COMISS�O INTERNA DE GEST�O PELA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO

Document Sample
COMISS�O INTERNA DE GEST�O PELA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO Powered By Docstoc
					Comissão de Gestão de Qualidade e Produtividade
do Campus Luiz de Queiroz- (CGQP-LQ)
  O SISTEMA DIBD E O DESAFIO DO
  PRÊMIO PAULISTA DA QUALIDADE
                                     Marcia Saad
                                    Marcos Milan
“Olá Pessoar!!!
  Bão Dia”
                 DESAFIO
                 - DIBD -

• Motivação da       Prêmio Paulista de
  Equipe               Qualidade da Gestão
• Validação do
  Modelo
SISTEMAS DE GESTÃO EXISTENTES
          NO MUNDO:
                           TQM - TOTAL QUALITY
                           MANAGEMENT



  ISO - 9000 - (EUROPA);




                    CWQC-COMPANY WIDE
                    QUALITY CONTROL-(TQM)
O QUE É GERENCIAMENTO PELA QUALIDADE
                TOTAL
É o gerenciamento envolvendo do Diretor ao Porteiro -
      todos os departamentos - visando atender as
     necessidades dos consumidores da empresa:
  CLIENTE, ACIONISTA, FUNCIONÁRIO, SOCIEDADE.
           CONSUMIDORES DE UMA ORGANIZAÇÃO

                    1- CLIENTE: deseja qualidade, atendimento,
                        segurança e preços baixos.


2- ACIONISTAS: desejam taxa de retorno do
  capital, receita, custos baixos e produtividade.


                     3- FUNCIONÁRIOS: desejam crescimento pessoal e
                        profissional, educação, treinamento,
                        empregabilidade.

    4- SOCIEDADE: deseja, antes de tudo,
       segurança quanto aos produtos e serviços
       produzidos.
                            O SISTEMA DIBD


• 1-Gestão Sistêmica
• 2-Política Básica
• 3- Informação
• 4- Planejamento
                                                         05
• 5-Gerenciamento                                                      04
• 6-Atuação junto ao mercado                        04
• 7- Definição do Produto                     06         07           08

• 8- Produção                            03

• 9- Envolvimento das Pessoas
• 10- Gerenciamento do
                                         08    09             10 11   12
  Crescimento do Ser Humano
                                    02
• 11- Liderança
• 12- Auditoria.
                                Valores essenciais da Natureza Humana-
                                                  Ética
                 - SISTEMA DE GESTÃO –
                      SUB-SISTEMAS
•   INTEGRAÇÃO                        • PESSOAS
    1-Processo Gestão Sistêmica           9- Processo de envolvimento
•   PLANEJAMENTO                          10- Processo de Gerenciamento
    2-Processo de Política de Longo          do Crescimento do Ser
       Prazo                                 Humano
    3-Processo de Informação              11- Processo de Liderança
    4-Processo de Planejamento
                                      •   AVALIAÇÃO
    5-Processo de Gerenciamento
                                          12- Processo de Auditoria e
• PRODUTO                                   “Shake Down”
    6-Processo de atuação no
       mercado
    7-Processo de definição do
       produto
    8-Processo produtivo
SUB-SISTEMA

 INTEGRAÇÃO
   1-PROCESSO GESTÃO SISTÊMICA

Simplicidade: Para ser aplicado a organizações
de diferentes segmentos e tamanhos.
Capacidade de                 Somente Técnicas
                              que geram impactos
Integração com os             nos resultados
demais elementos
do Sistema




                    Linguagem do sistema
                    Fornece consistência às
                         ferramentas
SUB-SISTEMA

