Ladrilho hidr�ulico � Requisitos e m�todos de ensaio by m781C2R

VIEWS: 225 PAGES: 13

									                                                 ABNT/CB-18
                                              PROJETO NBR 9457
                                                 ABRIL:2007


Ladrilho hidráulico – Requisitos e métodos de ensaio

(Título em ingles)

Palavras-chave: Ladrilho hidráulico. Cimento Portland.
Descriptors:


Sumário

Prefácio
1    Escopo
2    Referências normativas
3    Definições
4    Requisitos gerais
5    Requisitos específicos
6    Inspeção
7    Aceitação e rejeição
Anexo A (normativo) – Determinação das dimensões
Anexo B (normativo) - Ensaios físicos e mecânicos


Prefácio


A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas
Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos
de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais Temporárias
(ABNT/CEET), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos
setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades,
laboratórios e outros).

Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ABNT/ONS, circulam para
Consulta Nacional entre os associados da ABNT e demais interessados.

1   Escopo

Esta Norma estabelece os requisitos e os métodos de ensaios para ladrilhos hidráulicos destinados a
pisos de uso interno ou externo.

2   Referências normativas

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem
prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação.
Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta
que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir. A
ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.
       ABNT NBR 5732:1991 Cimento Portland comum
       ABNT NBR 5733:1991 Cimento Portland de alta resistência inicial
       ABNT NBR 5735:1991 Cimento Portland de alto-forno
       ABNT NBR 5736:1991 Cimento Portland pozolânico

                                 NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                       1/13
                                                ABNT/CB-18
                                             PROJETO NBR 9457
                                                ABRIL:2007


       ABNT NBR 11578:1991Cimento Portland composto
       ABNT NBR NM ISSO 3310-1:1997 Peneiras de ensaio - Requisitos técnicos e verificação -
       Parte 1: Peneiras de ensaio com tela de tecido metálico

3   Definições

Para os efeitos desta Norma aplicam-se as seguintes definições:

3.1 ladrilho hidráulico: Placa cimentícia de alta resistência, constituída de no mínimo duas camadas
prensadas, curada em meio úmido, para acabamento de pisos internos e externos fabricados. com
agregados minerais ou artificiais.

3.2 Face aparente: Superfície do ladrilho pertencente à camada superior, com espessura média de 5
mm.

3.3 Camada inferior – camada destinada ao seu assentamento, com no mínimo 10mm de espessura a
qual deverá possuir superfície com características para melhor favorecer a aderência com a
argamassa.

3.4 Camada intermediária: Camada entre a face aparente e a camada inferior, com no mínimo de 5 mm
de espessura, podendo ser incorporada à camada inferior.

3.5 rodapé: Peça que complementa o piso, destinada ao acabamento inferior das paredes em contato
com pisos de ladrilho hidráulico, fabricada a partir dos mesmos materiais e processos deste.

3.6 dimensões nominais: Dimensões padronizadas nesta Norma e especificadas para a fabricação dos
ladrilhos hidráulicos.

3.7 tolerância; limite: Afastamento máximo aceitável das dimensões de fabricação com relação às
dimensões nominais do ladrilho hidráulico.

3.8 Piso área externa: Denomina-se piso para áreas externas aqueles que apresentam superfície anti-
derrapante, devendo ser fabricados com pigmentos inorgânicos quando coloridos, resistentes aos
intempéries e ao desgaste por abrasão.

3.9 Piso para área interna: Denomina-se piso para áreas internas aqueles que apresentam superfícies
polidas, fabricados com pigmentos orgânicos ou inorgânicos quando coloridos e com alta resistência ao
desgaste por abrasão.

3.10 classes: Tem como objetivo determinar por meio das resistências mecânicas do ladrilhos
sua classificação e indicar os locais onde poderão ser ou não aplicados. Cada classe será
identificada pela sigla RCA (Resistência à compressão e abrasão) seguido de um numeral entre
1 a 5 que indicará a resistência à compressão e abrasão sendo 01 a menor resistência e 05 a
maior resistência



3.9.1 Identificação das classes

RCA 1 - Tráfego baixo de pessoas
RCA 2 - Tráfego moderado de pessoas
RCA 3 - Tráfego intenso de pessoas
RCA 4 - Tráfego de veículos de passeio

                                  NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                        2/13
                                                 ABNT/CB-18
                                              PROJETO NBR 9457
                                                 ABRIL:2007


