nbs - DOC 7 by 6G7oZw4

VIEWS: 7 PAGES: 31

									        Ministério da Educação
     Universidade Federal do Piauí
       Pró-Reitoria de Extensão
     Colégio Agrícola de Teresina




CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA
                                 Ministério da Educação
                              Universidade Federal do Piauí
                                Pró-Reitoria de Extensão
                              Colégio Agrícola de Teresina




Unidade Escolar
CNPJ                    06.517.387/0001-34
Razão Social:           Colégio Agrícola de Teresina
Nome de Fantasia        CAT
Esfera Administrativa   Federal
Endereço (Rua, No)      Campus Universitário da Ininga
Cidade/UF/CEP           Teresina - PI – UF   CEP: 64049-550
Telefone/Fax            (86) 3215-5694                 Fax: (86) 3215-5694
E-mail de contato       cat@ufpi.br
Site da unidade         www.ufpi.br/cat
Área do Plano           INFORMÁTICA

Habilitação, qualificações e especializações:
1      Habilitação :     Técnico em Informática
       Carga Horária:    1050 horas
       Estagio–horas     300 horas
1.1    Qualificação :    Operador de microcomputador e Sistemas operacionais
       Carga Horária:    330 horas
1.2    Qualificação :    Programador
       Carga Horária:    330 horas
1.3    Qualificação :    Montagem, Manutenção e Configuração de Microcomputador.
       Carga Horária:    330 horas
1.4    Qualificação      Estágio de Qualificação Profissional
       Carga Horária:    60 horas
       Estagio –Horas 300 horas
                                       Ministério da Educação
                                    Universidade Federal do Piauí
                                      Pró-Reitoria de Extensão
                                    Colégio Agrícola de Teresina



JUSTIFICATIVA

           A informática faz parte do cotidiano e do mundo do trabalho. Com o advento da
globalização, o armazenamento, a transmissão e a disponibilização da informação com rapidez e
segurança tornam-se aspectos de extrema importância. Assim, a informática procura incessantemente
satisfazer as necessidades atuais impostas pelo mercado, como também, futuros propósitos
tecnológicos.

           A partir de pesquisa realizada por esta instituição de ensino, no final do ano de 2000,
constatou-se que, dentre as áreas da Informática, algumas são consideradas de grande interesse pelo
público teresinense e micro-região: Redes de Computadores e Bancos de Dados, Manutenção de
Computadores e Programação.

            Foi detectado também, através de pesquisa informal, um aumento na utilização da
informática por empresas locais como ferramenta de controle operacional, além da exigência de
utilização de softwares específicos para cumprimento das obrigações tributárias dessas empresas, tais
como imposto de renda, recolhimento de ICMS, impressoras fiscais, etc...

           A alta procura por profissionais com conhecimento em microinformática, registrada em
grande parte dos anúncios, revela a carência dessa área no mercado de trabalho.
           De acordo com informações obtidas junto à Secretaria de Fazenda, no Piauí existem
37.500(trinta e sete mil e quinhentas) micro-empresas mais 6.000(seis mil) empresas de médio ou
grande porte, perfazendo um total de 43.500(quarenta e três mil e quinhentas) empresas em todo o
Estado, das quais a maioria encontra-se informatizada.

        Assim, o Curso Técnico em INFORMÁTICA, do Colégio Agrícola de Teresina, pretende atender as
necessidades detectadas na comunidade piauiense com perspectiva de desenvolvimento de uma política de
Informática que satisfaça as reais necessidades do ensino e da utilização dos recursos técnicos do computador no
mercado de trabalho.

       Um outro aspecto que não pode ser desprezado é a disponibilização de infra-estrutura física e de
equipamentos de informática necessários ao funcionamento do curso em questão, gerando uma melhor
maximização dos equipamentos da instituição e aumentando também a abrangência social.

        O Colégio Agrícola de Teresina, como uma instituição ligada à Universidade federal do Piauí, está
comprometido com o processo de democratização das oportunidades no campo do saber, e, sendo assim, não
poderia ficar alheio às necessidades e aos interesses demonstrados por esta comunidade.
                                            Ministério da Educação
                                         Universidade Federal do Piauí
                                           Pró-Reitoria de Extensão
                                         Colégio Agrícola de Teresina

       Sua contribuição se faz sentir, entre outras estratégias de ação, na continuidade de formação de técnicos
nas áreas mais carentes de recursos humanos, especificamente na da informática, favorecendo àqueles que, por
condições diversas, encontram dificuldades que interferem na continuação dos seus estudos.

OBJETIVOS

O Curso Técnico em Informática do CAT aspira atingir os seguintes objetivos:
     Atender às solicitações do mercado de trabalho na área de serviços de informática;
     Propiciar condições para o desenvolvimento do ensino e da utilização da informática, enfatizando
       o uso dos recursos técnicos do microcomputador, na solução de problemas reais;
     Desenvolver as condições das atividades de informática nas suas diversas tendências, visando
       aplicações na produção de bens, serviços, implementação, avaliação, suporte e manutenção de
       sistemas e redes, tecnologias de processamento e transmissão de dados e informações,
       hardware, software, aspectos organizacionais e humanos e conhecimentos;
     Capacitar profissionais a fim de estarem aptos a desenvolver sistemas especialistas ou administrar
       os já existentes;
     Projetar e administrar redes locais e bancos de dados em empresas de pequeno, médio e grande
       porte do Estado do Piauí e regiões circunvizinhas.


REQUISITOS DE ACESSO AO CURSO
       O acesso ao curso dar-se-á através de exame de seleção, cujas normas e procedimentos são
tornados públicos em Edital divulgado pela imprensa escrita à época própria. O exame classificatório
realizado por este CAT é aberto a candidatos que já tenham concluído o Ensino Médio.
        As provas do referido Exame contemplarão as competências básicas adquiridas no ensino fundamental e
parte do Ensino Médio e terá valor de 40 (quarenta) pontos, assim distribuídos: 20 (vinte) pontos
correspondentes a questões de múltipla escolha, referentes à língua Portuguesa e 20 (vinte) pontos
correspondentes a questões de múltipla escolha, referentes à Matemática.
       Para efeito de classificação, os candidatos serão listados em ordem de pontos obtidos na prova.
Havendo candidatos com a mesma classificação, serão adotados sucessivamente os seguintes critérios
de desempate: ser de escola pública, obter maior número de pontos em português e ser mais idoso.