PLANEJAMENTO
2-PROCESSO de POLÍTICA BÁSICA

   Missão


                 Trata-se da área de
   Valores       significado , dando
                 sentido a tudo o que
                 é feito, respondendo
                 à pergunta: por que
    Visão
                 é feito isso?
    MISSÃO                  VALORES                   VISÃO
       Satisfazer        Respeitar o direito de     Ser um centro
as expectativas de         todos de acesso à       de excelência
nossos usuários,              informação e           dentre as
obtendo o maior            disponibilizá-la à       bibliotecas
número de recursos       professores, alunos e     universitárias
disponíveis, gerando      pesquisadores nos       brasileiras pela
um ambiente de           seus mais diferentes
                        formatos, preservando
                                                   qualidade de
harmonia e liberdade,
                            o patrimônio, a         serviço que
fazendo emergir o
potencial dos           qualidade do ambiente         presta à
funcionários e          de trabalho e a relação   comunidade até
contribuindo para o         amistosa entre             2003.
desenvolvimento da              usuários e
informação, da               colaboradores.
pesquisa e da
educação agrícola no
Brasil.
3-PROCESSO de INFORMAÇÃO
    •Indicadores de desempenho
    críticos para a organização
    •Estratégico; tático; operacional
    •Consumidores
    •Devem atender a Missão da
    Empresa
    •Assegura a informação crítica no
    momento e lugar correto.
    •Cria ambiente ao
    desenvolvimento do indivíduo:
    auto-gerenciamento.
Sistema de Informação
             Mostra em números a
              realidade da DIBD
             Sistema de Informação
Disponibilizado
  para toda a
   Biblioteca,
através da rede
      local
Sistema de Informação

               Serve de suporte para
             tomadas de decisões da
                     Diretoria
Sistema de Informação - UGB- Comutação
          4- PROCESSO de PLANEJAMENTO


• Políticas: diretrizes gerais
  para o ano ou seis
  meses.
• O que é fundamental no
  momento deve permear
  na organização.
• Desdobramento:
  Diretoria; Planejamento
  da gerência;
  planejamento da Chefia.
Administração por políticas
                                           Planejamento




 - Reunião Anual de Planejamento -
• pontos fortes e fracos do ano anterior
• método “post it”.
• Agrupamento dos itens afins
• políticas para ano
Desdobramento das
política do ano, que
 são a base para o
planejamento anual
       da DIBD
Análise Crítica da Administração
           Reunião de análise crítica
                5- PROCESSO de GERENCIAMENTO

• Conceito fundamental: só
  existe gerenciamento a partir
  de um plano
• Dividido em três áreas:
   – Estratégica: define as
     políticas; é a area de inovação
       • PDCA; WORKSHOP
   – Rotina: dia a dia da
     organização. Funcionários.
       • SDCA; Administração visivel
   – Melhoria (Kaizen): melhoria
     das rotinas através dos
     funcionários.
• Auto Gerenciamento:
  responsabilidade e autonomia.
PDCA
 GRÁFICO DE CONTROLE
P
D
C
A
                        A DIRETORA AVALIA A
                        EVIDÊNCIA OBJETIVA




O EXECUTANTE
APRESENTA A AÇÃO
                          A DIRETORA FAZ O
                          REFORÇO PARA A AÇÃO




 O EXECUTANTE
 APRESENTA OUTRA AÇÃO
SUB-SISTEMA

  PRODUTO
6- PROCESSO de ATUAÇÃO NO MERCADO




                 • Pesquisa junto ao cliente;

                 • Ajustar o produto às reais
                 necessidades dos clientes.
7- PROCESSO de DEFINIÇÃO do PRODUTO


                           PRODUTO:
                       1-QUALIDADE
                       TÉCNICA;
                       2-ATENDIMENTO;
                       3-PRAZOS;
                       4-TECNOLOGIA;
                       5-PREÇOS BAIXOS.
            8- PROCESSO de PRODUÇÃO


• Produto Definido
• Estruturação do Processo
  Produtivo
• QFD; FTA; “Just in Time”;
  Padronização da Rotina.
• Área de Eficiência da
  Organização.
Ouvir o Cliente
Desejos: Requisitos Técnicos
Desdobramentos
                        Intensidade
                       Forte                                   Matriz de
                       Média                                  Correlações
                       Fraca
                                             Requisitos Técnicos
                                                                      Como




                                                                      "Benchmark"
                      Exigida pelo
                       Qualidade




                                                                                    Qualidade
                                                                                    Planejada
                                                  Matriz de
                        Cliente

                                     O que        Relações




                                               Especificações
                                                                     Quanto:
                          Qualidade                             "Benchmark" técnico
                          Projetada                                  e Metas
SUB-SISTEMA