RCA 5 - Tráfego de veículos de carga

4   Requisitos gerais

4.1 Características de fabricação

4.1.1   Materiais

4.1.1.1 A fabricação do ladrilho hidráulico exige a utilização dos seguintes materiais:
      a) cimento Portland que atenda, conforme seu tipo e classe, à ABNT NBR 5732, ABNT NBR 5733,
           ABNT NBR 5735, ABNT NBR 5736, ABNT NBR 11578 ou ABNT NBR 12989;
b) agregado graúdo com granulometria compreendida entre as peneiras com abertura de malha de
..........mm e .........mm (números 40 e 80, da ASTM, repectivamente – VERIFICAR E ACERTAR,
CONFORME ABNT NBR NM ISSO 3310-1). (Sugerimos ficar fora do escopo desta norma a questão
relativa ao tamanho dos agregados, visto que alguns tipos de ladrilhos usam agregados expostos ou
com a camada nobre (aparente) polida e que por sua natureza arquitetônica não podem se limitar a
padrões granulométricos pré-definidos ACEITO).

    c) agregado miudo com granulometria compreendida entre as peneiras com abertura de malha de
       ..........mm e .........mm (números 14 e 40, da ASTM, repectivamente – VERIFICAR E ACERTAR,
       CONFORME ABNT NBR NM ISSO 3310-1). (Sugerimos ao invés da determinação da
       granulometria a determinação dos tipos de agregados tais como: calcários, quartzo, granito,
       diabásico (basalto), gnais, óxido de alumínio, carbureto de silício, silex).

Pendência: Verificar em outras normas.

    d) pigmentos inorgânicos (óxido de ferro, negro-de-fumo e outros, com utilização máxima de até 3
       % sobre o peso do cimento, na face aparente); (Pigmentos: O uso de pigmentos orgânicos
       estarão restritos aos pisos fabricados para uso interno e os inorgânicos poderão ser utilizados
       tanto em áreas internas quanto nas áreas externas sendo limite máximo para consumo de 4%
       sobre o peso de cimento. ACEITO)
    e) água.

4.1.1.2 A camada inferior deve ser constituída de material poroso e apresentar condições que
favoreçam a aderência.
O acabamento da camada inferior ou complementar deverá possuir superfície áspera que favoreça a
perfeita aderência com a argamassa de assentamento.



4.2 Embalagem

Os ladrilhos hidráullicos devem ser acondicionados em embalagens que protejam sua integridade
física, até a chegada ao local de uso.
Cada unidade de embalagem (palete) deve ter estampados, claramene impressos ou escritos: as
dimensões nominais (ver 5.2), as dimensões de fabricação, nome do fabricante, identificação do
lote, a tonalidade de referência (no caso de ladrilhos coloridos ou decorados), se são lisos ou
contém relevo, o número de peças e/ou a área correspondente.




                                    NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                       3/13
                                                                     ABNT/CB-18
                                                                  PROJETO NBR 9457
                                                                     ABRIL:2007


          4.3   Unidade de compra

          A unidade de compra é o metro quadrado.

          4.4 – Período de cura – As placas de ladrilho hidráulico deverão permanecer após a fabricação em
          repouso para cura antes de serem embaladas e despachadas para o cliente sendo os períodos para a
          cura conforme abaixo:
          Cura por imersão ou aspersão – 07 dias mínimo
          Cura a vapor – ????????????

          5     Requisitos específicos

          5.1 Identificação e tolerâncias

          As características dos ladrilhos hidráulicos devem ser comprovadas e controladas por testes de
          laboratório após 28 dias de sua fabricação, segundo os métodos indicados nos anexos A e B. Os
          resultados obtidos nos ensaios e determinações devem cumprir com os requisitos estabelecidos na
          tabela 1.

          (Geralmente o piso é enviado para obra com 07 dias de fabricação e o cliente às vezes pede para
          enviarmos para laboratório uma peça do lote fabricado para aceitação. Neste caso o piso é testado
          com, por exemplo, 10 dias e não apresenta os resultados da norma. Como é possível criar uma
          equivalência com as idades, por exemplo com 07/14/28 dias, sugerimos a seguinte)?

          Tabela –



                                                      Requisitos para ladrilhos hidráulicos

                                                                                Coeficiente de
                                                      Coeficiente de Atrito
                                                                                Atrito Dinâmico                                    Tolerância
                Absorção                             Dinâmico área externa                                 Compressão
                                                                              área interna (placa                                 dimensionais
                                                        (placa molhada)
Classes                          Abrasão   Flexão                                     seca)

                                                                                                     7                   28           Larg
           Superficial   Total                       Plana      Inclinada     Plana     Inclinada           14 dias            Esp.          Comp
                                                                                                    dias                dias            .