Conteúdo Programático de Língua Portuguesa:

1. Fonética:
    1.1. Classificação dos fonemas;
    1.2. Encontros Vocálicos e Consonantais; Hiatos e Dígrafos;
    1.3. Divisão silábica;
    1.4. Acentuação gráfica;
    1.5. Ortografia: palavras com s, z, x, ch, g, j, e/i, e/u; palavras homônimas e parônimas; Uso dos porquês; Mau/mal,
         onde/aonde, há/a.
                                              Ministério da Educação
                                           Universidade Federal do Piauí
                                             Pró-Reitoria de Extensão
                                           Colégio Agrícola de Teresina


2.  Morfologia:
    2.1 Estrutura e formação das palavras
    2.2 Classes das palavras: Substantivos
    2.3 Adjetivos (flexões)
    2.4 Artigos
    2.5 Numeral
    2.6 Verbo (locução verbal, classificação dos verbos quanto à conjugação, flexão de número, pessoa, modo e tempo,
vozes do verbo, conjugações)
    2.7 Pronomes (colocação pronominal)
    2.8 Conjunção
    2.9 Advérbio
    2.10 Preposição
    2.11 Interjeição.
3. Classificação do predicado
    3.1. Classificação do verbo quanto à predicação
4.   Sintaxe:
     4.1 Frase, oração e período
     4.2 Análise sintática (Termos ligados ao verbo, termos ligados ao nome, vocativo)
     4.3 Regência Verbal e Nominal
     4.4 Concordância Nominal e Verbal
     4.5 Orações coordenadas e subordinadas: substantivas, adjetivas e adverbiais
5.   Crase
6.   Pontuação
7.   Interpretação de texto.


Conteúdo Programático de Matemática:

1 – Conjuntos e Conjuntos Numéricos:
         1.1 – A noção de conjunto;
         1.2 – Propriedades;
         1.3 – Subconjunto e a relação de inclusão;
         1.4 – Operações entre conjuntos;
         1.5 – Conjunto dos números naturais;
         1.6 – Conjunto dos números inteiros;
         1.7 – Conjunto dos números racionais;
         1.8 – Conjunto dos números irracionais;
         1.9 – Conjunto dos números reais.
2 – Sistema de Medidas:
          2.1 – Medidas de comprimento;
          2.2 – Medidas de superfície;
          2.3 – Medidas de volume;
          2.4 – Medidas de capacidade;
          2.5 – Medidas de massa;
          2.6 – Medidas de tempo.
3 – Divisores e Múltiplos:
          3.1 – Noção de divisibilidade;
                                                Ministério da Educação
                                             Universidade Federal do Piauí
                                               Pró-Reitoria de Extensão
                                             Colégio Agrícola de Teresina

         3.2 – Critérios de divisibilidade;
         3.3 – Números primos;
         3.4 – Decomposição em números primos;
         3.5 – Máximo divisor comum (m.d.c.);
         3.5 – Mínimo múltiplo comum (m.m.c.);
         3.6 – Relação entre o m.d.c. e m.m.c. de dois números.
4 – Potenciação e Radiciação:
         4.1 – Potência de um número real com expoente inteiro;
         4.2 – Propriedades de potências com expoente inteiro;
         4.3 – Notação científica;
         4.4 – Raiz de um número real;
         4.5 – Operação e propriedade com radicais;
         4.6 – Racionalização de denominadores;
         4.7 – Potência com expoente fracionário.
5 – Razão e Proporção:
         5.1 – Conceito de razão;
         5.2 – Razão entre grandezas de mesma espécie e espécies diferentes;
         5.3 – Proporção;
         5.3 – Propriedade fundamental das proporções;
         5.4 – Outras propriedades de proporções.

6 – Matemática Financeira:
        6.1 – Números proporcionais;
        6.2 – Divisão em partes diretamente proporcionais;
        6.3 – Divisão em partes inversamente proporcionais;
        6.4 – Regra de sociedade;
        6.5 – Porcentagem;
        6.6 – Juros simples;
        6.7 – Juros compostos;

7 – Equações e Inequações do 1º e 2º Graus:
         7.1 – Resolução de equações e inequações;
         7.2 – Resolução de problemas práticos;
         7.3 – Resolução de sistemas de equações com duas variáveis;
         7.4 – Relação entre os coeficientes e as raízes de uma equação do 2º grau.
8 – Função:
         8.1 – Afim:
                   8.1.1 – Definição;
                   8.1.2 – Estudo do sinal;
                   8.1.3 – Gráficos;
                   8.1.4 – Aplicações.
         8.2 – Quadrática:
                   8.2.1 – Definição;
                   8.2.2 – Estudo do sinal;
                   8.2.3 – Gráficos;
                   8.2.4 – Aplicações.
9 – Geometria Plana:
         9.1 – Ângulos;
         9.2 – Triângulos;
                   9.2.1 – Congruência;
                   9.2.2 – Pontos notáveis;
                   9.2.3 – Semelhança;
                   9.2.4 – Teorema das bissetrizes;
                                             Ministério da Educação
                                          Universidade Federal do Piauí
                                            Pró-Reitoria de Extensão
                                          Colégio Agrícola de Teresina

                 9.2.5 – Relações métricas e trigonométricas no triângulo retângulo.
                 9.2.6 – Lei dos senos e Lei dos cossenos;
       9.3 – Paralelismo e perpendicularidade;
       9.4 – Polígonos;
       9.5 – Circunferência e círculo;
       9.6 – Área de superfícies planas.



PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO DO CURSO

    Com a conclusão do curso, esse profissional estará apto a atuar em empresas usuárias ou
prestadoras de serviços de computação, em Centros de Processamento de Dados, planejando e
desenvolvendo sistemas aplicativos com banco de dados centralizados, bem como garantindo a sua
manutenção e perfeito funcionamento, implantando e administrando redes locais e banco de dados.
Abaixo listamos um conjunto de competências e habilidades que viabilizam o perfil descrito,
possibilitando uma visão geral desse profissional, embora, estejam melhor descritas na organização
curricular.