  PESSOAS
9- PROCESSO de ENVOLVIMENTO DAS
            PESSOAS

UNIDADE GERENCIAL
     BASICA
MARKETING INTERNO
e-mail: biblio@esalq.usp.br
             REUNIÃO RELÂMPAGO

OBJETIVO: Fortalecer a
comunicação interna e o
espírito de grupo, com todos
sabendo de tudo através de
um      canal    oficial  de
comunicação.
           REUNIÃO RELÂMPAGO
Discussão dos problemas do dia anterior, fazendo
cada funcionário se posicionar sobre os problemas e
dificuldades.
 Em seguida vem a discussão da programação das
atividades prioritárias do dia.
         10- PROCESSO GERENCIAMENTO DO
           CRESCIMENTO DO SER HUMANO

•   Programa Educação
•   5S
•   Motorista do Destino
•   Valores Humanos
O que o mercado quer é pessoas com
habilidades - é a habilidade que gera
         empregabilidade.
Antes
Anunciando o Dia da Bermuda
Depois
  PROCESSO DE LIDERANÇA
(O chefe como técnico de futebol )
                            Eu oriento a
                           equipe antes da
                          partida. Na hora
                          do jogo eu deixo
                          jogar.
    Inversão do Organograma
• Quem produz
  qualidade está na
  linha de frente.
• Quanto mais se tem
  poder mais se espera
  retaguarda para
  aqueles da linha de
  frente.
• Organograma
  inverso.
PATERNALISMO
     O meu pessoal
     é de baixo nível!
                         • O excesso de proteção
                           da chefia, inibe o
                           funcionário do ponto de
                           vista psicológico.
                         • O chefe não deve
                           executar o trabalho do
                           funcionário - caso
                           contrário irá perpetuar a
                           dependência.
SUB-SISTEMA

 AVALIAÇÃO
12- PROCESSO de AUDITORIA e “SHAKE DOWN”


• Diagnóstico da
  situação
• Base para o
  planejamento
• Gera Evidências
  Objetivas
 Prêmio Paulista de
Qualidade da Gestão
      O que é o Prêmio Paulista de
      Qualidade da Gestão – PPQG?


É um Reconhecimento anual, simbolizado
por   meio   de   troféus   e    medalhas,   às
melhores     Organizações,        públicas   e
privadas, do Estado de São Paulo, no que
se refere aos métodos de gestão, aos
resultados   obtidos   e    às    perspectivas
futuras.
           Por que um prêmio paulista ?


•   Para avaliar, de forma independente, os métodos de
    gestão e os resultados obtidos pelas Organizações
    Paulistas.

•   Para fomentar o uso de um Modelo de Gestão
    alinhado aos Critérios de Excelência do Prêmio
    Nacional da Qualidade – PNQ.

•   Para acompanhar os Estados da Federação que já
    possuem premiações estaduais e os demais que
    estão em fase de implementação.
                             Já não existe o PNQ?
                INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO


                                                   Critérios de
                                                   Excelência

            Critérios Simplificados


    Falta de Estímulo
           e de                                                   PNQ
    Reconhecimento
      para Buscar a
       Excelência




0     100      200         300        400    500        600       700   800   900    1.000
                                                                                    PONTOS

                     IPEG                                  FPNQ
    Prêmio Paulista de Qualidade
     da Gestão – Nível I e Nível II



NÍVEL II




           0   10             20           300   400     50
                0              0                       PONTOS
                                                          0

                    diploma

NÍVEL I
                               •Tr    troféu


           0   100            200     250
                                     PONTO
                                       S
   Qual é a missão do IPEG?