                                                      ≥0,4       ≥0,75
RCA 1

RCA 2                                                 ≥0,4       ≥0,75

RCA 3                                                 ≥0,4       ≥0,75

RCA 4                                                 ≥0,4       ≥0,75

RCA 5                                                 ≥0,4       ≥0,75

          Obs.: Sugerimos que aos laboratórios determinem as necessidades baseados na experiência de cada
          empresa e através de estudos técnicos.




                                                    NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                                           4/13
                                                  ABNT/CB-18
                                               PROJETO NBR 9457
                                                  ABRIL:2007


Pode ser que em alguns processos de fabricação esta gravação seja dificultada. Qual seria o objetivo
de gravar na placa o nome do fornecedor do piso?



                          Tabela 1 – Requisitos para ladrilhos hidráulicos

                                          Limite                                    Método de
Requisito                 Valor médio                  Limite inferior Tolerância
                                          superior                                  ensaio

Absorção de água              8%                -            -               -      Anexo B

Resistência ao desgaste                    3 mm em 1                                Anexo B
por abrasão                                  000 mm
Módulo de ruptura à                                       4,6 MPa                   Anexo B
                            5,0 MPa             -                            -
flexão                                                  (individual)

Espessura                       -               -            -           ± 10 %     Anexo A


Comprimento                     -               -            -            ±2%       Anexo A


Largura                         -               -            -            ±2%       Anexo A

O fabricante deve identificar seu produto gravando, em alto ou baixo relevo, na base de assentamento
de cada peça, sua denominação comercial ou sigla.
5.2 Formatos e dimensões

5.2.1 Face

Os ladrilhos hidráulicos abrangidos por esta Norma, de qualquer formato ou tamanho, (possuir a face
plana, poderão ter superfície rugosa com ou sem exposição dos agregados ou superfície polida. As
bordas poderão ser arredondadas, retas ou chanfradas).devem possuir a face plana, podendo
apresentar desenhos em alto ou baixo relevo. As bordas devem ser arredondadas ou chanfradas.

5.2.2 Formatos e dimensões nominais

5.2.2.1 Os ladrilhos hidráulicos devem ter formato quadrado ou retangular e dimensões faciais de
acordo com a tabela 2.




                                    NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                     5/13
                                                   ABNT/CB-18
                                                PROJETO NBR 9457
                                                   ABRIL:2007


                      Tabela 2 – Formatos e dimensões nominais dos ladrilhos

Formatos       Tipo      Compriment     Largura      Espessura     Quantidade de peças      Peso
                             o                                     por unidade de área
                                          mm            mm                                 kg/ m2
                                                                                2
                             mm                                           p/m

Quadrado       LQ20          200          200           20                 25                35

               LQ25          250          250           25                 16                45

               LQ33          330          330           25                  9                54

               LQ40          400          400           30                6,25               70

Retangula      LR44          440          400           25                  6                60
    r

Sugerimos deixar uma possibilidade de desenvolvimento de novos tamanhos.(discutir)

5.2.2.2 Os ladrilhos hidráulicos para rodapés devem ter formato retangular, com uma aresta boleada e
as dimensões, conforme a tabela 3. (Os ladrilhos hidráulicos para rodapés deverão ser fabricados
utilizando os mesmos tipos de materiais e formulação do piso ladrilho hidráulico. O comprimento das
peças deverão ser as mesmas estipuladas para o ladrilho com largura entre 50mm a 150mm e
espessura máxima de 20mm.O Acabamento poderá ser boleada ou reto).

                      Tabela 3 – Formatos e dimensões nominais para rodapés

Formato        Tipo      Compriment      Largura       Espessura      Quantidade de        Peso
                             o                                          peças por
                                          mm              mm         unidade de área      kg/ m2
                             mm
                                                                           p/m2

Retangula      RP20          200          100                20             5               3,5
    r

Sugerimos a eliminação da tabela dimensional para rodapé.

5.2.2.3 Esta Norma padroniza somente os formatos e dimensões disponíveis no mercado. Ladrilhos
hidráulicos com outros formatos e dimensões podem também ser fabricados e encomendados, assim
como tamanhos especiais.

6   Inspeção

6.1 Formação da amostra para inspeção visual

As inspeção visual deve ser realizada por lotes homogêneos de tipo, cor (ou decoração) e tamanho e
tem por objetivo verificar:
a) se as informações gravadas ans embalagens correspondem ao material especificado no
    documento de compra;
b) se os materiais contidos nas embalagens correspondem aos requisitos de forma, cor, aspecto,
    acabamento superficial e dimensões estabelecidos na seção.