      Compreender o funcionamento e o relacionamento entre os componentes de computadores e
       seus periféricos;
      Instalar e configurar computadores, isolados ou em redes, periféricos e software;
      Utilizar os serviços e funções de sistemas operacionais;
      Identificar e solucionar falhas em computadores, periféricos e software;
      Selecionar programas de aplicação a partir da avaliação das necessidades do usuário;
      Desenvolver algoritmos através de divisão modular e de refinamentos sucessivos;
      Utilizar estruturas de dados na resolução de problemas computacionais;
      Desenvolver software, utilizando métodos e técnicas de programação avançadas;
      Desenvolver soluções em software no ambiente de programação visual Delphi;
      Aplicar técnicas de modelagem de banco de dados;
      Elaborar e executar projetos de sistemas de informação;
      Monitorar um sistema gerenciador de banco de dados;
      Utilizar serviços de administração de sistemas operacionais de redes;
      Efetuar o monitoramento e manutenção dos serviços de rede;
      Identificar arquitetura de redes;
                                     Ministério da Educação
                                  Universidade Federal do Piauí
                                    Pró-Reitoria de Extensão
                                  Colégio Agrícola de Teresina


      Identificar meios físicos, dispositivos e padrões de comunicação, reconhecendo as implicações
       de sua aplicação no ambiente de redes;
      Organizar a coleta e documentação de informações sobre o desenvolvimento de projetos;
      Executar ações de treinamento e de suporte técnico;
       O conjunto das competências acima descrito, juntamente com outras que ainda serão
apresentadas nesse plano, garantem o arcabouço necessário para que o profissional perfilado absorva
novas tecnologias.


ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO

    O curso de Informática está organizado na forma modular e reúne as competências profissionais da
área de Informática (Competências Gerais) estabelecidas na Lei de Diretrizes e Bases da educação
(LDB), nº 9394/97; Decreto 2208/97;Parecer CNE/CEB nº 16/99 e a Resolução CNECEB nº 04/99.

        Como conseqüência do tipo de profissional que se deseja formar, a montagem da matriz
curricular deste curso baseou-se na constituição de quatro módulos, contendo uma carga horária total
de 1.350h e com a organização das disciplinas numa seqüência lógica, ou seja, começando por aquelas de
menor complexidade e abstração e terminando com as de maior complexidade e abstração;
   Ministério da Educação
Universidade Federal do Piauí
  Pró-Reitoria de Extensão
Colégio Agrícola de Teresina




        MATRIZ CURRICULAR
                      Ministério da Educação
                   Universidade Federal do Piauí
                     Pró-Reitoria de Extensão
                   Colégio Agrícola de Teresina
MÓDULO   FUNÇÃO                    SUBFUNÇÃO                        CARGA
                                                                    HORÁRIA
   I     FUNDAMENTOS                 1. Sistemas de Computação      60h
         TECNOLÓGICOS                                               60h
                                     2. Lógica de Programação
                                     3. Programação I               60h
                                                                    90h
                                     4. Prática de laboratório
                                                                    60h
                                     5. Inglês Instrumental
                                   CARGA       HORÁRIA           DO 330h
                                   MÓDULO
   II    METODOLOGIAS DE             1. Sistemas Operacionais       60h
         PROGRAMAÇÃO DE
                                     2. Banco de Dados              60h
         MICROCOMPUTADOR
                                     3. Análise de Sistemas         90h

                                     4. Programação II              60h

                                     5. Estrutura de Dados          60h

                                   CARGA       HORÁRIA           DO 330h
                                   MÓDULO
   III   INSTALAÇÃO E                6. Redes de Computadores       60h
         MANUTENÇÃO DE               7. Programação III             60h
         COMPUTADORES E
         REDES LOCAIS                8. Tópicos Especiais           60h

                                     9. Projeto Orientado           90h

                                     10. Arquitetura e Manutenção 60h
                                         de Computadores
                                   CARGA       HORÁRIA           DO 330h
                                   MÓDULO
   IV    ESTÁGIO              DE     1. Organização de Empresas 60h
         QUALIFICAÇÃO
         PROFISSIONAL                2. Estágio Supervisionado      300h
                                   CARGA       HORÁRIA           DO 360h
                                   MÓDULO

         CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS DO CURSO                     1050h
         ESTÁGIO SUPERVISIONADO                                     300h
         TOTAL                                                      1350h
                                                                 Ministério da Educação
                                                              Universidade Federal do Piauí
                                                                Pró-Reitoria de Extensão
                                                              Colégio Agrícola de Teresina


                                                               Módulo I
                                                FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS
Carga Horária: 330 Horas/aula (Trezentas e trinta horas/aula)
Metodologias: O curso será ministrado nas formas sugeridas abaixo:
               Aulas teóricas e práticas.
               Palestras e/ou seminários.
               Visitas técnicas.
               Desenvolvimento de projetos, aplicados na própria área.



                                                                   Módulo I
                                                          FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS

      Base Tecnológica                                     Competências                                     Habilidades
                                     Desenvolver percepção historiográfica da evolução  Identificar historicamente os componentes de um
                                      dos computadores.                                   sistema de computação, numa visão evolutiva da
                                                                                          tecnologia dos computadores.
                                     Compreender todos os elementos que compõem um
                                          sistema de computação.                           Distinguir os vários componentes de um sistema
Sistemas de Computação
                                                                                            de computação, relacionando com suas
                                     Internalizar os conceitos básicos dos        vários
                                                                                            respectivas funções.
                                      componentes de um sistema de computação.
                                     Analisar os serviços e funções de um sistema de  Adequar a escolha dos componentes de um
                                                                                        sistema de computação, a fim de prover uma
Projeto do Curso Técnico em Informática                            Pagina - 11 –
                                                             Ministério da Educação
                                                          Universidade Federal do Piauí
                                                            Pró-Reitoria de Extensão
                                                          Colégio Agrícola de Teresina

                                          computação.                                       escolha sensata para aplicações específicas.
                                     Compreender como um sistema de computação Distinguir as arquiteturas de hardware, analisando
                                      realizar sua representação de dados e instrução. desempenho e limitações de cada opção.
                                     Avaliar as arquiteturas de hardware que são modelos
                                      da construção dos atuais computadores pessoais.




