível. i) o objetivo dever representar uma tarefa suficiente para todo o exercício fiscal da empresa. O objetivo deve ter alguma ligação remota com o plano de lucros da empresa, que é geralmente o objetivo último.

Hierarquia dos objetivos
  



a) posição competitiva no mercado; b) inovação e criatividade nos produtos; c) produtividade e índices de eficiência; d) aplicação rentável dos recursos físicos e financeiros;

Hierarquia dos objetivos






e) taxa de dividendos ou índice de retorno do capital investido (lucro); f) qualidade da administração e desenvolvimento dos executivos; g) responsabilidade pública e social da empresa.

Planejamento estratégico e planejamento tático


Escolhidos e fixados os objetivos organizacionais, isto é, os objetivos globais da empresa a serem alcançados, o próximo passo é saber como alcançá-los, isto é estabelecer a estratégia empresarial a ser utilizada para melhor alcançar aqueles objetivos e quais as táticas que melhor implementem a estratégia adotada.

Conceito de estratégia e tática.




Estratégia é a mobilização de todos os recursos da empresa no âmbito global visando atingir objetivos a longo prazo. Tática é um esquema específico de emprego de recursos dentro de uma estratégia mais ampla no plano gerencial, o orçamento anual ou o plano anual de investimentos é um plano tático dentro de uma estratégia global a longo prazo.

Estratégia X Tática








Envolve a organização como uma totalidade. É um meio para alcançar objetivos organizacionais É orientada para longo prazo É decidida pela alta administração da organização









Refere-se a cada departamento ou unidade da organização É um meio para alcançar objetivos departamentais É orientada para médio ou curto prazo É da responsabilidade dos gerentes de

Planejamento estratégico


a) Formulação de objetivos organizacionais a serem alcançados. - Nesta primeira fase a empresa escolhe os objetivos globais que pretende alcançar a longo prazo e define a ordem de importância e de prioridade de cada um em uma hierarquia de objetivos.


				
DOCUMENT INFO
Categories:
Tags:
Stats:
views:2965
posted:8/19/2008
language:Turkish
pages:43