                                   NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                        6/13
                                                 ABNT/CB-18
                                              PROJETO NBR 9457
                                                 ABRIL:2007


A quantidade de ladrilhos a ser examinada deve considerar o tamanho do lote, como consta da tabela
4.
As amostras devem ser retiradas aleatoriamente, de modo que a quantidade de peças por caixa
amostrada não exceda a cinco peças, salvo nos casos em que o tamanho do lote não permita este
limite, conforme as quantidades indicadas na tabela 4.
                                       Tabela 4 – Amostragem

                Tamanho do lote (N)                             Tamanho da amostra (n)
                   12 500 peças                                        20 peças
6.2 Formação da amostra para ensaios dimensionais e de caracterização

Uma partida de ladrilhos hidráulicos, para ser examinada, deve ser dividida em lotes homogêneos da
mesma classe, tipo, cor, ou decoração. Para aceitação do lote em exame em relação às características
intrínsecas do ladrilho, deve-se considerar as quantidades de peças (corpos-de-prova) necessárias a
cada um dos ensaios, conforme tabela 5.

    Tabela 5 – Número de peças (n) necessárias a um ensaio, retiradas da amostra, em função do
                                             lote (N)

                             Característica                         Tamanho da amostra (n)

Ensaio não destrutivo Dimensional (conforme anexo A)                             20
Ensaio destrutivo     Absorção de água                                            5
                      Resistência à flexão                                        5
                      Resistência ao desgaste por abrasão                        10
Devem ser retirads duas peças a mais para cada 10 000 ladrilhos amostrados ou fração que exceda o
tamanho do lote.
 6.3 Ensaios

Os ensaios para verificação dos requisitos prescritos nesta Norma devem ser realizados em laboratório
aparelhado, segundo os métodos de ensaio estabelecidos nos anexos A e B.

7     Aceitação e rejeição

Um lote de ladrilhos deve ser aceito quando as amostras obtidas conforme 6.1 e 6.2 cumprirem com os
requisitos estabelecidos nas seções 4 e 5.




                                   NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                       7/13
                                                  ABNT/CB-18
                                               PROJETO NBR 9457
                                                  ABRIL:2007


                      Anexo A(normativo) – Determinação das dimensões


       Obs.: Este anexo foi elaborado com base na antiga ABNT NBR 6482:1986 Piso cerâmico -
       Determinação das dimensões, que foi cancelada e substituída pela NBR 13818.


A.1 Objetivo

Este anexo prescreve o método para determinação das dimensões de ladrilhos hidráulicos com os
formatos estabelecidos em 5.2.

A.2    Aparelhagem

A.2.1 A determinação do comprimento e da largura deve ser executada com o auxílio de:

a) uma placa de calibração, de aço, de formato quadrado ou retangular, com as faces opostas
   paralelas e as adjacentes ortogonais, tendo dimensões conhecidas, com exatidão de 0,01 mm e
   compatível com as dimensões a serem determinadas. A espessura deve ser tal que garanta a
   planeza da placa com tolerância de ± 0,01 mm;

b) um grupo fixo esquadro-micrômetro (acômetro), conforme figura 1, ou um paquímetro com
   resolução de 0,02 mm.


A.2.2 A determinação da espessura deve ser executada com o auxílio de um paquímetro com
resolução de 0,02 mm.

A.3 Corpos-de-prova

A.3.1 Cada peça de ladrilho hidráulico inteira constitui um corpo-de-prova.

A.3.2 A amostragem deve ser realizada conforme seção 6.

A.4 Determinação das dimensões com uso do grupo fixo esquadro-micrômetro

A.4.1 Calibração

Colocar a placa de calibração sobre os apoios de suporte horizontais ajustada aos três apoios laterais e
calibrar o relógio comparador em um valor de referência que permita transformar as leituras nos
corpos-de-prova em milímetros e frações de milímetros.

A.4.2 Determinação das dimensões

a) Formato quadrado

Colocar o corpo-de-prova com a face voltada para os apoios de suporte, conforme figura 1, ajustar o
lado A, a ser determinado, junto ao apoio lateral 1 e, o lado B, junto aos apoios laterais 2 e 3.

Fazer a leitura do comprimento do lado A pela indicação do relógio comparador, com aproximação de
0,01 mm, com o sensor ajustado a 5 mm do vértice do corpo-de-prova.