                                                                 Módulo I
                                                        FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS
      Base Tecnológica                                  Competências                                         Habilidades
                                     Conhecer as regras para o desenvolvimento de         Aplicar as regras de construção de algoritmos.
                                      algoritmos.                                          Elaborar algoritmos usando estrutura de blocos.
Lógica de Programação                Compreender todos os componentes necessários à       Elaborar e executar algoritmos construídos com
                                      construção de um algoritmo.                           os componentes necessários a composição de
                                     Desenvolver algoritmos.                               uma aplicação.




Projeto do Curso Técnico em Informática                         Pagina - 12 –
                                                               Ministério da Educação
                                                            Universidade Federal do Piauí
                                                              Pró-Reitoria de Extensão
                                                            Colégio Agrícola de Teresina

                                                                Módulo I
                                                       FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS

      Base Tecnológica                                  Competências                                            Habilidades
                                     Compreender os tipos de dados e instruções  Utilizar as estruturas de tomada de decisão, laços
                                      primitivas, bem como estruturas de tomada de decisão, de repetição e matrizes no desenvolvimento de
                                      laços de repetição e utilização de matrizes.          programas com a linguagem Pascal.
                                     Aprender a usar estrutura de dados com o uso de  Desenvolver aplicações práticas do tipo registro.
Programação I                         registros.
                                                                                       Aplicar sub-rotinas no desenvolvimento de
                                     Compreender a utilização de sub-rotinas;          programas com a linguagem Pascal;
                                    Internalizar as definições, operações e formas de acesso a  Desenvolver programas que manipulem arquivos
                                    arquivos.                                                    do tipo texto, texto registro ou tipo definido.




                                                                Módulo I
                                                       FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS

      Base Tecnológica                                  Competências                                            Habilidades
                                     Identificar o Sistema Operacional e seus principais  Usar o Sistema Operacional que atenda às
Prática de Laboratório                elementos a fim de atender às necessidades do usuário. necessidades do usuário.
Projeto do Curso Técnico em Informática                         Pagina - 13 –
                                                             Ministério da Educação
                                                          Universidade Federal do Piauí
                                                            Pró-Reitoria de Extensão
                                                          Colégio Agrícola de Teresina

                                     Conhecer softwares específicos como: editores de  Redigir e elaborar textos técnicos; relatórios;
                                      texto (Word); planilhas eletrônicas (excel);       formulários; gráficos; planilhas e esquemas
                                      PowerPoint (Apresentação) e outros.                através do uso de softwares específicos.
                                     Compreender a Rede Mundial de Computadores –  Manipular a Internet; de tal modo que saiba
                                      Internet; bem como a evolução do seu processo  enviar e-mails; fazer pesquisas; criar grupos de
                                      histórico.                                     discussões e outros.
                                     Dominar o Sistema de Gerenciamento de Banco de  Criar tabelas e saber relacioná-las de maneira
                                      Dados – Access; bem como suas principais         que a estrutura do Banco de Dados esteja sem
                                      ferramentas.                                     anomalias de dados.




Projeto do Curso Técnico em Informática                       Pagina - 14 –
                                                               Ministério da Educação
                                                            Universidade Federal do Piauí
                                                              Pró-Reitoria de Extensão
                                                            Colégio Agrícola de Teresina

                                                                Módulo I
                                                       FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS

      Base Tecnológica                                   Competências                                        Habilidades
                                     Compreender a estruturação da língua inglesa.         Reconhecer diferentes tipos de texto, assim
                                                                                             como as referências textuais.
                                     Conhecer as técnicas de leitura em língua inglesa.
                                     Perceber a relação lógica entre os vários componentes  Identificar dados relacionados à situação de
                                                                                              produção do texto.
                                      de um texto.
                                     Conhecer os termos técnicos idiomáticos mais usuais  Relacionar      elementos    responsáveis  pela
                                                                                              “imagem do texto” ao conteúdo do texto.
Inglês Instrumental                   na área de informática.
                                                                                            Identificar palavras, expressões ou trechos do
                                                                                             texto que veiculem julgamentos de valor sobre
                                                                                             informações apresentadas no texto.
                                                                                            Inferir informações a partir da relação entre
                                                                                             elementos de um texto, bem como entre textos.




Projeto do Curso Técnico em Informática                         Pagina - 15 –
                                                             Ministério da Educação
                                                          Universidade Federal do Piauí
                                                            Pró-Reitoria de Extensão
                                                          Colégio Agrícola de Teresina


                                                              Módulo II
                     METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS
Carga Horária: 330 Horas/aula (Trezentas e trinta horas/aula)
Metodologias: O curso será ministrado nas formas sugeridas abaixo:
               Aulas teóricas e práticas.
               Palestras e/ou seminários.
               Visitas técnicas.
               Desenvolvimento de projetos, aplicados na própria área.



                                                    Módulo II
                          METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS

      Base Tecnológica                                  Competências                                      Habilidades
                                     Compreender a evolução histórica concomitante de  Identificar historicamente os componentes de um
                                      hardware e software.                               sistema computacional, numa visão evolutiva de
                                                                                         hardware e software.
                                     Analisar os fundamentos de SO’s, seus tipos e suas
Sistemas Operacionais                     estruturas.                                    Adequar a escolha dos SO’s para plataformas de
                                                                                          hardware e software de forma específica.
                                     Conhecer a importância e funcionamento dos
                                      processos, do gerenciamento de memória e sistemas  Utilizar as ferramentas de SO’s de forma a
                                      de arquivos.                                        otimizar o subsistema de memória.

Projeto do Curso Técnico em Informática                       Pagina - 16 –
                                                                  Ministério da Educação
                                                               Universidade Federal do Piauí
                                                                 Pró-Reitoria de Extensão
                                                               Colégio Agrícola de Teresina

                                     Compreender o gerenciamento de processos, memória
                                      e sistema de arquivo.