 “Contribuir com as Organizações
    Paulistas na jornada para a
excelência da gestão, assegurando a
    prosperidade do cidadão, a
 integridade do meio-ambiente, a
 pujança econômica, a vanguarda
tecnológica e a competitividade do
  Estado de São Paulo e do País.”
        Quais são as modalidades do
                  PPQG ?
•NÍVEL I: Micro e pequenas empresas que se
encontram           em fase inicial de implantação de
modelos de          gestão ou que já possuem
algumas práticas    implementadas. (250 PONTOS)


•NÍVEL II: Organizações que já possuem modelos de
           gestão    implantados e que pretendem se
submeter a uma       avaliação externa com o objetivo
de buscar melhorias contínuas e obter o merecido
           reconhecimento pela sociedade. (500
PONTOS)
Quais são as categorias de premiação?
   NIVEL II      (500 PONTOS)

   1. Micro e Pequenas Empresas
      (até 50 pessoas na Força de Trabalho)

   2. Médias Empresas
      (de 51 a 500 pessoas na Força de
      Trabalho)
   3. Grandes Empresas
      (mais de 500 pessoas na Força de
      Trabalho)
   4. Empresas de Economia
      Mista
   5. Órgãos da Administração
      Pública
   6. Organizações Sem Fins Lucrativos

   7. Organizações de
      Saúde
   8. Organizações Educacionais e de Ensino
           Quais são os reconhecimentos?
NÍVEL II

  Medalha de Bronze às candidatas ao PPQG, independente da
  categoria de premiação, que atingirem 150 pontos.

  Medalha de Prata às candidatas ao PPQG, independente da
  categoria de premiação, que atingirem 250 pontos.

  Medalha de Ouro às candidatas ao PPQG, independente da
  categoria de premiação, que atingirem 350 pontos.

     Troféu Governador do Estado – Excelência da Gestão, à
     candidata, premiada com medalha de ouro, que obtiver o
     melhor desempenho da Categoria e às Organizações
     Paulistas que conquistarem a posição de Finalista do PNQ
     no ciclo.
                     Qual é o referencial para
                            avaliação?


                                 Os Critérios do PPQG
                                estão alinhados aos 8
                               Critérios de Excelência e
                                    aos 27 Itens de
                                Avaliação do PNQ, mas
                               com Pontuação Máxima
                                 de 500 pontos para o
                               Nível II e de 250 pontos
                                     para o Nível I.
Fonte: Fundação para o
Prêmio Nacional da
Qualidade – Critérios de
Excelência 2003.
                     Qual é o referencial para
                            avaliação?

                                         FUNDAMENTOS:
                                Liderança e constância de
                                propósitos
                                Visão de futuro
                                Foco no cliente e no mercado
                                Responsabilidade social e ética
                                Decisões baseadas em fatos
                                Valorização das pessoas
                                Abordagem por processos
                                Foco nos resultados
                                Inovação
                                Agilidade
                                Aprendizado organizacional
Fonte: Fundação para o          Visão sistêmica
Prêmio Nacional da
Qualidade – Critérios de
Excelência 2003.
            Quais são os critérios de
                   avaliação?
1 Liderança (40 pontos):
O Critério Liderança aborda o sistema de liderança da
organização e o envolvimento pessoal dos dirigentes
no estabelecimento, na disseminação e na prática de
valores e diretrizes que promovam a cultura da
excelência, levando em consideração as necessidades
das partes interessadas. O Critério também aborda
como é analisado criticamente o desempenho global
da organização.
    1.1 Sistema de Liderança

   1.2 Cultura da Excelência

   1.3 Análise Crítica do Desempenho Global
            Quais são os critérios de
                   avaliação?
2 Estratégias e planos (40 pontos):
O Critério Estratégias e Planos aborda o processo de
formulação das estratégias da organização de forma a
direcionar seu desempenho e determinar sua posição
competitiva, incluindo como as estratégias são
desdobradas em planos de ação para toda a
organização. O Critério também aborda como a
organização define seu sistema de medição do
desempenho global e estabelece metas.

  2.1 Formulação das Estratégias

  2.2 Desdobramento das Estratégias

  2.3 Planejamento da Medição do Desempenho
           Quais são os critérios de
                  avaliação?
3 Clientes (40 pontos):
O Critério Clientes aborda como a organização
monitora e se antecipa às necessidades dos clientes e
dos mercados e divulga seus produtos, suas marcas e
suas ações de melhoria e estreita seu relacionamento
com clientes. O Critério também aborda como a
organização mede e intensifica a satisfação e a
fidelidade dos clientes em relação aos seus produtos
e marcas.
  3.1 Imagem e Conhecimento do Mercado
  3.2 Relacionamento com Clientes
            Quais são os critérios de
                   avaliação?
4 Sociedade (40 pontos):
O Critério Sociedade aborda como a organização
contribui para o desenvolvimento econômico,
social e ambiental com o intuito de minimizar os
impactos negativos potenciais de seus produtos
e operações na sociedade além de verificar
como se envolve com a sociedade de forma
ética e transparente.