                                 NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                            8/13
                                                ABNT/CB-18
                                             PROJETO NBR 9457
                                                ABRIL:2007


Girar o corpo-de-prova 180º e repetir a operação para o lado A’. O mesmo procedimento deve ser
utilizado para a determinação dos lados B e B ‘.

Calcular, para cada corpo-de-prova, a média das quatro determinações obtidas. Considerar o resultado
obtido como o valor da dimensão do lado de cada corpo-de-prova.




                                             Figura 1



b) Formato retangular

Proceder de modo idêntico ao descrito em A.4.2-a), porém a determinação das dimensões dos lados B
e B’ requer nova calibração.


                                NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                         9/13
                                                ABNT/CB-18
                                             PROJETO NBR 9457
                                                ABRIL:2007


O cálculo das dimensões deve ser realizado obtendo a média dos lados A e A’ e a média dos lados B e
B’. Essas médias devem ser registradas como resultado das dimensões do corpo-de-prova retangular.
Considerar a maior dimensão média (obtida a partir de A e A’ ou obtida a partir de B e B’) como sendo
o comprimento do corpo-de-prova. Considerar a menor dimensão média (obtida a partir de A e A’ ou
obtida a partir de B e B’) como sendo a largura do corpo-de-prova.

A.5    Determinação das dimensões com uso do paquímetro

a) Formato quadrado

Determinar a dimensão de cada um dos quatro lados ajustando o paquímetro ao corpo-de-prova
conforme figura 2.

Calcular a média das quatro determinações; considerar esta média como valor da dimensão sem
espaçador de cada corpo-de-prova.




                                NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                          10/1
                                                                                                  3
                                                ABNT/CB-18
                                             PROJETO NBR 9457
                                                ABRIL:2007


                                             Figura 2



b) Formato retangular

Proceder de modo idêntico ao descrito em A.5-a), porém calcular para cada corpo-de-prova a média
das duas determinações relativas ao comprimento (maior dimensão média) e a média das duas
determinações relativas à largura (menor dimensão média).

A.6     Determinação das espessuras totais e parciais

A.6.1      Espessura total

Determinar em cada corpo-de-prova a maior espessura para cada um dos quatro cantos, obtida em
local onde haja alto relevo na face de assentamento e/ou na face. O local deve estar limitado à área
situada entre 10 mm e 50 mm das bordas adjacentes, conforme figura 3. Calcular a média das quatro
determinações efetuadas com aproximação de 0,1 mm e considerar este valor como a espessura total
do corpo-de-prova.

                                                                            Dimensões em mm




                                             Figura 3

A.6.2 Espessura parcial

Determinar em cada corpo-de-prova a menor espessura para cada um dos quatro cantos, obtida em
local onde não haja alto relevo na face de assentamento e/ou na face. O local deve estar limitado à
área situada entre 10 mm e 50 mm das bordas adjacentes, conforme fugura 3. Calcular a média das
quatro determinações efetuadas com aproximação de 0,1 mm e considerar este valor como a
espessura parcial do corpo-de-prova.

A.7     Resultados

O documento técnico contendo os resultados do ensaio deve consignar o seguinte:


                                NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                         11/1
                                                                                                 3
                                                  ABNT/CB-18
                                               PROJETO NBR 9457
                                                  ABRIL:2007


a) descrição do piso cerâmico ensaiado, considerando:

        dimensões nominais e de fabricação indicadas pelo fabricante;

        cor e decoração da face, quando houver;

        classificação;

b) marca e/ou nome do fabricante;

c) para formato quadrado:

        a dimensão de cada corpo-de-prova,

        a média e a amplitude das dimensões de todos os corpos-de-prova;

d) para formato retangular:

        as dimensões relativas ao comprimento e à largura de cada corpo-de-prova,

        a média e a amplitude dos comprimentos e das larguras de todos os corpos-de-prova;

e) o método utilizado, se grupo fixo esquadro-micrômetro, ou paquímetro;

f)   as espessuras total e parcial de cada corpo-de-prova, be, como a média e a amplitude das
     espessuras totais e parciais de todos os corpos-de-prova;

g) data da realização do ensaio;

h) referência a esta Norma.




                                   NÃO TEM VALOR NORMATIVO                                    12/1
                                                                                               3
                                             ABNT/CB-18
                                          PROJETO NBR 9457
                                             ABRIL:2007


                    Anexo B(normativo) -    Ensaios físicos e mecânicos



B.1 Absorção

B.2 Resistência ao desgaste por abrasão

B.3 Módulo de ruptura na flexão

(elaborar)




                             NÃO TEM VALOR NORMATIVO                      13/1
                                                                           3

								
To top