                                                    Módulo II
                          METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS

      Base Tecnológica                                     Competências                                      Habilidades
                                     Internalizar os conceitos básicos necessários para um  Implementar as estruturas modeladas usando um
                                      bom entendimento sobre o projeto e implementação        Banco de Dados (Geração de tabelas e
                                      do Banco de Dados.                                      relacionamentos) e aplicando regras de
                                                                                              integridade.
                                     Conhecer as técnicas de Modelagem Conceitual
                                          utilizadas em sistemas de Banco de Dados.          Utilizar ambiente/linguagens para definição e
                                                                                              manipulação de dados em sistemas comerciais de
                                     Compreender os princípios básicos de modelos de
Banco de Dados                                                                                gerência de Banco de Dados Relacionais.
                                      dados representativos (ou de implementação), bem
                                      como de linguagens gerenciadoras de Banco de  Utilizar as funcionalidades de um Sistema
                                      Dados.                                                  Gerenciador de Banco de Dados a fim de
                                                                                              executar atividades de administração de Banco
                                     Conhecer características e funcionalidades típicas de
                                                                                              de Dados.
                                      um Sistema Gerenciador de Banco de Dados – SGBD.


Projeto do Curso Técnico em Informática                            Pagina - 17 –
                                                              Ministério da Educação
                                                           Universidade Federal do Piauí
                                                             Pró-Reitoria de Extensão
                                                           Colégio Agrícola de Teresina



                                                    Módulo II
                          METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS

      Base Tecnológica                                  Competências                                          Habilidades
                                     Conhecer ferramentas de modelagem de dados.             Utilizar ferramentas de modelagem a fim de
                                                                                               demonstrar graficamente o modelo analisado
                                     Identificar os requisitos do sistema e propor soluções
                                                                                               tendo como base de dados normalizada.
                                      para o modelo analisado.
                                                                                              Utilizar ferramentas case para auxiliar no
Análise de Sistemas                  Interpretar e analisar modelo de dados.
                                                                                               desenvolvimento de software.
                                     Conhecer as etapas do ciclo de vida do sistema.
                                                                                              Construir um sistema, obedecendo aos critérios
                                                                                               do ciclo de vida.



                                                    Módulo II
                          METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS

      Base Tecnológica                                  Competências                                          Habilidades
                                     Internalizar os conceitos de orientação a objetos e  Adequar algoritmos à linguagem object pascal.
                                      object pascal.
Programação II                                                                             Aplicar as estruturas de controle no ambiente de
                                     Compreender as estruturas de controle                 Delphi.
Projeto do Curso Técnico em Informática                        Pagina - 18 –
                                                                  Ministério da Educação
                                                               Universidade Federal do Piauí
                                                                 Pró-Reitoria de Extensão
                                                               Colégio Agrícola de Teresina

                                     Analisar a utilização de sub-rotinas e especificadores  Desenvolver sub-rotinas no ambiente Delphi.
                                      de acesso.                                              Elaborar tratamento de exceções.
                                     Compreender a manipulação de exceções.                  Desenvolver      aplicativos     utilizando   a
                                     Compreender a manipulação de arquivos.                   manipulação de arquivos.



                                                    Módulo II
                          METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE E BANCO DE DADOS

      Base Tecnológica                                      Competências                                       Habilidades
                                     Conhecer os principais tipos abstratos de dados,  Distinguir os vários tipos abstratos de dados,
                                      estruturas de dados e tipos de dados.              estruturas e tipos de dados.
                                     Compreender as principais técnicas de representação e  Distinguir as técnicas de representação e
                                      manipulação de dados em memória interna e externa       manipulação de dados a fim de prover uma
                                      do computador.                                          adequada organização das informações em um
                                                                                              computador.
Estrutura de Dados                   Analisar as técnicas de implementação de estrutura de
                                                                                         Implementar os principais tipos abstratos em
                                          dados lineares e não lineares em memória principal.
                                                                                          alguma linguagem de programação (PASCAL).
                                     Conhecer a aplicação de estruturas de dados em um
                                      projeto e análise de sistemas computacionais.      Aplicar os conhecimentos de estruturas de dados
                                                                                          no desenvolvimento de um projeto e análise de
                                                                                          sistemas computacionais.

Projeto do Curso Técnico em Informática                             Pagina - 19 –
                                                              Ministério da Educação
                                                           Universidade Federal do Piauí
                                                             Pró-Reitoria de Extensão
                                                           Colégio Agrícola de Teresina




                                                              Módulo III
                          INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS
Carga Horária: 330 Horas/aula (Trezentas e trinta horas/aula)
Metodologias: O curso será ministrado nas formas sugeridas abaixo:
               Aulas teóricas e práticas.
               Palestras e/ou seminários.
               Visitas técnicas.
               Desenvolvimento de projetos, aplicados na própria área.



                                                       Módulo III
                                 INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS

      Base Tecnológica                                  Competências                                       Habilidades
                                     Analisar as técnicas de transmissão de dados fazendo  Selecionar os vários componentes de uma rede
                                      relação entre elas.                                    de computadores, relacionando com suas
Redes e Conectividade                                                                        respectivas funções.
                                     Compreender o modelo de referência OSI.
                                                                                          Utilizar ferramentas de confecção de cabos de
                                     Compreender as arquiteturas de rede.
                                                                                           redes, na confecção de cabeamento para redes
Projeto do Curso Técnico em Informática                        Pagina - 20 –
                                                                Ministério da Educação
                                                             Universidade Federal do Piauí
                                                               Pró-Reitoria de Extensão
                                                             Colégio Agrícola de Teresina

                                     Conhecer os protocolos mais utilizados em redes             LAN’s segundo as categorias de certificação.
                                      LAN’s.                                                     Executar instalação dos componentes de
                                    Conhecer as mídias de transmissão, equipamentos de            software e hardware mais comuns de uma rede
                                    conectividade, tecnologias LAN’s e reconhecer suas            de computadores, assim como, configurar
                                    implicações aplicativas.                                      seguindo orientações dos manuais.