   4.1 Responsabilidade Sócio – ambiental

   4.2 Ética e Desenvolvimento Social
           Quais são os critérios de
                  avaliação?
5 Informações e Conhecimento (40 pontos):

O Critério Informações e Conhecimento aborda
a gestão e a utilização das informações da
organização e de informações comparativas
pertinentes,    bem   como   as  formas   de
identificação, criação e proteção do capital
intelectual da organização.

   5.1 Gestão das Informações da Organização

   5.2 Gestão das Informações Comparativas

   5.3 Gestão do Capital Intelectual
     Quais são os critérios de avaliação?
6 Pessoas (40 pontos):
 O Critério Pessoas aborda como a organização do
 trabalho, a capacitação e o desenvolvimento da
 força de trabalho proporcionam condições para a
 utilização plena do potencial das pessoas que
 compõem a força de trabalho, em consonância com
 as estratégias organizacionais. O Critério também
 aborda os esforços para criar e manter um
 ambiente de trabalho e um clima organizacional
 que promova a excelência do desempenho, a plena
 participação e o crescimento pessoal e da
 organização.
      6.1 Sistemas de Trabalho
     6.2 Capacitação e Desenvolvimento
     6.3 Qualidade de Vida
             Quais são os critérios de
                    avaliação?
7 Processos (40 pontos):
O Critério Processos aborda os principais aspectos da
gestão dos processos da organização, incluindo o
projeto do produto, sua produção, os processos de
apoio e aqueles relacionados aos fornecedores, em
todos os setores e unidades. O Critério também
aborda como a organização administra seus recursos
financeiros para sustentar sua estratégia, seus planos
de ação e as suas operações.
     7.1 Gestão dos Processos Relativos ao Produto
     7.2 Gestão dos Processos de Apoio
     7.3 Gestão dos Processos Relativos ao
     Fornecedor
     7.4 Gestão Financeira
            Quais são os critérios de
                   avaliação?
8 Resultados (220 pontos):

O Critério Resultados da Organização aborda a
evolução do desempenho da organização em
relação aos clientes e aos mercados, à situação
financeira, às pessoas, aos fornecedores, aos
processos relativos ao produto, à sociedade, aos
processos     de   apoio   e    aos    processos
organizacionais. São também abordados os níveis
de desempenho em relação às informações
comparativas pertinentes.
      Relevância
      Tendência
      Nível de Desempenho
                Que organizações foram reconhecidas?
Medalha de Ouro – PPQG 2001
•   ÁGUAS DE LIMEIRA S.A.
    (Categoria Médias Empresas)
•   ORGANON DO BRASIL IND. E COM. LTDA.
    (Categoria Grandes Empresas)
•   PELLEGRINO – DISTRIBUIDORA DE AUTOPEÇAS LTDA.
    (Categoria Grandes Empresas)
•   SIEMENS LTDA. – UNIDADE EMPRESARIAL I and C              Troféu Governador do Estado
    (Categoria Grandes Empresas)
                                                             – Excelência da Gestão 2001
Medalha de Prata PPQG 2001                                   •   EATON LTDA. – DIVISÃO
                                                                 TRANSMISSÕES
•   BAYER S.A. – ÁREA LS – PIGMENTOS                             (Finalista do PNQ 2001)
    (Categoria Grandes Empresas)
                                                             •   ÁGUAS DE LIMEIRA S.A.
•   DANA INDÚSTRIAS LTDA.                                        (Categoria Médias Empresas)
    (Categoria Médias Empresas)