                                                       Módulo III
                                 INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS

      Base Tecnológica                                    Competências                                            Habilidades
                                     Internalizar os conceitos de POO.                          Distinguir POO      das   demais    formas     de
                                                                                                  programar.
                                     Conhecer a ferramenta BDE admistrator.
                                                                                                 Fazer uso da ferramenta BDE administrator para
                                     Compreender o uso do SQL Explorer.
                                                                                                  criar aliases e pseudo Banco de Dados.
                                     Analisar o uso e as funções do QUICKREPORT.
Programação III                                                                                  Explorar um Banco de Dados utilizando o SQL
                                         Compreender as diferentes formas de conexão entre o     explorer.
                                          Banco de Dados e o DELPHI.
                                                                                                 Elaborar aplicativos comerciais com acesso a BD
                                                                                                  utilizando o Delphi.




Projeto do Curso Técnico em Informática                           Pagina - 21 –
                                                                  Ministério da Educação
                                                               Universidade Federal do Piauí
                                                                 Pró-Reitoria de Extensão
                                                               Colégio Agrícola de Teresina

                                                       Módulo III
                                 INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS

      Base Tecnológica                                     Competências                                       Habilidades
                                     Estudar sistemas de computação, plataformas de  Executar operacionalmente, seja identificando
                                      sistemas operacionais, tecnologias de redes ou outras ou manipulando fisicamente, sistemas de
                                      áreas do conhecimento que a Coordenação do Centro     computação,      plataformas     de     sistemas
                                      de Informática e equipe de professores julguem        operacionais, tecnologias de redes, dentre outras
                                      essenciais para complementar a formação profissional  que venham a ser especificado pelo Centro de
                                      do Técnico em Informática.                            Informática e equipe de professores, a fim
                                                                                            viabilizar a aquisição do saber fazer nas áreas
                                    Como exemplo:
                                                                                            supracitadas.
                                     Compreender o paradigma da distribuição de software
Tópicos Especiais                         livres, focada no estudo de caso LINUX.        Como exemplo:
                                     Analisar as funcionalidades do Sistema Operacional  Selecionar e adequar a escolha de plataformas de
                                                                                           software livres para aplicações específicas
                                      como alternativa de sistema operacional livre.
                                                                                           (estudo de caso)
                                     Conhecer as interfaces do Sistema Operacional
                                                                                          Saber instalar e operar o S. O LINUX em
                                      LINUX, bem como os componentes de administração
                                                                                            ambiente específicos.
                                      mais usuais.
                                                                                          Operacionalizar algumas das interfaces do
                                                                                           Sistema Operacional LINUX.




Projeto do Curso Técnico em Informática                            Pagina - 22 –
                                                                 Ministério da Educação
                                                              Universidade Federal do Piauí
                                                                Pró-Reitoria de Extensão
                                                              Colégio Agrícola de Teresina

                                                       Módulo III
                                 INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS

      Base Tecnológica                                     Competências                                      Habilidades
                                     Compreender a importância de um projeto em todas as  Entender o trabalho com projetos como uma
                                      áreas de atuação                                      necessidade na área em que atua.
                                     Conhecer os itens que compões um projeto             Aplicar, de acordo com as normas vigentes, os
Projeto Orientado                                                                           conhecimentos da estrutura de um projeto.
                                     Desenvolver um projeto observando sua estrutura
                                                                                           Elaborar diferentes tipos de projetos.



                                                       Módulo III
                                 INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES E REDES LOCAIS

      Base Tecnológica                                     Competências                                      Habilidades
                                     Compreender a Informática enquanto ciência através  Aplicar o conhecimento adquirido sobre
                                      de sua Arquitetura e Organização.                    Arquitetura e Organização de Computadores
                                                                                           fazendo conexões entre as partes que integram o
Arquitetura e Manutenção             Adquirir conhecimento sobre Arquitetura e
                                                                                           computador bem como equipamentos externos.
de PC’s                               Organização     de    Computadores   através    de
                                          entendimento dos seus fundamentos.             Instalar e configurar os elementos do sistema
                                     Entender e Identificar os elementos que compõem o   computacional,     utilizando   softwares   e
Projeto do Curso Técnico em Informática                           Pagina - 23 –
                                                                 Ministério da Educação
                                                              Universidade Federal do Piauí
                                                                Pró-Reitoria de Extensão
                                                              Colégio Agrícola de Teresina

                                          sistema computacional, analisando o funcionamento e     ferramentas de montagem e conexões de suas
                                          relacionamento entre eles.                              partes, interpretando orientações dos manuais.
                                     Identificar a origem de falhas no funcionamento de  Executar procedimentos de teste, diagnóstico e
                                      computadores, periféricos e softwares básicos        medidas de desempenho em computadores e seus
                                      avaliando seus efeitos.                              periféricos, assim como softwares básicos
                                                                                           instalados;
                                                                                                 Aplicar as soluções selecionadas para corrigir as
                                                                                                  falhas no funcionamento dos computadores,
                                                                                                  periféricos e softwares.




                                                             Módulo IV
                               ORGANIZAÇAO DE EMPRESAS E ESTÁGIO SUPERVISIONADO
Carga Horária: 360 Horas/aula (Trezentos e sessenta horas/aula)
Metodologias:
               Aulas teóricas e práticas.
               Palestras e/ou seminários.
               Visitas técnicas.
               Acompanhamento e orientação supervisionada junto a empresa para o qual foi designado.
Obs: O educando será encaminhado a empresas, seguindo-se a lei federal que regulamenta estágios.




Projeto do Curso Técnico em Informática                           Pagina - 24 –
                                                                 Ministério da Educação
                                                              Universidade Federal do Piauí
                                                                Pró-Reitoria de Extensão
                                                              Colégio Agrícola de Teresina

                                                                 Módulo IV
                                                         FUNDAMENTOS TECNOLÓGICOS

      Base Tecnológica                                     Competências                                            Habilidades
                                         Propiciar subsídios para reconhecimento e avaliação      Estabelecer as diferenças entre a teoria e a
                                          dos fundamentos da administração na condução de           prática da administração.
                                          uma sociedade moderna.                                   Definir motivação, reconhecer os tipos de
                                         Desenvolver a percepção das principais idéias e           motivação, simulando algumas ações possíveis.
                                          eventos da história da administração, numa               Definir liderança como processo interpessoal,
                                          perspectiva de Qualidade, Motivação, Liderança e de       dentro de um estudo de caso.
                                          uma Administração Estratégica.
                                                                                                   Diagnosticar e reconhecer as características
                                         Compreender os novos Paradigmas da                        pessoais associadas à liderança.
                                          Administração, numa visão da Administração
Organização de Empresas                   Participativa, da Reengenharia de Processos, do          Reconhecer os conceitos de estratégias,
                                          Empreendedorismo, de Bechmarking, da Realidade            planejamento estratégico e administração
                                          Virtual, da Globalização, da Ética e                      estratégica, avaliando os impactos desses
                                          Responsabilidade Social.                                  conceitos numa empresa da área de informática.
                                                                                                   Elaborar, implementar e avaliar estratégias
                                                                                                    organizacionais.
                                                                                                   Explicar as principais tendências no
                                                                                                    desenvolvimento das teorias da administração,
                                                                                                    descrevendo os conceitos de administração na
                                                                                                    passagem    para    o    3º    milênio,   no
Projeto do Curso Técnico em Informática                           Pagina - 25 –
                                                               Ministério da Educação
                                                            Universidade Federal do Piauí
                                                              Pró-Reitoria de Extensão
                                                            Colégio Agrícola de Teresina

                                                                                                  desenvolvimento das teorias administrativas:
                                                                                                  Administração                   Participativa,
                                                                                                  Empreendedorismo, Globalização, Ética e
                                                                                                  Responsabilidade Social, Realidade Virtual,
                                                                                                  Reengenharia de Processos e Bechmarking.
                                    A realização de estágios de complementação curricular, em consonância com o que preceitua a Lei Federal Nº
                                    6.494, de 07 de dezembro de 1977, regulamentada pelo Decreto Nº 87.497, de 18 de agosto de 1982, tem por
                                    objetivo proporcionar aos alunos do curso Técnico em Informática a vivência e participação no mundo do
                                    trabalho, contextualizando e colocando em ação as competências e habilidades inerentes às bases tecnológicas
                                    que compõem o currículo do curso que trata esse projeto.
Estágio Curricular                  O estágio supervisionado é uma etapa orientada pelo professor onde o educando desenvolverá aplicações
                                    práticas em entidades públicas e privadas. Em cada etapa do estágio, o educando será avaliado pelo seu
                                    desempenho na empresa e eficiência na aplicação da tarefa que lhe foi atribuída. No final do estágio o
                                    educando entregará um relatório do seu projeto, cabendo ao professor orientador avaliar a eficácia e a validade
                                    do estágio, ficando o aluno apto ou não apto para o estágio, no caso de ser considerado não apto o estágio será
                                    repetido até que seja comprovado sua eficiência.




Projeto do Curso Técnico em Informática                          Pagina - 26 –
                                    Ministério da Educação
                                 Universidade Federal do Piauí
                                   Pró-Reitoria de Extensão
                                 Colégio Agrícola de Teresina



CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

        A avaliação será realizada considerando os pressupostos de continuidade e
compatibilidade com as competências gerais da área, as específicas da habilitação e a
modalidade do Curso.
        Os procedimentos de avaliação das competências exigidas devem ser os mais
variados possíveis, permitindo ao professor, e ao aluno, maior confiança e rigor na
constatação do domínio das competências, isto é, verificar se o aluno adquiriu ou não a
competência(s) desejada(s). Dentre esses procedimentos, o professor poderá lançar mão da
absorção durante uma realização de uma tarefa (ex.: projetos), da prova escrita, da auto-
observação e da demonstração.
        A avaliação é um processo de acompanhamento do trabalho docente e discente que
permite a ambos detectarem as dificuldades em sua realização, apontando suas falhas e
possíveis soluções. Nesse sentido, permite a reorientação do processo ensino-
aprendizagem, oferecendo outras novas oportunidades da aprendizagem ao aluno. Deste
modo, haverá a possibilidade da recuperação ao processo de ensino, no final de cada
módulo, e conseqüentemente, a aquisição da(s) competências(s) necessárias ao aluno para
que esta obtenha promoção.
        As avaliações devem primar pelo desenvolvimento da qualidade da aprendizagem
do aluno e não da quantidade de vezes em que esta foi verificada e aferida. Desta forma, é
que não há um momento estanque de aplicação de provas ou de aferição de conhecimento
mais sim um contínuo acompanhamento do trabalho discente, focado no desenvolvimento
de projetos, aos quais devem corroborar com o desempenho da aquisição de competências
previstas nesse projeto. Nesse sentido, haverá uma relação mínima entre a quantidade de
avaliações e a carga horária, que devem ser realizadas durante o módulo para fins de
registro acadêmico. Vejamos a relação mencionada:
1. 02 (duas) verificações para as disciplinas com até 60 horas-aulas;
2. 03 (três) verificações para as disciplinas com até 90 horas-aulas;
       As avaliações deverão ser mensuradas com pontos variando de 0 (zero) a 10 (dez),
as quais fornecerão o rendimento escolar por média aritméticas das avaliações executadas.
Será considerado aprovado o aluno que obtiver média final igual ou superior a 6,0 (seis) e
freqüência igual ou superior a 75% da carga horária prevista.
       Ressaltamos que é exigido do aluno um rendimento de 30% (3,0 pontos) para que o
mesmo possa ter o direito de fazer os estudos de recuperação, o que poderá ocorrer no
máximo em 2 disciplinas, em um número maior de disciplinas o aluno é considerado não-
apto no módulo (reprovado). Após a recuperação o aluno que não obtiver média 6 em
alguma disciplina será considerado não-apto e automaticamente será reprovado no módulo.
       O 1º módulo é pré-requisito e a reprovação neste módulo leva ao desligamento do
curso. A partir do 2º módulo, o aluno reprovado ficará retido no mesmo e só poderá repeti-
lo quando houver a oferta.
       O conceito final de cada módulo será apto ou não-apto.
Projeto do Curso Técnico em Informática                     Pagina - 27 –
                                    Ministério da Educação
                                 Universidade Federal do Piauí
                                   Pró-Reitoria de Extensão
                                 Colégio Agrícola de Teresina



INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS OFERECIDOS AOS PROFESSORES E ALUNOS
DO CURSO
        A Coordenadoria de Informática possui, atualmente, como sua infra-estrutura
ambientes de aprendizagem climatizados, equipados com bancadas, cadeiras, quadros de
acrílico e demais equipamentos, tais como, retropojetor, computador e projetor multimídia.
Esses equipamentos estão disponíveis para os corpos docente e discente.
        Atualmente o espaço físico disponível no CAT para o curso Técnico em
Informática é:

            Laboratório de Informática.
            Laboratório de Instalação
            Sala de aula (1)
            Sala da Coordenação do Curso
            Sala de professores
            Auditório

Laboratório de Informática:
Capacidade: 50 alunos
Objetivo: capacitar o aluno para uso de ferramentas que possibilitem o desenvolvimento de
softwares.
Funcionamento: um aluno por computador.