•   ITAL – INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS              •   ORGANON DO BRASIL IND. E
    (Categoria Administração Pública)                            COM. LTDA.
                                                                 (Categoria Grandes Empresas)
•   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO LESTE
    (Categoria Grandes Empresas)
                                                             •   PELLEGRINO –
                                                                 DISTRIBUIDORA DE
Medalha de Bronze – PPQG 2001                                    AUTOPEÇAS LTDA.
                                                                 (Categoria Grandes Empresas)
•   ESCOLA SENAI “CONDE JOSÉ VICENTE DE AZEVEDO”
         (Categoria Organizações Sem Fins Lucrativos)
•   FURNAS – SUBSTAÇÃO DE CACHOEIRA PAULISTA
    (Categoria Grandes Empresas)

•   FURNAS – DEPTO. DE CONSTRUÇÃO DE TRANSMISSÃO SUL
    (Categoria Grandes Empresas)

•   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS –
    AE
    (Categoria Grandes Empresas)
                    Que organizações foram reconhecidas?
Medalha de Bronze – PPQG 2002                                              Medalha de Prata – PPQG 2002
                                                                    •   CAMARGO CORRÊA CIMENTOS S/A
•   4º BATALHÃO DE PM DO INTERIOR - BAURU                               (Categoria Grandes Empresas)
    (Categoria Administração Pública)
                                                                    •   EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS –
•   15º BATALHÃO DE PM DO INTERIOR - FRANCA
    (Categoria Administração Pública)
                                                                        METROPOLITAMA – DR/SPM (Categoria Administração Pública)

•   22º BATALHÃO DE PM DO INTERIOR - ITAPETININGA                   •   INSTITUTO DE PESQUISAS ENERGÉTICAS E NUCLEARES – IPEN
    (Categoria Administração Pública)                                   (Categoria Administração Pública)

•   CENTRO DE DESPESAS DE PESSOAL DA PM - SP                        •   LG.PHILIPS DISPLAYS BRASIL LTDA. – DIVISÃO VIDROS
                                                                        (Categoria Grandes Empresas)
    (Categoria Administração Pública)

•   COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR QUATRO DA PM – SP – BAURU   •   LG.PHILIPS DISPLAYS BRASIL LTDA. – SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
                                                                        (Categoria Grandes Empresas)
    (Categoria Administração Pública)

•   FURNAS – DEPTO. DE PRODUÇÃO SÃO PAULO – DRL .O                  •   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO CENTRO
    (Categoria Empresas de Economia Mista)                              (Categoria Empresas de Economia Mista)

•   FURNAS – DEPTO. DE PRODUÇÃO SÃO ROQUE – DRQ .O                  •   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO NORTE
    (Categoria Empresas de Economia Mista)                              (Categoria Empresas de Economia Mista)

•   METAL 2 INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA.                              •   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE
    (Categoria Médias Empresas)                                         (Categoria Empresas de Economia Mista)


•   SABESP – DIVISÃO DE OPERAÇÃO LITORAL DE SANTOS - LSBC           •   SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO SUL
                                                                        (Categoria Empresas de Economia Mista)
    (Categoria Empresas de Economia Mista)

•   SADIA S/A – UNIDADE PRODUTORA SÃO PAULO                         •   SABESP – UNIDADE DE TRATAMENTO DE ESGOTOS - AE
    (Categoria Médias Empresas)                                         (Categoria Empresas de Economia Mista)




        Troféu Governador do Estado – Excelência da
                                                                            Medalha de Ouro – PPQG 2002
                       Gestão 2002
                                                                             •      DANA INDÚSTRIAS LTDA.
        •     PELLEGRINO – DISTRIBUIDORA DE AUTOPEÇAS LTDA.                         (Categoria Médias Empresas)

              (Finalista do PNQ 2002)                                        •      TA – TRANSPORTADORA AMERICANA LTDA.
                                                                                    (Categoria Grandes Empresas)
        •     DANA INDÚSTRIAS LTDA.
              (Categoria Médias Empresas)
        •     TA – TRANSPORTADORA AMERICANA LTDA.
              (Categoria Grandes Empresas)

				
DOCUMENT INFO
Shared By:
Categories:
Tags:
Stats:
views:5
posted:11/16/2011
language:
pages:71