Equipado com: 50máquinas celeron 2.2Gb, 1 Gb de RAM, HD de 60Gb, todas conectadas
à Internet com plataforma Linux, Open Office, impressora Jato de Tinta Lexmark Z 35 e
estrutura de rede.

Laboratório de Instalação:
Capacidade: 18 alunos
Objetivo: capacitar o aluno para instalação e configuração de softwares básicos (setup,
sistemas operacionais, etc); mostrar o funcionamento dos componentes do computador.
Funcionamento: 02(dois) grupos de (03)três alunos em cada uma das 03(três) bancadas.
Equipado com: cada bancada disponibiliza 02(dois) computadores abertos para
manutenção, perfazendo um total de 06(seis) computadores.

Salas de Aula
Objetivo: Prover ambientes para aulas teóricas do curso.

Sala de Professores
Objetivo: Prover ambiente para que os professores possam se reunir, acessar dados da rede

Projeto do Curso Técnico em Informática                    Pagina - 28 –
                                    Ministério da Educação
                                 Universidade Federal do Piauí
                                   Pró-Reitoria de Extensão
                                 Colégio Agrícola de Teresina

CAT, obter seus diários, guardar com segurança seus pertences e também prove ambiente
de confraternização.

Sala da Coordenação do curso
Objetivo: fornecer recursos para as atividades administrativas da coordenação.



PESSOAL DOCENTE E TÉCNICO ENVOLVIDO NO CURSO

        O corpo docente da Coordenadoria de Informática é formado por 07 professores, sendo
03(três) efetivos e 04(quatro) substitutos. A seguir são listados nome, contrato, qualificação e base
tecnológicas.

                                CORPO DOCENTE
                                       Qualificação
Nº      Nome         Contrato                                                    Bases Tecnológicas
                                Graduação Pós-graduação
   Maria Francinete                         Especialização                Lógica de Programação
   Damasceno                   Bacharel em em Análise de                  Linguagens de
01                   Efetivo Ciências da Sistemas                         Programação
                               Computação Mestrado em                     Redes de computadores
                                            Educação
   Francisco                                                              Lógica de Programação
   Eduardo Pires de            Licenciado Especialização                  Linguagens de
02 Morais           Substituto em           em Didática                   Programação
                               Computação                                 Softwares aplicativos

                                                                          Lógica de Programação
                                      Bacharel em                         Linguagens de
     Lianna Mara                                  Especialização
03                         Substituto Ciências da                         Programação
     Castro Duarte                                em Redes
                                      Computação                          Redes de computadores
                                                                          Bancos de Dados
                                 Tecnólogo
                                 em Sistema                               Softwares aplicativos
04   Aldir            Substituto
                                 de                                       Redes de Computadores
                                 Informação
     Everardo de                 Licenciado           Especialização      Softwares aplicativos
05                     Efetivo
     Sousa Luz                   em Física            em Educação
                                 Licenciado
     Gilmar Pereira                                   Especialização      Softwares aplicativos
06                     Efetivo em
     Duarte                                           em Educação         Programação
                                 Matemática
     Cristina Barbosa            Licenciatura                             Softwares aplicativos
07                    Substituto
     Nunes                       em Inglês                                Programação

Projeto do Curso Técnico em Informática                          Pagina - 29 –
                                    Ministério da Educação
                                 Universidade Federal do Piauí
                                   Pró-Reitoria de Extensão
                                 Colégio Agrícola de Teresina



                                          CORPO TÉCNICO

                     NOME                                               CARGO
Ana Coeli Mendes de Neiva                         Bibliotecária
Dalva Alves da Silva                              Assistente de administração
Denise Leal Reis                                  Digitadora
Irene Barbosa Viana                               Assistente de administração
João Orlando Soares de Araújo Reis                Assistente de administração
Lúcia Maria Messias Caminha                       Assistente de administração
Maria Ubiralda Góes de Freitas                    Assistente de Administração
Suzane Feitosa Fonsêca Vieira                     Orientadora Educacional
Maria do Socorro Simplício Costa                  Assistente de Administração


09. Certificados e diplomas expedidos aos concluintes do curso
        Ao concluir o curso Técnico em Informática, cuja carga horária total é 1350 horas
distribuídas em quatro módulos de 330, 330, 330 e 360 horas será concedido ao aluno o
diploma de Técnico de Nível Médio (Técnico em Informática).




Projeto do Curso Técnico em Informática                     Pagina - 30 –
                                    Ministério da Educação
                                 Universidade Federal do Piauí
                                   Pró-Reitoria de Extensão
                                 Colégio Agrícola de Teresina


                                          BIBLIOGRAFIA

BRASIL; Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9394. 20 de Dezembro de
         1996.

BRASIL; MEC. CNE. SEF. Parâmetros Curriculares para o Ensino Médio. Brasília. 1998.

BRASIL; MEC. CNE. SEF. Parâmetros nº 16. Brasília. 1999.

BRASIL; MEC. CNE. SEF. Resolução nº 4. Brasília. 1999.

BRASIL; MEC. Decreto 2208, Educação Profissional. Brasília. 1997.

BRASIL; MEC. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível
        Técnico. Brasília. 1999.

Referências Curriculares para a Educação.

Profissional de Nível Técnico (Texto Introdutório) Versão Preliminar e não completa,
           elaborado pelos consultores Bahij Amin e Elizabete Fadel, Brasília. 1999




Projeto do Curso Técnico em Informática                   Pagina - 31 –

								
To top